Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Pesquisa DHL Global Connectedness Index 2020 sinaliza recuperação da globalização após a pandemia de COVID-19

Primeira avaliação detalhada sobre a globalização durante a disseminação da pandemia de COVID-19 registra os fluxos internacionais de comércio, capital, informação e pessoas em 169 países e territórios

O comércio global teve uma forte recuperação, sustentando as economias em todo o mundo.
A globalização digital veio com força, conforme a queda do fluxo de pessoas.
O ranking de países globalizados é liderado por Holanda, Singapura, Bélgica, Emirados Árabes Unidos e Irlanda.
Iniciativa da DHL pela globalização foi lançada na Stern School of Business da Universidade de Nova York.

São Paulo, 3 de dezembro de 2020: A DHL e a Stern School of Business da Universidade de Nova York acabam de lançar o “DHL Global Connectedness Index 2020” (Índice de Conectividade Global - GCI). O relatório, agora na sua sétima edição, é a primeira avaliação detalhada sobre a globalização durante a disseminação da pandemia de COVID-19, e registra os fluxos internacionais de comércio, capital, informação e pessoas em 169 países e territórios. Após manter-se constante em 2019, as previsões atuais sugerem que o índice irá cair significativamente em 2020 devido aos efeitos do distanciamento causado pela COVID-19 nas sociedades, como fronteiras fechadas, proibição de viagens e linhas aéreas de passageiros suspensas. Apesar disso, é improvável que a pandemia diminua o nível de conectividade geral do mundo abaixo de onde estava durante a crise financeira de 2008 e 2009. Os fluxos de comércio e de capital já começaram a recuperar e os fluxos de dados internacionais tiveram um grande aumento durante a pandemia, já que o contato pessoal foi substituído pelo mundo on-line, aumentando o tráfego internacional de internet, telefonemas e comércio eletrónico.

"A atual crise mostrou quão indispensáveis as conexões internacionais são para a manutenção da economia global, para a proteção do sustento das pessoas e no auxílio ao fortalecimento dos níveis de comércio das companhias", afirma John Pearson, CEO global da DHL Express. "Cadeias de suprimento e redes logísticas conectadas possuem um papel essencial para a manutenção do funcionamento do mundo e estabilização da globalização, especialmente neste momento de crise que assola o nosso planeta. Tal faz-nos lembrar da necessidade de estar sempre preparados para qualquer desafio. Os recentes avanços da vacina colocaram um holofote na importância sistémica de uma logística médica rápida e segura, dependente de uma rede interconectada global que garante efetivamente a distribuição internacional", conclui Pearson.

Apesar de a COVID-19 ter interrompido os negócios e a vida em todo o mundo, a pandemia não conseguiu romper os elos fundamentais que nos conectam além das fronteiras nacionais. "Este relatório mostra que a globalização não entrou em colapso em 2020, mas que a pandemia de fato transformou – pelo menos temporariamente – a forma como os países se conectam. Também demonstra tanto os perigos de um mundo onde os principais elos são perdidos e a necessidade urgente de uma cooperação mais efetiva frente aos desafios globais", comenta o autor principal do GCI, Steven A. Altman, Senior Research Scholar e Diretor da Iniciativa da DHL sobre a globalização na Stern School of Business da Universidade de Nova York. "Uma conexão global mais forte pode acelerar a recuperação mundial da pandemia de COVID-19, pois os países que se conectam mais aos fluxos internacionais tendem a beneficiar de um crescimento económico mais rápido", completa Altman.

O teste de estresse da COVID-19 para a globalização: fluxos digitais em crescimento, fluxos de comércio e capital em recuperação, fluxo de pessoas em queda

Conforme previsto, os confinamentos e a proibição de viagens para impedir a disseminação do vírus levaram a um colapso sem precedentes do fluxo de pessoas em 2020. O número de pessoas que viajam para países estrangeiros pode apresentar queda de 70% em 2020, de acordo com a mais recente previsão da ONU. O turismo internacional provavelmente não retornará ao seu nível pré-pandémico antes de 2023. No entanto, todos os outros tipos de fluxos se mantiveram surpreendentemente bem. O comércio internacional se recuperou fortemente após uma grande queda no início da pandemia e continua a ser a espinha dorsal das economias de todo o mundo.

Os fluxos de capital foram atingidos mais intensamente. Os fluxos de investimento estrangeiro direto (IED), que refletem as empresas que pretendem comprar, construir ou reinvestir em operações no exterior, podem cair de 30% a 40% neste ano, também conforme projetado pela ONU. No entanto, fortes respostas políticas por parte de governos e bancos centrais ajudaram a estabilizar os mercados. Os fluxos de informação digital tiveram um rápido crescimento, uma vez que a pandemia levou o trabalho, o entretenimento e a educação para a esfera on-line. As pessoas e empresas apressaram-se para se manter conectadas digitalmente, levando a aumentos de dois dígitos no tráfego de internet global.

A Europa está no topo do ranking com os países mais conectados globalmente, enquanto as nações do Sudeste Asiático excedem as expectativas

O DHL Global Connectedness Index utiliza mais de 3,5 milhões de pontos de dados para acompanhar a globalização de 169 países durante o período de 2001 a 2019. O índice mede a conectividade global de cada país com base na dimensão dos seus fluxos internacionais em relação à dimensão da sua economia doméstica (profundidade) e na medida em que os seus fluxos internacionais são distribuídos globalmente ou com um foco mais estreito (amplitude).

Os dados mais recentes mostram que, novamente, a Holanda lidera o ranking dos países mais conectados globalmente. Singapura, Bélgica, Emirados Árabes Unidos e a Irlanda completam os cinco melhores. Singapura lidera no índice de fluxos internacionais relativos à atividade doméstica. Além disso, nenhum país possui uma distribuição de fluxos mais global do que o Reino Unido. A Europa reivindica o primeiro lugar como a região mais globalizada do mundo, com oito dos dez países mais globalmente conectados aí localizados. Também lidera em fluxos de comércio e de pessoas, enquanto a América do Norte é a região com maiores fluxos de informações e de capital. A lista de economias que parecem estar excedendo as expectativas em relação aos fluxos internacionais é liderada por Camboja, Singapura, Vietnã e Malásia, com cadeias de abastecimento regionais como um fator chave no desempenho das nações do Sudeste Asiático.

O relatório GCI deste ano também marca o início da nova iniciativa da DHL pela globalização na Stern School of Business da Universidade de Nova York. A nova iniciativa de pesquisa visa criar um centro líder em excelência na investigação sobre globalização movida por dados. Para saber mais sobre esse trabalho, visite o site em www.stern.nyu.edu/globalization.

Relatório completo: https://www.dhl.com/content/dam/dhl/global/dhl-spotlight/documents/pdf/spotlight-g04-global-connectedness-index-2020.pdf

Country Book: https://www.dhl.com/content/dam/dhl/global/dhl-spotlight/documents/pdf/spotlight-g04-dhl-gci-2020-country-book.pdf

Classificação dos países: https://www.dhl.com/content/dam/dhl/global/dhl-spotlight/documents/pdf/spotlight-g04-dhl-gci-2020-country-ranking-table.pdf

Notas:

O relatório foi comissionado pela DHL e é de autoria de Steven A. Altman e Phillip Bastian, da Stern School of Business da Universidade de Nova York. A metodologia usada para calcular o DHL Global Connectedness Index 2020 não foi alterada significativamente em relação às edições anteriores do índice. A única alteração metodológica significativa introduzida nesta edição foi a adição da colaboração em pesquisa científica internacional, como um componente de medida dentro do pilar de informações do índice. Os dados usados para determinar o índice foram atualizados completamente tanto para estender os resultados até 2019 quanto para incorporar fontes de dados revistas dos anos anteriores. Estes documentam e dissecam os níveis de globalização relativos tanto a todo o mundo quanto para 169 países e territórios que, juntos, respondem por 99% do PIB mundial e 98% da população mundial.

O relatório e as informações adicionais de contexto estão disponíveis para download em www.dhl.com/gci.

DHL – A empresa de logística referência mundial

A DHL é a marca líder mundial no setor logístico. As nossas divisões DHL oferecem um portfólio único de serviços de logística que abrangem desde a entrega de encomendas nacionais e internacionais, as soluções de operação e transporte de comércio on-line, o expresso internacional e os transportes marítimo, aéreo e rodoviário até à gestão de cadeias de abastecimento industriais. Com 380.000 colaboradores em mais de 220 países e territórios em todo o mundo, a DHL conecta as pessoas e os negócios de maneira segura e confiável, o que possibilita fluxos de comércio global sustentáveis. As soluções especializadas para os mercados e setores em crescimento, que incluem os de tecnologia, ciências da vida e saúde, engenharia, fabricação e energia, automóvel e de retalho colocam a DHL destacadamente na posição de "empresa de logística referência mundial".

A DHL faz parte do Deutsche Post DHL Group. O Grupo gerou receitas de mais de 63 bilhões de euros em 2019. Com práticas empresariais sustentáveis e um compromisso com a sociedade e o meio ambiente, o Grupo contribui positivamente para o mundo. Até o ano 2050, o Deutsche Post DHL Group planeia alcançar uma logística sem emissões.

A Stern School of Business da Universidade de Nova York, localizada no coração do Greenwich Village e profundamente conectada com a cidade cujo nome carrega, é uma das principais escolas de educação em gestão e centro de investigação do país. A Stern School of Business da Universidade de Nova York oferece um vasto portfólio de programas transformacionais nos níveis de pós-graduação, graduação e executiva, todos os quais são enriquecidos pelo dinamismo e pela profundidade de recursos presentes numa das maiores capitais de negócios do mundo. A Stern School of Business da Universidade de Nova York é uma comunidade que estimula a inclusão, a capacitação, a diversidade e a igualdade, e inspira os seus membros a abraçar a mudança num mundo que está a mudar globalmente.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo