Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

A Constante Reinvenção do Setor de Seguros: Salvem os Artífices

  • Crédito de Imagens:Divulgação - Escrito ou enviado por  C. Josias & Ferrer Advogados Associados
  • Adicionar comentario
  • SEGS.com.br - Categoria: Seguros
  • Imprimir

pixabay pixabay

Não nasci há dez mil anos atrás, tampouco vi tantas coisas como Raulzito, mas vi muito ao longo destes 50 anos trabalhando no setor e que serão completados em novembro, livre de COVID, se os Deuses quiserem – todos nós, e que sejam mantidos e até redobrados os cuidados, porque este vírus maldito se recompõe também.

Reinventar é recriar, trabalhar em cima do que já existe.

Recordando estes 50 anos militando no setor, seguradoras e corretoras como funcionário por 12 e 38 atuando como advogado, me ocorre, com dose de humor, lembrar da publicidade antiga da cerveja cujo marinheiro ao recomendá-la falava: “pelas minhas andanças pelos sete mares” …. Já vi de tudo ou quase, era o recado do Capitão do Navio, menos uma cerveja tão boa quanto a do comercial – naquela época chamavam de “reclames”.

As barbas brancas do Marinheiro eu adquiri, mas enxergo os oceanos dele com olhos de leigo, não vejo a transformação que ele enxerga; mas, nos oceanos do ramo que trabalho elas me são visíveis.

Se tivesse que apontar – e estou me forçando a isto – o que mais me impressiona neste ramo durante toda a minha existência nele, eu não teria nenhuma dúvida em dizer: a estupenda capacidade de se Reinventar!

O setor chegou nos anos 60 totalmente desorganizado e desencontrado até a Lei do Seguro, o histórico e antológico Decreto-Lei 73/66, colocar todos no lugar e projetar um sistema operacional que não se acreditava pudesse ser possível programar.

Ali incontáveis dificuldades foram atravessadas, quebras de seguradoras, crise nos montepios, enfim.

C. Josias & Ferrer Advogados Associados


Quando a lei tinha de passar a ser executada de verdade, sair da intenção ou do “papel” – anos 70 – o país se encontrava num regime severo em que se misturavam seguranças e inseguranças ideológicas, e o setor seguiu firme sua marcha – sem trocadilho. Se criou mesmo que houvesse repetidos problemas com liquidações extrajudiciais e outros percalços, a travessia continuou.

Venceu o período e ingressou na transição dos anos 80 onde enfrentou uma inflação surreal e que parecia invencível. E seguiu em frente, ainda que alguns pedaços ficassem pelo caminho, novas liquidações – que até hoje ocorrem vez que outra – quem não perde pedaços ao longo da vida?

Anos 90, 2000, 2010, 2020 – pandemia.

Já repararam quantas vezes este setor teve que se reinventar?

Perceberam quantas vezes houve pessimismo? Já perceberam quantas Guerras teve que Vencer para ter um pouco de Paz? Não, essas vitórias não foram Quixotescas, ainda que Cervantes me seduza.

Abro os noticiosos e vejo uma avalanche de novos produtos que estão sendo lançados pelos seguradores em geral, despejando dezenas ou centenas de opções aos consumidores. Sem contar que novas empresas aportam no país.

Mas o que é isto se não uma capacidade de recriação admirável?

Nos 21 anos de existência do Escritório – que hoje já são 38 – lançamos um livro que continha uma compilação de artigos escritos pelos sócios em informativos do ramo que denominamos Conflitos Que Geram Produtos.

Contamos a quantidade enorme de batalhas judiciais que acabavam por se transformar em opções de cobertura, como o “dano moral” por exemplo, o suicídio que era um tormento, foi regulamentado.

Sim, os advogados do setor colaboraram em muito para esta reinvenção. Mas não é a categoria, somente, que me faz traçar estas reflexões.

Mas estou aqui me debruçando sobre outros Artífices desta construção que reinventa esta atividade como:

– as direções que cobraram de suas equipes – nem sempre com tempo satisfatório para resposta – uma visão de mercado, perspectivas e diagnósticos;

– os Mestres Técnicos que reinventaram produtos e coberturas quando o que possuíam estavam pouco viáveis;

– os Atuários que estavam sempre prontos para ajustar a reinvenção a um preço compatível;

– os publicitários que tiveram a incumbência de apresentar ao grande público esta safra noviça;

– os comerciais que estiveram este tempo todo sempre se atualizando para poder levar ao consumo tais reinvenções;

– os corretores que tiveram que ter compreensão técnica e de venda;

– as entidades culturais em geral que com suas insistentes atividades de ensinamento e treinamento aperfeiçoam e esclarecem o entendimento.

E muitos outros que transformam este Ramo a cada dificuldade em melhor e mais rentável sustentando uma multidão de famílias quer com empregos quer com reposição do patrimônio perdido.

Senhores, que privilégio ser colega de vocês.

Saudações,

Carlos Josias Menna de Oliveira – advogado sócio diretor fundador da C JOSIAS E FERRER ADVOGADOS ASSOCIADOS


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo