Brasil,

Em cashback, Monnos distribui 1 milhão de MNS Token

Quantia equivalente a R$ 10 mil foi retornada em cashback aos usuários do cartão da Monnos. Com mais de 30 mil usuários, empresa é a primeira Crypto Bank do Brasil

Desde seu lançamento, em abril, o cartão da Monnos já devolveu em cashback aos seus usuários mais de 1 milhão de MNS Token – valor equivalente a R$ 10 mil. Os usuários podem acumular, trocar por reais e/ou trocar por criptomoedas, como Bitcoin e Ethereum.

“Com a inflação e o consequente aumento dos preços de produtos e serviços, o cashback é uma tendência cada vez mais forte. E o mercado respondeu muito bem ao Monnos Card, que oferece cashback de até 5%. Isso significa, por exemplo, que ao fazer um pagamento de R$ 200, a pessoa recebe até R$ 10 de volta imediatamente”, explica Rodrigo Soeiro, CEO da Monnos. Os valores investidos em criptomoedas vêm aumentando 120% por mês na plataforma.

“Guerra” de cashback

A oferta de cashback no Brasil é uma tendência que ganhará força, especialmente em cenário de alta inflação, segundo o CEO da Monnos. “Diversas empresas, tanto do setor financeiro, quanto do varejo, buscarão incentivar movimentos migratórios de utilização oferecendo essa vantagem ao usuário”, explica Soeiro. “Queremos que o usuário faça da Monnos a sua ‘conta corrente’ do dia a dia, utilizando nossa carteira digital e também nossa plataforma de trades de criptomoedas para fazer seu dinheiro trabalhar e render”.

Visando difundir a criptoeconomia, a Monnos também possibilita a compra e venda de criptomoedas, em um modelo de negócios conhecido mundialmente como Crypto Bank. Entre as exchanges brasileiras, a plataforma oferece a maior variedade, mais de 60 criptomoedas. Além de crypto wallet (carteira de criptomoedas) e social trading (rede social de investimentos, onde usuários podem seguir estratégias de outros usuários).

MNS Tokens

A Monnos passou por um processo de captação global conhecido como IEO (Initial Exchange Offering), e atualmente é a única exchange brasileira com tokens digitais próprios. Atualmente, os MNS Tokens estão com cerca de 18 mil usuários apoiadores em todo o mundo. Eles podem ser acumulados para trocas por criptomoedas ou reais, além de serem utilizados na própria plataforma, com descontos e acessos exclusivos a determinadas funcionalidades.

No último mês, houve valorização de mais de 1.800% do MNS Token, passando de R$ 0,002849 para R$ 0,05648. Atualmente, seu valor é R$ 0,01. Na plataforma, é possível se tornar um usuário VIP holder e obter uma série de benefícios, como descontos progressivos nas taxas de trade, maiores bonificações por indicações e outros.

Investidores iniciantes

Há pouco mais de um ano no mercado, a Monnos tem mais de 30 mil usuários no Brasil e no mundo. E grande parte dos brasileiros, 38,5%, nunca havia investido em criptomoedas antes. “Oferecemos aos usuários a possibilidade de seguir estratégias de outros usuários mais experientes. Isso atrai aqueles que têm interesse em investir, mas ainda não se sentem seguros”, explica Rodrigo Soeiro, CEO da Monnos.

Analisando o comportamento dos usuários, que são de 118 países, é possível observar a diferença entre os brasileiros e os investidores do exterior. “A grande maioria dos usuários de fora do Brasil (96,3%) já havia investido em criptomoedas antes. A possibilidade de conhecer a estratégia de investidores mais experientes e se empoderar vem atraindo os brasileiros – que representam 7% da nossa base de usuários”, explica Soeiro.

Sobre a Monnos

Plataforma brasileira de criptomoedas que opera globalmente e tem proposta voltada para leigos. Fundada em setembro de 2019, a Monnos possibilita que seus mais de 30 mil usuários comprem, vendam e façam pagamentos com criptomoedas – modelo de negócios conhecido mundialmente como Crypto Bank. Entre as exchanges brasileiras, a plataforma oferece a maior variedade, cerca de 60 criptomoedas, além de crypto wallet (carteira de criptomoedas), portfólio management (gerenciamento de portfólio), pagamento de boletos e uso de cartões.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo