Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Você erra pouco? Saiba por que isso pode ser um problema para sua carreira

Você erra pouco? Saiba por que isso pode ser um problema para sua carreira

Por Thomas Gautier, CEO do Freto*

Quero propor um desafio: e se você pudesse montar um currículo, ou perfil no Linkedin, que em vez de apontar as melhores experiências da sua carreira, destacasse os seus maiores fracassos? Pode ser um texto em tópicos, com os 5 principais erros dos últimos 6 meses. A maioria das pessoas tem dificuldade de elaborar essa lista. E o motivo não é ter esquecido seus erros. A questão é que nesses 6 meses muitos de nós, na verdade, não erramos. Por que isso acontece?

Infelizmente, temos desaprendido a errar, e deixamos de cometer erros por uma razão simples: não nos temos dado a chance. Não arriscamos. Talvez eu tenha cometido muito mais erros ao longo do último ano, como empreendedor de uma startup logística, do que em quase vinte de carreira, em grandes corporações. No empreendedorismo, mudamos de perspectiva. Somos encorajados a arriscar, entendemos que o erro faz parte. Erramos com maior frequência e, pela predisposição ao risco, algo de “mágico” ocorre: também passamos a acertar muito mais.

Nas culturas corporativas que temem o erro, com horas e recursos cada vez mais escassos, cobramos uns dos outros e de nós mesmos o máximo de precisão, acerto. O erro é encarado como perda de tempo, algo a ser evitado e punido. No entanto, exatamente por buscarmos a alta performance, deveríamos olhar para a falha de outra maneira – sob a forma de investimento.

Imagine inaugurar uma fábrica, que é um investimento comum na indústria e leva alguns anos para ser concluído. Quando uma empresa se dedica a uma empreitada desse porte, ela tem consciência de que precisará mobilizar tempo e recursos para ampliar seu patrimônio e capacidade produtiva. Pode ser que fature menos durante as obras. Alguns de seus melhores profissionais, em vez de se empenharem em uma atividade de retorno mais imediato, reservam a agenda para um projeto que, de início, apresenta apenas despesas na planilha.

Errar, portanto, é como se estivéssemos construindo nossa fábrica particular, consumidora de tempo e resiliência. Uma fábrica que produz vivências, domínio sobre um tema, conhecimento sobre os caminhos a seguir e os trajetos a evitar. Para a indústria, o resultado da construção de uma fábrica é o aumento da produtividade, da inovação, dos empregos onde ela está localizada. O resultado do investimento em nosso erro precisa ser descobrir estratégias, elaborar novos processos, planejar diferente ao lado do time, ganhar agilidade para entregar novas soluções.

Certa vez, li o relatório anual de uma empresa que chamava todo “problema” de “oportunidade”. No começo, essa linguagem me causou estranhamento. Depois, entendi que dá uma pista sobre como devemos encarar os nossos erros. O líder sul-africano Nelson Mandela dizia que, em determinado sentido, não existe o erro. Quando uma pessoa arrisca, há duas possibilidades: ou ela acerta, ou ela aprende.

Nos círculos mais desenvolvidos da cultura organizacional, temos observado uma nova forma de considerar aquele profissional que jamais errou, ou que tem poucos erros no currículo. No lugar de um indivíduo competente, perfil exemplar, o profissional que nunca errou passa a ser visto como pouco ousado, desatualizado, avesso ao risco, estacionado dentro de seus próprios limites, ou até incapaz de entregar algo que supere as expectativas.

Há erros que os outros podem cometer por nós e o aprendizado gerado a partir dessas falhas estão nos livros, nas lições dos professores, nas conversas que temos com quem já passou por situações semelhantes. Há erros diferentes, dos quais não deveríamos fugir nunca. Erros que nós mesmos precisamos cometer para nos transformarmos em profissionais melhores.

Se você está pensando no seu próximo passo na carreira – pós, mestrado, doutorado, intercâmbio, ano sabático, novo cargo, mudança de área, seja ele qual for... – que tal se abrir ao erro, e conquistar alguns dos seus maiores aprendizados?

*Thomas Gautier tem duas décadas de experiência em grupos internacionais e assumiu como CEO do Freto em 2021. O executivo iniciou sua carreira na França e tornou-se CFO da Repom, no Brasil, em 2013. Em 2017, virou diretor-geral da Repom e, em 2018, passou a ser Head de Logística do Grupo Edenred, quando, em sua gestão, o Freto nasceu. Desde o começo do ano, o Freto assumiu a gestão do Clube da Estrada, maior plataforma do país de apoio a Caminhoneiros.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo