Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Sandbox segunda edição – o que esperar?

Sandbox segunda edição – o que esperar?

Newton Queiroz*

Não se pode negar que a SUSEP vem buscando inovar a indústria de seguros nos últimos anos, tendo este movimento ganhado força máxima a partir de 2018 com a chegada de uma nova diretoria executiva que trouxe consigo a visão de transformação no setor.

Dentro destas ações, uma das mais discutidas foi o chamado Sandbox que, em sua primeira edição, selecionou 11 projetos inovadores dentro dos pré-requisitos estabelecidos pela autarquia, sendo que 4 já estão efetivamente operando e, apesar de o tempo destas operações ser curto, a visão é de que o resultado tem sido positivo e os frutos seguirão sendo colhidos durante os próximos anos.

Muitas discussões a respeito das operações escolhidas na primeira edição do Sandbox ainda ocorrerão e é difícil prever seus resultados e quantas iniciativas estarão presentes no mercado daqui a 5 anos. De toda forma, vemos um movimento geral da indústria em busca de inovação, eficiência e melhoria na experiencia do cliente, sendo que essa busca se acentuou com a ação da SUSEP – uma vez que houve a necessidade de mudanças rápidas com a chegada de novos players e suas visões disruptivas.

Independente de concordar ou não, todo o mercado sentiu a necessidade de mover-se ainda mais rápido para estar mais ajustado à realidade atual do cliente, com produtos mais simples, novas ofertas e uma experiência mais digital e eficiente. Este movimento do mercado tradicional, junto às iniciativas escolhidas no Sandbox 1, resultou em uma mudança no setor que já era necessária há tempos e em vários âmbitos. Inclusive é possível arriscar dizer que os benefícios foram além dos esperados pela própria autarquia quando definiu o projeto.

Foram esses benefícios que levaram à criação do Sandbox 2, apresentado há pouco mais de dois meses. Nesta edição, a ideia será aprovar até 15 projetos inovadores, que de uma maneira geral apresentem novos produtos, serviços ou melhoria na distribuição por meio de novas tecnologias e metodologias.

Quando analisamos de forma macro, tanto a primeira quanto a segunda versão do Sandbox são muito parecidas no que se refere às condições de participação, transmitindo a ideia de continuidade em relação à proposta inicial. Mesmo contemplando ajustes pontuais, em sua essência, as edições são similares.

O que realmente será ponto-chave para definir o foco desta edição de agora será a escolha dos projetos por parte do regulador. Enquanto na primeira versão a inovação de produtos e melhoria na experiencia do cliente fizeram a diferença – e até mesmo na forma geral com que o mercado se comportou – desta vez, sem renunciar à inovação, o foco deveria ser em produtos que atendam a setores não amparados pela indústria de seguros nos dias de hoje, ou seja, produtos simples e de baixo custo, porém eficientes no que tange à proteção de seu público-alvo. Importante esclarecer que para chegar a esse público, a inovação principal não tem de ser especificamente em tecnologia e sim no produto em si, com precificação e simplicidade do modelo de contratação e indenização.

É importante lembrar que para obter a inclusão de novos segmentos da sociedade na indústria de seguros, precisamos entender suas necessidades e como de fato efetuam suas compras cotidianas para inserir a proteção nesta cesta. Isso sem deixar de notar que nem todos têm acesso à internet, smartphone, cartão de crédito e outros pontos, que trazem outros desafios e que demandam iniciativas para solucioná-los.

A partir dos projetos escolhidos, poderemos conhecer o principal foco desta segunda edição do Sandbox, assim como seus benefícios imediatos ao mercado.

* Newton Queiroz é CEO da Europ Assistance Brasil


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo