Brasil,

CDP anuncia salto de 24% no número de empresas que pedem transparência ambiental a seus fornecedores

· Nike, Airbus, Vale e Empresas CMPC estão entre os que agora pedem aos fornecedores mais transparência

· Aumento de 24% nas solicitações de grandes compradores para que seus fornecedores relatem dados ambientais em 2020 em comparação a 2019

· Aumento de 46% das empresas que perguntam aos fornecedores sobre os impactos do desmatamento

· Solicitações enviadas para mais de 15.000 empresas fornecedoras desses mais de 150 compradores

O CDP, organização ambiental sem fins lucrativos, anunciou um salto significativo de 24% no número de empresas que pedem a seus fornecedores que relatem dados ambientais este ano.

Corporações de primeira linha, como Nike, Airbus, Sainsbury's e Ørsted, bem como organizações do setor público, incluindo a New York Metropolitan Transport Authority (NY MTA), estão entre as 30 grandes organizações de compras de todo o mundo que começaram a trabalhar com o CDP pela primeira vez este ano para ajudar a gerenciar suas cadeias de suprimentos de maneira mais sustentável. Na América Latina, são duas novas companhias: Vale e Empresas CMPC.

Eles estão pedindo aos seus principais fornecedores que relatem dados por meio da plataforma de divulgação ambiental do CDP sobre seus impactos, riscos, oportunidades e estratégias relacionadas a mudanças climáticas, desmatamento e/ou questões de segurança hídrica. Esses dados serão usados para informar as decisões de aquisição e as estratégias de envolvimento do fornecedor.

Essas empresas estão se juntando com Walmart, Microsoft, Stanley Black & Decker e Ministério do Meio Ambiente do Japão, elevando o número total de membros do CDP Supply Chain para mais de 150 organizações, com um gasto combinado em compras de mais de US$ 4 trilhões, todos pedindo transparência em questões ambientais de seus fornecedores. No total, o pedido chegou a mais de 15.000 fornecedores este ano.

Dexter Galvin, diretor global de empresas e cadeias de suprimentos do CDP, comentou: “A atual pandemia de Covid-19 e suas consequências econômicas mostraram que a construção de resiliência em nossas cadeias de suprimentos globais nunca foi tão vital. As corporações globais possuem cadeias de suprimentos que envolvem o mundo todo, atingindo milhões de pessoas e, controlando capital, elas têm o poder de gerar impacto em escala - incentivando uma mudança de comportamento nas empresas que as fornecem. Com as emissões na cadeia de suprimentos sendo em média 5,5 vezes superiores às emissões diretas de uma empresa, a dinâmica comprador-fornecedor é quem ditará se nossa economia pode atingir net zero até 2050, como exige a ciência”.

As organizações que ingressam no CDP para 2020 são oriundas de todo o mundo, com um aumento de 34% na América do Norte:

· América do Norte: 18 novos membros, incluindo Nike, LinkedIn, Prudential, The Clorox Company, Nordstrom e New York MTA

· UE: Seis novos membros, incluindo Airbus, Ørsted e Bayer

· Reino Unido: Cinco novos membros, incluindo Sainsbury's, HSBC, CBRE e GSMA (Associação Internacional de Redes Móveis)

· América Latina: Vale e Empresas CMPC

· Austrália: Telstra Corporation

· China: Grupo Fujian Sunner

· Japão: Companhia de Borracha de Yokohama

A demanda por esses dados entre as equipes de compras de alguns dos maiores compradores do mundo é motivada pela crescente conscientização dos riscos ambientais para os negócios - incluindo impactos físicos que perturbam as cadeias de suprimentos globais e riscos de reputação para as marcas devido a danos ambientais na sua cadeia de suprimento.

Jaycee Pribulsky, vice-presidente de manufatura e fornecimento sustentáveis da Nike comentou: “O envolvimento com nossa cadeia de suprimentos ampliada e parceiros de manufatura é essencial para a estratégia climática da Nike há mais de uma década. Temos o prazer de ingressar no CDP como membros do Programa Supply Chain este ano para apoiar ainda mais nossos fornecedores na redução de emissões e no fortalecimento da resiliência climática. Esperamos trabalhar com o CDP para catalisar uma ação maior entre nossos parceiros da cadeia de suprimentos e gerar impacto em grande escala, à medida que a Nike trabalha para atingir nossa meta baseada em ciência para 2030”.

Rasmus Skov, chefe de sustentabilidade da Ørsted, disse: "As empresas precisarão colaborar com as cadeias de suprimentos para reduzir as emissões no ritmo e na escala exigidos pela ciência. Na Ørsted, incentivamos nossos principais fornecedores do setor de energia renovável a fazer da redução de carbono parte de sua estratégia de negócios. Isso é fundamental para manter a competitividade e acelerar a transformação global em energia verde. Com a ajuda do CDP, estamos solicitando aos fornecedores que divulguem suas próprias emissões e definam metas de redução de carbono baseadas na ciência”.

James Lloyd, diretor de compras da CBRE disse: “Nossa ambição no CBRE Negócio de Consultoria do Reino Unido de ser carbono zero até 2030 inclui nossas emissões de escopo 3, e só podemos conseguir isso envolvendo nossos fornecedores. Como o primeiro consultor imobiliário a se tornar membro da cadeia de suprimentos do CDP, estamos convidando nossos fornecedores do setor a promover transparência e redução de emissões ”.

Nicolás Gordon, diretor de sustentabilidade das Empresas CMPC, acrescentou: “Ao desenvolvermos nosso roteiro de sustentabilidade para 2030, percebemos que um maior envolvimento com nossos principais fornecedores era um elemento vital. Por esse motivo, decidimos nos tornar membros do CDP Supply Chain e solicitar que nossos fornecedores relatem dados ambientais, para informar nossa estratégia de engajamento ”.

Ao se tornar membro, as empresas são solicitadas a especificar se desejam que seus fornecedores respondam aos questionários do CDP sobre mudança climática, desmatamento ou segurança hídrica ou uma combinação destes.

A maioria se concentrou nas mudanças climáticas, mas este ano houve um aumento nos compradores que pedem dados sobre florestas e desmatamento, com seis novas empresas fazendo o pedido em 2020, incluindo o supermercado britânico Sainsbury's, o fabricante de brinquedos Lego Group e o gigante chinês de aves Sunner Group, elevando o total para 19 das mais de 150. Isso reflete um entendimento crescente, mas muitas vezes esquecido, de que a interrupção do desmatamento e a degradação da terra são essenciais para combater as mudanças climáticas e a perda de biodiversidade.

Isso inclui empresas como Walmart, Lego Group e METRO AG que já estavam impulsionando a transparência e a ação por meio do CDP e que este ano expandiram ainda mais.

Sarah Schlegel, chefe de responsabilidade corporativa da METRO AG, disse: “A METRO colabora com sucesso com o CDP como membro do CDP Supply Chain há vários anos para analisar a pegada hídrica dos produtos que vendemos para nossos clientes de hospitalidade. Essa avaliação com nossos principais fornecedores nos ajudou a progredir em relação às nossas metas na redução do uso de água em nossa cadeia de suprimentos. Hoje, queremos dar um passo adiante e estender esse engajamento aos nossos compromissos com o clima e de não desmatamento: é por isso que a METRO agora está pedindo aos nossos fornecedores que relatem informações sobre clima e desmatamento através do sistema do CDP, bem como dados de segurança hídrica. Ao analisar a intensidade das emissões de nossos fornecedores, podemos modelar e gerenciar mais facilmente nossas emissões de escopo 3 ".

A lista completa dos membros da cadeia de suprimentos do CDP está disponível em: https://www.cdp.net/en/supply-chain

Sobre o CDP

O CDP é uma organização internacional sem fins lucrativos que mede o impacto Ambiental de empresas e governos de todo o mundo, colocando essas informações no centro das decisões de negócios, investimentos e políticas. Em um trabalho conjunto com investidores institucionais com ativos de US$ 106 trilhões, alavancamos o poder do investidor e do comprador para motivar as empresas a divulgar e gerenciar seus impactos ambientais. Mais de 8.400 empresas com mais de 50% da capitalização de mercado global divulgaram dados ambientais por meio do CDP em 2019. Além das mais de 950 cidades, estados e regiões que também divulgaram suas ações de mitigação e adaptação climática, a plataforma do CDP é uma das fontes de informações mais ricas do mundo sobre como empresas e governos estão promovendo mudanças ambientais. Ao impulsionar forças de mercado, incluindo acionistas, clientes e governos, o CDP incentiva milhares de empresas e cidades das maiores economias do mundo a reduzir suas emissões de gases de efeito estufa, preservar recursos hídricos e proteger florestas. O CDP, anteriormente Carbon Disclosure Project, é um membro fundador da We Mean Business Coalition. Visite https://cdp.net/ ou siga-nos no @CDP-LA para saber mais.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo

Notícias ::

Mais Itens ::

NEWSLETTER SEGS