Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Férias Com Saúde: Especialista Alerta Para os Cuidados Antes e Durante a Viagem

Além do roteiro turístico, fique atento a algumas medidas de prevenção para garantir que as férias não sejam interrompidas



O período mais esperado do ano se aproxima. É tempo de férias! Mas para que nada estrague o momento de diversão, não basta apenas estar com a viagem organizada e o roteiro planejado, é preciso estar atento também à saúde da família.

Antes de colocar o pé na estrada, cheque com antecedência se a região do Brasil ou o país que você visitará exige medidas extras de proteção e cuidado. “Além disso, certifique-se de que o local de destino não tem nenhuma doença de ocorrência usual ou algum surto epidêmico”, afirma a Dra. Melissa Palmieri, coordenadora médica do Grupo Pardini e membro da Sociedade Brasileira de Imunizações. “É importante que adultos e crianças verifiquem se a carteirinha de vacinação está em dia e com todas as doses recomendadas realizadas”, explica. “Só assim a imunização será, de fato, efetiva”, completa a especialista.

Com o aumento do fluxo e circulação de pessoas em todo o mundo, houve a reincidência de doenças que já estavam controladas em algumas regiões. Por isso, antes de viajar, procure um médico de sua confiança ou vá a um serviço de vacinação público ou privado e peça para que um profissional de saúde avalie sua carteirinha. “Na maioria dos casos, é importante que a vacina seja realizada de 10 a 15 dias antes da viagem. É o tempo necessário para a produção de anticorpos”, afirma a Dra. Melissa.

VACINA DE TÉTANO

As férias são o período em que as pessoas saem da zona de segurança, fazem atividades que não estão acostumadas, tentam algum esporte novo, exploram locais diferentes e, portanto, o risco de um acidente com ferimento em pele e exposição ao tétano é muito elevado nessa época. "A vacina contra o tétano normalmente está em dia até a adolescência. Depois, as pessoas esquecem de fazer os reforços recomendados de 10 em 10 anos. Assim, passam férias e momentos de lazer sob um risco que poderia ser facilmente evitado", explica a doutora.

HEPATITE A

A vacina de hepatite A também é importante. Como o vírus é transmitido pela ingestão de água e alimentos contaminados, os casos da doença podem aumentar no verão. O vírus da hepatite A pode, ainda, se alojar no gelo. "Alguns especialistas relatam que nesta temperatura de congelamento o vírus já foi detectado até um mês depois da contaminação. Outros falam em meses. Portanto, aquela raspadinha na praia ou a caipirinha com gelo podem representar um perigo à saúde de quem não está imunizado,” afirma a especialista do Grupo Pardini.

FEBRE AMARELA

A febre amarela é um risco em várias regiões do Brasil e o Certificado Internacional de Vacinação contra a doença é exigido na entrada de vários países. Vale se informar sobre a necessidade da vacina com a embaixada do local de destino ou no site da Anvisa. A vacinação pode ser feita em postos de saúde ou serviços de imunização privados autorizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária. "O viajante não pode esquecer que essa vacina deverá ser realizada em até 10 dias antes da viagem", ressalta a médica.

FEBRE TIFOIDE

Você pode nunca ter ouvido falar dela, mas a doença infectocontagiosa é comum na América Latina, Oceania, África e sul da Ásia. "Trata-se da infecção por um dos tipos da bactéria salmonela e é transmitida por alimento e água contaminados”, explica a Dra. Melissa. Está mais presente em áreas com condições precárias de saneamento, higiene pessoal e ambiental. A vacina é recomendada para quem viaja a regiões onde a incidência é alta.

MENINGITE TIPOS ACWY e B

A vacinação contra a meningite é de extrema importância, não tanto pela incidência da doença, mas pela gravidade e alto índice de letalidade. “Sem o tratamento adequado, ela pode levar à morte em menos de 24 horas”, alerta. “Se você vai viajar para regiões afastadas, com pouca ou nenhuma estrutura de saúde, reservas naturais, vilarejos, ilhas, etc, não há porque correr risco. É melhor tomar a vacina antes”.

ZIKA, DENGUE E CHIKUNGUNYA

A chegada do verão é a época mais propícia para a ocorrência dessas doenças, já que o período de chuva associado ao calor são fatores que beneficiam a proliferação do Aedes aegypti. O mosquito está presente em todo o país, mas existem cidades e regiões que são mais afetadas. Se for viajar para essas áreas, use repelente e reforce a aplicação ao amanhecer e ao entardecer, já que ele costuma picar nesses períodos. Vale destacar que a vacina contra a dengue só é feita em pessoas anteriormente infectadas, visando proteger das formas graves da doença. Ela está disponível nos serviços privados para o público entre 9 e 45 anos. São recomendadas 3 doses (0, 6 e 12 meses).

KIT VIAGEM

Na hora de organizar a mala, lembre-se também de levar um kit de primeiros socorros. Alguns medicamentos e itens que podem ser a salvação durante qualquer imprevisto na viagem. Tenha sempre em mãos analgésicos, antialérgicos, remédios para distúrbios digestivos (indigestão, cólica, vômito, etc.), repelente, protetor solar, curativos, spray antisséptico e soro fisiológico. “Se o viajante faz uso de algum medicamento contínuo, deve-se calcular a quantidade suficiente para os dias de viagem. É imprescindível que a pessoa continue tomando regularmente e no horário de sempre e leve a receita médica”, explica a Dra. Melissa.

Lembre-se: é importante procurar o serviço de saúde quando você perceber que algo no seu organismo não está bem e que você tem dificuldade de fazer as atividades normais do dia a dia. “Febre muito alta, dor em alguma região, sangramento e alteração na pele são alguns sinais de alerta. Na dúvida, procure um médico ou um serviço de saúde próximo”, conclui a doutora.

Sobre a Dra. Melissa Palmieri

A Dra. Melissa Palmieri é coordenadora médica de vacinas do Grupo Pardini e faz parte da diretoria da Sociedade Brasileira de Imunizações Regional São Paulo. Médica especialista em vigilância em saúde pelo Ministério da Saúde, é também membro dos departamentos de infectologia pediátrica e imunizações da Sociedade de Pediatria de São Paulo. Trabalha com vacinas há 15 anos e é pós-graduada na FGV em Administração Hospitalar e Serviços de Saúde. Atua, ainda, na Vigilância Epidemiológica do Município de São Paulo.

Sobre o Grupo Pardini

O Grupo Pardini está entre as maiores empresas de Medicina Diagnóstica do país, com faturamento superior a R$ 1,2 bilhão, em 2017. Conta com quatro unidades de negócios: Laboratório de Referência (Lab-to-Lab); Medicina Personalizada; Toxicologia; e Unidades de Atendimento ao Paciente (Pacient Service Center - PSC), que processaram mais de 80 milhões de exames em 2017. No Lab-to-Lab, a companhia ocupa liderança nacional na prestação de serviços de Apoio Laboratorial, com o atendimento a mais de 5,7 mil laboratórios em todo o país. No PSC, são 124 unidades próprias nos Estados de Minas Gerais, Goiás, Rio de Janeiro e São Paulo. O Grupo foi pioneiro no Brasil na montagem de um parque automatizado, em grandes proporções, há nove anos.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo

Notícias ::

Mais Itens ::

NEWSLETTER SEGS