Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Covid-19: esclareça os principais pontos para quem quer viajar neste momento

Durante a pandemia tiveram diversas mudanças em relação às normas de turismo e os protocolos das companhias aéreas; especialista esclarece dúvidas para quem deseja viajar com segurança e organização em 2022

As viagens de avião estão voltando a acontecer com mais frequência, mas ainda geram muitas dúvidas tanto para quem vai a turismo como para quem viaja a trabalho. Para se ter uma ideia, de acordo com a Organização Mundial do Turismo (OMT), em 2021 o setor teve uma alta de 4% em seu desempenho global, em comparação com o ano anterior. Outro ponto que também revela o aumento dessa procura, é a previsão que os gastos globais com viagens corporativas devem aumentar em 2022, tendo recuperação total em 2024, encerrando o ano em US$1,48 trilhão.

De acordo com Leonardo Bastos, CEO da Kennedy Viagens Corporativas, empresa que atua com viagens corporativas, neste contexto de pandemia, com o avanço da vacinação e o surgimento de novas variantes -, torna-se importante a adoção de programas de monitoramento para facilitar a identificação do colaborador e de planos de duty of care.

“Por mais que a viagem seja programada e bem planejada, existem imprevistos que podem ocorrer durante o percurso”, afirma. “Dessa forma, caso o viajante tenha qualquer problema, a empresa consegue ajudá-lo, abrindo um plano de risco para resolver a situação. Com cuidados básicos, acreditamos que o segmento de viagens corporativas pode – e deve – retomar”, orienta Leonardo

Ainda de acordo com ele, para quem viaja apenas para turismo também é preciso tomar diversos cuidados e medidas de proteção. “Diariamente recebemos muitas dúvidas sobre passagens, o que mudou em relação ao Covid, o que pode ou não levar na bagagem, quais são as novas exigências, quando e como podemos mudar as passagens. Essas são dúvidas muito comuns e que devem ser esclarecidas antes de embarcar”, alerta.

De olho nesse cenário, o especialista pontua as principais dúvidas para quem quer viajar em 2022. Confira:

1 - Para viagens nacionais, o teste de COVID-19 é necessário?

Não é necessário. De acordo com a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) para voos domésticos, ou seja, aqueles que são efetuados apenas dentro do território brasileiro, não há necessidade da apresentação de testes de COVID-19.

“Isso não quer dizer, porém, que os cuidados não são necessários. É requerido que todos os protocolos de segurança sejam seguidos à risca, para evitar o risco de contaminação. Dentre essas medidas, estão a obrigatoriedade do uso de máscara em espaços públicos, o distanciamento social e, claro, os cuidados pessoais que cada um deve ter, como realizar a higiene constante das mãos e não compartilhar itens de uso pessoal com outras pessoas”, explica Leonardo.

2 - E para viagens internacionais, é preciso fazer o exame?

Fora do Brasil, porém, a legislação é outra. É importante ressaltar que vários países já aceitam o comprovante de vacinação completa como o único requisito necessário para realizar os voos, sendo importante, nesses casos, ter em mãos os documentos que certificam sua imunização.

“Porém, muitos ainda exigem, sim, que seja feito o exame PCR para atestar que não está infectado com o vírus, para que só assim você possa entrar no país. Por conta disso, é essencial se informar sobre as medidas adotadas pelo local de destino da sua viagem, para seguir os protocolos estabelecidos por ele e evitar imprevistos”, complementa.

3 - Quanto tempo antes da viagem eu preciso realizar o teste de COVID-19?

Nessas ocasiões, o planejamento prévio é tudo. Quando você planeja uma viagem para um local que exige a apresentação do teste PCR negativado para sua entrada, é preciso levar em conta três fatores importantes: a data e horário do seu voo, o tempo de espera para o resultado do teste e o prazo estipulado para emissão dos exames no país de destino.

Isso porque existem algumas localidades que só aceitam testes emitidos até 48 horas antes do embarque. “Dessa forma, é importante ter em mãos não apenas um exame, mas um que tenha sido emitido no prazo permitido pelos protocolos do país. É essencial pesquisar especificamente pelas normas adotadas pelo destino de viagem, já que essas são informações que variam muito de lugar para lugar. Tendo isso em mãos, ficará muito mais fácil realizar o planejamento da sua rotina de viagem, garantindo, assim, que tudo ocorra bem e evite qualquer imprevisto”, revela Leonardo.

4 - Onde eu posso realizar o teste PCR?

Essa é outra informação que se difere muito de local para local. É comum que seja instruído que você se dirija a um laboratório ou unidade hospitalar, sendo recomendado também que você agende o exame com antecedência para evitar esperas muito longas em filas.

5 - E fora do Brasil? Onde eu realizo o exame?

Atualmente, a ANVISA exige que, para retornar ao Brasil depois de uma viagem internacional, você apresente um resultado negativo do exame para o coronavírus. Dessa forma, se você estiver viajando durante o vigor dessa determinação, é importante ficar atento a isso.

“Nesses casos, o mais recomendável é contar com um seguro de viagem que ofereça esse tipo de cobertura. As agências de viagens também se adaptaram para enfrentarem esse período pós-pandemia, e muitas colocaram em seus protocolos planos que já contam com a cobertura para os exames PCR necessários para retornar ao território brasileiro”, conclui Leonardo Bastos.

*Leonardo Bastos é CEO da Kennedy Viagens Corporativas


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo