Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Em novembro, mercado imobiliário de São Paulo manteve o bom desempenho do ano

Conforme pesquisa do Secovi-SP, 2019 surpreendeu em lançamentos e vendas de unidades novas

A Pesquisa do Mercado Imobiliário, realizada pelo departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP (Sindicato da Habitação), apurou em novembro de 2019 a comercialização de 4.974 unidades residenciais novas. O resultado foi 43,5% superior ao total comercializado em outubro (3.467 unidades) e superou em 29,4% as vendas de novembro de 2018 (3.843 unidades).

No acumulado de 12 meses (dezembro de 2018 a novembro de 2019), as 44.134 unidades comercializadas representaram um aumento de 48,6% em relação ao período anterior (dezembro de 2017 a novembro 2018), quando foram negociadas 29.694 unidades.

Lançamentos – De acordo com dados da Embraesp (Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio), a cidade de São Paulo registrou, em novembro do ano passado, o lançamento de 8.131 unidades residenciais, volume 83,3% acima do apurado no mês de outubro (4.435 unidades) e 24,2% acima do total de novembro de 2018 (6.545 unidades).

No acumulado de 12 meses, referente ao período de dezembro de 2018 a novembro de 2019, os lançamentos na capital paulista somaram 53.545 unidades, resultado 41,2% superior às 37.934 unidades lançadas no mesmo período anterior (dezembro de 2017 a novembro de 2018).

Destaque – Com os resultados de 4.974 unidades residenciais novas comercializadas e 8.131 unidades lançadas, o penúltimo mês de 2019 destacou-se como o segundo melhor do ano, depois de junho de 2019, e como o melhor novembro de toda a série histórica iniciada em 2004.

De janeiro a novembro de 2019, foram comercializadas 38.930 unidades novas e lançadas 44.605 unidades. “Esse é o melhor resultado em 15 anos. Os 11 meses do ano passado superaram os recordes anteriores de 2007, quando foram vendidas 31.187 unidades, e de 2008, que registrou o lançamento de 31.812 imóveis”, explica Celso Petrucci, economista-chefe do Secovi-SP.

“O acumulado do ano passado já superou o resultado final de anos anteriores considerando, inclusive, dezembro, mês que costuma ser o melhor em termos de vendas e de lançamentos. É quando o trabalhador recebe férias e 13º salário e aproveita para investir na compra do imóvel”, diz Basilio Jafet, presidente do Secovi-SP.

Apesar de o mercado imobiliário da Capital ter registrado bons resultados, ainda não apresentou recuperação em valores, cuja melhor performance foi em 2013. O VGV (Valor Global de Vendas) de 2019 referente ao período de janeiro a novembro foi de R$ 19,9 bilhões, abaixo do VGV do mesmo período de 2013, que foi de R$ 24,3 bilhões.

“Mas quando se comparam os VGL (Valor Global de Lançamento) de R$ 24,5 bilhões, de 2019, com o de R$ 24,8 bilhões, de 2013, a diferença é pequena”, aponta Petrucci, considerando que os valores foram corrigidos pelo INCC-DI.

Imóveis econômicos – Em novembro, foram vendidas 1.483 unidades econômicas e enquadradas no programa Minha Casa, Minha Vida e lançadas 3.090 unidades. A oferta desse tipo de imóvel totalizou 12.047 unidades disponíveis para venda.

Nos outros segmentos de mercado, a pesquisa identificou 3.491 unidades vendidas, 5.041 unidades lançadas e oferta final de 16.966 unidades.

Recuperação - Com o desempenho de 2019 registrado até novembro, o mercado imobiliário da cidade de São Paulo supera a crise macroeconômica que atingiu o País entre 2014 e 2017. “Esses anos de recessão resultaram em uma significativa demanda reprimida, que começou a ser atendida no ano passado, ao mesmo tempo em que as condições econômicas internas do País começaram a melhorar”, ressalta o presidente do Secovi-SP. “Junte-se a esse movimento, a crescente participação dos imóveis enquadrados no programa Minha Casa, Minha Vida, que não era tão expressiva até 2016”, completa Jafet.

Imóveis de 4 ou mais dormitórios apresentaram crescimento de 135% nas vendas na comparação entre as 1.744 unidades comercializadas nos 11 meses de 2019 e as 741 unidades vendidas no mesmo período de 2018. Nos lançamentos, a maior variação percentual registrada de janeiro a novembro foi dos imóveis de 3 dormitórios, com 6,5 mil unidades novas, que representaram crescimento de 117% em relação às 3,0 mil unidades de 2018 com a mesma tipologia e durante o mesmo período.

Esse fenômeno pode ser explicado pelo fraco desempenho desses tipos de imóveis nos últimos cinco anos. “A recuperação da economia, o aumento da confiança dos empreendedores e da população e a forte queda da taxa de juros geraram reações positivas como essas”, analisa Basilio Jafet.

O setor da construção civil gerou 117 mil empregos (12% do total) com carteira assinada de um total de 948 mil novos postos de trabalho criados no País de janeiro a novembro de 2019. “A geração de novas vagas de trabalho na construção civil e imobiliária demonstra a relevância do setor na recuperação macroeconômica do País. A nossa indústria é forte geradora de mão de obra formal, direta e indireta”, destaca Emilio Kallas, vice-presidente de Incorporação e Terrenos Urbanos do Secovi-SP.

Apesar do bom momento pelo qual passa o mercado imobiliário da cidade de São Paulo, o futuro ainda preocupa os empresários, pois há muitos desafios a serem superados. “Problemas ocasionados pela demora na calibragem da Lei de Zoneamento estão dificultado o lançamento de novos projetos. É importante que as mudanças necessárias aconteçam rapidamente, logo no início deste ano”, ressalta Kallas.

Reação mais robusta da economia, com ampla geração de emprego, redução da burocracia na análise e aprovação de projetos, segurança jurídica nos processos imobiliários, simplificação tributária a partir da aprovação das reformas Tributária e Administrativa são alguns aspectos fundamentais ressaltados por Basilio Jafet para que tanto o setor quanto o País cresçam com sustentabilidade.

Confira o conteúdo completo da Pesquisa Secovi-SP do Mercado Imobiliário e as informações da Região Metropolitana.



Publicidade



Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo

Notícias ::

Mais Itens ::

NEWSLETTER SEGS