Brasil,

Dia Mundial da Água: Como uma startup está limpando oceanos brasileiros

Dia Mundial da Água: Como uma startup está limpando oceanos brasileiros

O recolhimento de lixos em praias e a confecção de produtos reciclando redes de pesca deixadas no mar estão entre as principais iniciativas da Positiv.a

No dia 22 de março é celebrado o Dia Mundial da Água, um dos principais recursos para sobrevivência e também um dos mais ameaçados. De acordo com a ONG Pew Charitable Trusts e a SYSTEMIQ , a quantidade de lixo plástico despejada nos oceanos todos os anos quase triplicará até 2040, chegando a 29 milhões de toneladas métricas. Empresas que apostam em propósito como premissa de seu negócio estão ajudando a mudar essa realidade e prometem "limpar o planeta".

Uma delas é a Positiv.a , empresa B que cria soluções para cuidar da casa, do corpo e da natureza, mantém sua linha de produção com base na geração de impacto positivo. "As pessoas entenderam que suas compram são um manifesto e querem investir em propósito, não querem mais empresas que agridem o meio ambiente, ninguém mais quer comprar de quem polui oceanos, por exemplo", destaca Marcella Zambardino, co-CEO da Positiv.a, que, entre outras iniciativas, está associada a fornecedores que limpam praias e até retiram redes de pesca do mar para transformar em esfregões e sacos que substituem as sacolinhas plásticas.

A marca, que faz parte do Sistema B desde 2017, conta com linhas de produtos feitos a base de ingredientes 100% vegetais. Como um dos principais propósitos da marca, a startup se intitula amiga dos oceanos. Apenas no ano de 2019, a Positiv.a realizou oito mutirões no litoral brasileiro e na cidade de São Paulo com o objetivo de conscientizar sobre o destino do que consumimos ao recolher lixos jogados no meio ambiente. Em 2020 atingiram a meta de todos os plásticos utilizados nos frascos dos produtos serem de materiais reutilizados, ressignificando esse resíduo que é abundante e prejudicial ao ecossistema. "A pandemia, como em muitos setores, afetou fortemente as cooperativas de reciclagem e a realização de novos mutirões. Mas, assim que possível, iremos retomar essa limpeza efetiva do litoral brasileiro", afirma Zambardino.

Outra iniciativa é a priorização por ingredientes naturais que menos agridem o meio ambiente e o trabalho com fornecedores que seguem a mesma linha de pensamento. Um desses fornecedores é Nara Guichon. Em 1998, Nara percebeu o grande número de redes de pesca industrial que eram jogadas na natureza, poluindo todo um ecossistema em larga escala no Brasil. As redes de poliamida são tão resistentes que levam centenas de anos para se decompor. Foi assim que ela começou um projeto de reaproveitamento do material composto por poliamida, que até então não é reciclado no Brasil.

A partir das redes, hoje, são feitos esfregões de limpeza e saquinhos ideais para substituir sacolinhas plásticas. No total, a Positiv.a já vendeu 476,3 kg de produtos feitos a partir da rede de pesca reutilizada e a Nara e sua equipe reusam em média 2 toneladas de rede de pesca ao ano. "Temos uma dívida com o meio ambiente e precisamos urgentemente conscientizar as pessoas e também as marcas para, de alguma forma, recuperar esse estrago que já foi feito. Nós, da Positiv.a temos o compromisso e propósito de sempre oferecer as alternativas mais ecosociais possíveis para o mercado. E assim somos uma empresa melhor para o mundo", finaliza.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo