Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Plano de saúde é obrigado a fornecer medicamento sem registro na Anvisa

  • Crédito de Imagens:Divulgação - Escrito ou enviado por  Dr Leo Rosenbaum e Dra Fernanda Glezes Szpiz. / Enviado por Fernando Zeferino
  • Adicionar comentario
  • SEGS.com.br - Categoria: Seguros
  • Imprimir

pixabay pixabay

Uma cidadã diagnosticada com Alzheimer precoce precisou recorrer de uma decisão em primeira instância, na qual o juiz negou o pedido para que o plano de saúde arcasse com os custos de um medicamento, de valor elevado, R$ 224.079,86, que, de acordo com a decisão do juiz, não preencheria os critérios das Diretrizes de Utilização de Rol de Procedimentos da ANS e que não contava com o registro na Anvisa.

No caso da paciente, vendo a gravidade da doença, seu caráter incurável e progressivo, e em vista da aprovação de seu uso por agências internacionais e estudos que demonstram a eficácia do mesmo, teve o medicamento receitado pelo médico que a acompanha, que entendeu que a linha de tratamento passaria pelo uso do Aducanumab (Aduhelm) que garantiria uma qualidade de vida significativa à sua paciente. Além disso, a demora em receber a medicação correta poderia causar danos irreversíveis em virtude do progresso da doença.

Sem alternativa, viu-se obrigada a recorrer ao Poder Judiciário para ter garantida a cobertura do medicamento por parte do plano de saúde, porém teve seu pedido negado em primeira instância pelo fato de o medicamento não possuir registro na Anvisa, com base em entendimento do STF.

Entretanto, a paciente não se conformou com a decisão e por intermédio de seus advogados recorreu ao Tribunal. De acordo com os advogados da paciente, o STF ao julgar o RE 657.718/MG (Tema 500), fixou a tese de que é possível, excepcionalmente, a concessão judicial de medicamento sem registro na Anvisa, desde que preenchidos certos pré-requisitos: “a existência de pedido de registro do medicamento no Brasil (salvo no caso de medicamentos órfãos para doenças raras e ultrarraras); a existência de registro do medicamento em renomadas agências de regulação no exterior, e a inexistência de substituto terapêutico com registo no Brasil”, e no caso, estavam presentes todos estes requisitos, o que fora confirmado pelo Tribunal, afirmam os advogados especializados em Direito à Saúde, Leo Rosenbaum e Fernanda Glezer Szpiz, do Rosenbaum Advogados Associados.

Para os especialistas, o processo não é só técnico, é ético. Assim, o desembargador da 4ª Câmara de Direito Privado do TJ/SP, em seu despacho, determinou que o plano de saúde arcasse com os custos do medicamento em questão, na dose prescrita pelo médico, que poderá ser ajustada ao longo do tratamento, sob pena de, em não o fazendo no prazo de 24 horas, incorrer em multa cominatória diária.

Processo nº 1012751-37.2021.8.26.0011/TJ/SP

Dr Leo Rosenbaum e Dra Fernanda Glezes Szpiz.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo