Brasil, 20 de Setembro de 2019

TOKIO MARINE SEGURADORA

Novos tratamentos para enxaqueca. Cura à vista?

  • Escrito ou enviado por  Mônica Seolim
  • Adicionar comentario
  • SEGS.com.br - Categoria: Saúde
  • Imprimir

Novos tratamentos para enxaqueca. Cura à vista?

Da toxina botulínica aos anticorpos monoclonais. Com novos tratamentos disponíveis, podemos falar que estamos perto da cura para enxaqueca?

Chegou ao Brasil, recentemente, o primeiro medicamento desenvolvido exclusivamente para o tratamento da Enxaqueca. A notícia é muito positiva, já que, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, 30 milhões de brasileiros sofrem desse tipo de dor de cabeça. Além disso, é considerada a décima doença mais incapacitante e acomete cerca de 15% da população mundial.

O médico neurologista Dr. Gustavo Franklin afirma que o momento atual é promissor para pacientes que sofrem dessa doença. “Com certeza estamos presenciando um momento único no tratamento de enxaqueca, que podemos chamar até de revolução”.

O chamado revolucionário medicamento é Erenumab, do laboratório Novartis. Esse medicamento é o primeiro a ser comercializado no mundo para enxaqueca, da classe dos anticorpos monoclonais. “Eles agem combatendo diretamente as substâncias que causam a enxaqueca, ou seja, atuam na origem da dor”, explica o especialista. Segundo ele, além desse, outras medicações com mecanismos de ação semelhantes, mas de outros laboratórios, também estão para chegar no futuro e os resultados dos estudos até então são promissores.

Aqui no Brasil, o remédio recebeu o nome comercial de Pasurta e o tratamento com ele consiste na aplicação de injeções subcutâneas mensais. Os estudos realizados mostraram que pacientes com enxaqueca refratária, tiveram uma redução média de 50% nos dias de crise de cefaleia. “Inicialmente, o medicamento será indicado para pacientes resistentes a tratamentos anteriores. Mas, talvez, no futuro, posse ser usado em qualquer paciente com enxaqueca e como primeira escolha”, comenta o neurologista.

E, embora não possam ser considerados uma cura, o surgimento cada vez de novos medicamentos e tratamentos nos dão a confiança – e a esperança- de que estamos na direção certa.

Outras alternativas

O novo medicamento é promissor, mas ainda não é a opção mais acessível. Mas é importante saber que existem outras alternativas para tratar a enxaqueca reduzindo a intensidade e a frequência dos episódios para melhorar a qualidade de vida do paciente. “Além de medicamentos de baixo custo e de uso via oral, que ajudam a controlar a cefaleia, a toxina botulínica é um dos tratamentos mais recomendados atualmente”, comenta Franklin.

“A toxina botulínica, cuja marca mais popular é o Botox®, é uma substância que age inibindo a liberação de neurotransmissores envolvidos na dor, o que diminui ou interrompe completamente as dores”. O especialista comenta que esse tratamento pode ser realizado em qualquer paciente que sofra de enxaqueca, independente de já ter tentado outras alternativas. “No entanto, a eficácia é variável e pode ser necessário reaplicar a toxina com doses maiores para obter o efeito desejado”.

Também é importante ressaltar que esse não é um tratamento definitivo. “A toxina botulínica começa a fazer efeito entre 5 e 15 dias após a aplicação e tem duração média de 3 a 4 meses. Por isso, deve ser reaplicada após esse período, a partir de uma reavaliação da sua eficácia e ajuste da dose caso seja necessário”.

Quando a dor de cabeça pode ser mais do que uma enxaqueca?

Em alguns casos, a dor de cabeça pode indicar outras doenças além da enxaqueca. “É importante que o paciente fique atento àquela dor que o acorda de madrugada, quando é seguida por desmaio, quando aparece associada à fraqueza em um braço ou perna; dores súbitas, que atingem o máximo da intensidade rapidamente - tipicamente em menos de um minuto - dores intensas consideradas ‘a pior dor da vida’; acompanhadas defebre, vômitos e enrijecimento da nuca”. Em todas essas situações, é necessário investigar mais profundamente as causas por trás da dor.

Independentemente das características da dor, sempre é indispensável passar pela avaliação de um neurologista para receber o tratamento adequado.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário
Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Esta ferramenta é automatizada...Sucesso!


voltar ao topo

Notícias ::

NEWSLETTER SEGS