Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Ansiedade: por que o mal do momento atrapalha a produtividade e as empresas

Maria Helena Rocha Azevedo Picherle* é psicóloga clínica e hipnoterapeuta - Divulgação Maria Helena Rocha Azevedo Picherle* é psicóloga clínica e hipnoterapeuta - Divulgação

Maria Helena Rocha Azevedo Picherle*

Do nada surge uma palpitação, o coração parece que vai sair pela boca, uma falta de ar, uma agitação fora do comum, pensamentos repetitivos e normalmente trágicos, tremores, suor excessivo, náuseas, ondas de calor... Esses são alguns dos sintomas de uma crise do transtorno de ansiedade generalizada, doença caracterizada pela preocupação exagerada com as questões do dia a dia sem razões justificadas racionalmente.

Quem está passando por uma crise de ansiedade normalmente enxerga perigo em tudo e imagina estar na iminência de um desastre, estando sempre preocupado com problemas normalmente relacionados à saúde, família, trabalho ou dinheiro.

Durante uma pandemia, estima-se que de um terço a metade da população pode vir a sofrer alguma manifestação de transtornos psicológicos, se não houver acesso a cuidados específicos. O dado foi divulgado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) na cartilha Saúde Mental e Atenção Psicossocial na Pandemia covid -19. A ansiedade faz parte desse quadro e as mudanças trazidas pela pandemia – como o isolamento social, o home office, as crianças estudando em casa e a mudança completa nas atividades cotidianas – pioraram o cenário, colocando mais pessoas dentro das estatísticas.

As preocupações excessivas de quem sofre de ansiedade normalmente são irreais ou exageradas, de modo que a pessoa se sente dominada por pensamentos repetitivos e escravizantes de medo e pânico, interferindo na vida social como o trabalho, os relacionamentos e as atividades.

O relato abaixo é verídico e traduz a realidade de quem passa por esse problema.

“A minha cabeça não descansa mais. Os pensamentos vêm como um turbilhão, tomam conta da minha mente, invadem meu cérebro. E eu não consigo controlá-los. Mal consigo respirar! Meu coração está disparado. E o enjoo, a dor de barriga, a boca seca? Parece que eu vou engasgar. Eu sinto muito medo. O mundo está muito perigoso! E eu não consigo parar de pensar nos perigos que me cercam. Até no trabalho isso acontece. Meu chefe pediu para eu melhorar a minha apresentação para a diretoria. Pronto: ela está péssima! Uma porcaria, um desastre. Adeus promoção. Vou ser despedida depois da apresentação. E eu só tenho uma semana para refazer tudo. Não vai dar certo! Tá [email protected]&#$! Tá, ele falou que são só duas modificações. Ele falou isso porque ele quer ficar bem na foto. De verdade? Ele quer é me derrubar! Já está decidido, preciso procurar um novo emprego! E se ele falar mal de mim? E se minha avaliação for muito ruim? Como vou conseguir um novo emprego? Eu tenho que dar conta de tudo. É demais! Além de ter que refazer toda a apresentação, tenho que olhar as pesquisas dos novos produtos. A minha assistente não vai conseguir fazer certo. Vai sobrar pra mim! E o meu filho? Tenho que olhar a lição de casa dele. E a mochila? Será que ele colocou todo o material? Com certeza não! E as aulas vão começar em uma semana. Justo no dia da minha apresentação! E tem a natação, as aulas online, a empregada que eu preciso sempre estar de olho para ela fazer as coisas do jeito certo! Ela não vai saber. Ela NÃO VAI SABER! E as contas? Será que o meu marido lembrou de pagar tudo? Eu preciso checar. Vai que ele atrasa o cartão de crédito. Os juros vão nos matar de tão altos! Melhor eu ver uma linha de crédito para pagar tudo. Minha cabeça não para de pensar!! Estou tão cansada que não consigo dormir. E amanhã tenho que acordar cedo para o call das 8h e eu não vou conseguir acordar! Vou perder o call! Já são 4 horas da manhã! Ah, eu vou ser despedida. Vai ser um desastre! E eu não consigo dormir...”.

Não é difícil imaginar que a pessoa do relato acima possa ter um desempenho aquém do esperado pela empresa que trabalha e que sua produtividade caia, devido à condição emocional pela qual passa. No limite do estresse, ela certamente não tem condições de raciocinar logicamente – e isso afeta diretamente em sua atuação profissional.

A ansiedade também se traduz no cansaço físico, que vem da falta de sono – ou da agitação noturna – e da tensão muscular. Sem atenção ao trabalho, o profissional não consegue se dedicar.

Nos primeiros meses da pandemia, um estudo da consultoria Falconi indicou que 37% das empresas registraram aumento de doenças psiquiátricas dentre seus colaboradores. E, em 2020, segundo dados do Ministério do Trabalho, mais de 285 mil pessoas solicitaram auxílio-doença e foram afastadas por transtornos mentais, como a ansiedade e a depressão.

Se você se identificou com a história, pode estar passando por crises de ansiedade, que também podem ser caracterizadas por outros sintomas como alterações de sono, tensão muscular, apetite desregulado, sentir-se sempre à beira de um ataque de nervos, problemas digestivos, boca seca, tontura, sensação de engasgo, dentre outras.

Conviver com a ansiedade causa muito sofrimento e sérios danos à qualidade de vida das pessoas, com reflexo também na saúde. Ninguém precisa viver com ansiedade. Há tratamentos muito eficazes que podem ajudá-lo a virar a chave dessa realidade que limita e escraviza sua vida.

O caminho para isso passa, na maioria das vezes, pelo suporte de um médico psiquiatra, que vai avaliá-lo e, se necessário, indicar medicamentos. Ao mesmo tempo, o acompanhamento de um psicoterapeuta é fundamental para, complementar ao suporte médico, ajudá-lo a entender as razões e motivos que levaram você a desenvolver os gatilhos que desencadearam nesse quadro e controlá-los, indo a fundo no entendimento dessas questões, ressignificando os fatos e o fazendo ter outros olhos para cada situação.

Maria Helena Rocha Azevedo Picherle* é psicóloga clínica e hipnoterapeuta.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo