Brasil, 10 de Dezembro de 2019

TOKIO MARINE SEGURADORA

Fintechs e Insurtechs devem continuar crescendo em 2020

pixabay pixabay

Empresas tradicionais já começam a se adaptar ao cenário digital para não perderem espaço

O plano da Youbo para os próximos anos é de levar uma oferta de crédito justo e simples para comunidades carentes, que são menos favorecidas pelo atual sistema

Aproveitando as vantagens do cenário digital, como a velocidade e facilidade na resolução de problemas, e a alta demanda de clientes insatisfeitos com os serviços financeiros tradicionais, as chamadas fintechs - união de siglas para financial (financeira) e technology (tecnologia) - crescem em velocidades incríveis no mercado mundial e nacional.

Uma prova disso é o volume de investimento feito no setor no primeiro semestre de 2019. Foram mais de US$ 2,5 bilhões investidos no mundo, quantia superior a toda a movimentação realizada em 2018.

Os dados são da pesquisa realizada pela Fisher Venture Builder sobre o cenário atual dos bancos digitais.

Já no cenário brasileiro, o país tem hoje 553 fintechs cadastradas, segundo estudo realizado pela consultoria de inovação Distrito Dataminer. E esse número promete continuar crescendo nos próximos anos. Afinal, ainda de acordo com a consultoria, de 2015 até hoje, são cerca de 110 startups na área que chegam ao mercado todos os anos.

Espírito Santo recebe um ecossistema de inovação

Se tem um lugar no Brasil que tem ganhado ainda mais destaque com as soluções inovadoras e o surgimentos de novas empresas no setor de fintechs, é o Espírito Santo.

Fugindo do quadrilátero Rio de Janeiro-São Paulo-Santa Catarina-Minas Gerais, o estado tem recebido diversas startups e aceleradoras nas áreas financeira e de inovação nos últimos anos.

A canadense Holt Accelerator foi uma das últimas a chegar, fechando um acordo com o Governo do Estado para aportar até R$ 100 milhões em projetos financeiros digitais voltados ao público de menor renda.

Uma das primeiras startups capixabas a ganharem projeção é justamente uma fintech, a PicPay. Com mais de 12 milhões de usuários, o aplicativo permite pagamentos digitais por meio do QR code.

A Youbo é outra dessas novas ideias a surgir no Espírito Santo com o objetivo de facilitar a vida financeira, o acesso ao crédito e a oferta de seguros para pessoas e empresas.

Para isso, a empresa oferece soluções em empréstimos, cartões, financiamentos e muito mais facilidades. Tudo isso de forma online e facilitada para que o usuário não se preocupe com burocracias.

Mas apesar da tecnologia e do ambiente digital que é foco de atuação da empresa, o segredo para a forte aceitação do público para as fintechs, segundo Marco Junior, Sócio Fundador da Youbo, não está na inteligência ou na facilidade do digital.

Na verdade, o sucesso se deve ao fato dessas novas empresas oferecerem melhor experiência, considerando as necessidades do cliente acima de tudo. "Focamos no atendimento humanizado e na opção de contratação online, assim, facilitamos a vida de clientes que buscam a solução mais adequada pra ele no momento", afirma.

Seja em modelos de pagamento, bancos ou soluções investimentos, todas têm um ponto em comum que é colocar as demandas e necessidades de clientes cada vez mais exigentes e diversificados como o objetivo principal da empresa.

Empresas tradicionais tentam se adaptar

Não é à toa que empresas tradicionais dos setores financeiros e de seguros começam a se adaptar ao novo cenário das fintechs.

Para não perderem ainda mais espaço - e clientes - as gigantes já lançam os seus bancos digitais, fazem aquisições milionárias de fintechs e passam a investir muito mais em inovação. Em paralelo, os bancos tradicionais já diminuem a quantidade de agências físicas.

Além disso, empresas de diversos setores também começam a investir na área financeira. Um exemplo é o Google, que promete lançar a sua conta digital já em 2020, trazendo preocupação para empresas tradicionais e startups que devem ganhar uma concorrência de peso no mercado.

Inovação também nos seguros

Outro setor que está gerando uma transformação digital é das chamadas Insurtechs - junção de insurance (seguro) e technology (tecnologia). São empresas inovadoras que, assim como as fintechs, utilizam a tecnologia como fonte para facilitar o acesso de clientes e diversificar a demanda de opções em serviços, porém, nesses casos, voltados para o mercado de seguros.

Com a previsão de alta na área em 2020, a Youbo também atua como insurtech, oferecendo facilidade e maior acesso aos variados tipos de seguro, sempre com parcerias com grandes empresas do setor para garantir a qualidade da entrega.

A empresa está confiante no setor e já planeja uma expansão, tanto na oferta de diversificados serviços financeiros, que vão desde o financiamento de veículos até o parcelamento de boletos no cartão de crédito, quanto na atuação em todo o território nacional.

"O plano da Youbo para os próximos anos é de levar uma oferta de crédito justo e simples para comunidades carentes, que são menos favorecidas pelo atual sistema de concessão de crédito", afirma Marco Junior.

O fato é que com serviços variados e maior concorrência de oferta de crédito e de seguros com a facilidade que o ambiente digital proporciona, quem mais tem a ganhar é o consumidor, que tem muito mais opções para encontrar o que realmente precisa e que pode pagar.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Comentários  

0 #1 paulo pinna teixeira 03-12-2019 09:23
Pelo menos em seguro só faltou acrescentar que fraudadores vão deitar e rolar como dizem na gíria popular. Acorda mercado!
Citar | Reportar ao administrador

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: Comentários com Link são bloqueados automaticamente (Comments with Links are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo

Notícias ::

Mais Itens ::

NEWSLETTER SEGS