Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Mercado de trabalho feminino e a pandemia

Mercado de trabalho feminino e a pandemia

*Jandaraci Araújo, executiva do mercado financeiro na área de Sustentabilidade

Sabemos que as mulheres foram extremamente impactadas pela crise da pandemia que se alastrou no mundo todo, mas especialmente as mulheres negras, que foram demitidas ou dispensadas por esse motivo. Segundo o relatório norte-americano, produzido pelo LeanIn.Org em parceria com a consultoria empresarial McKinsey, entre janeiro de 2015 e janeiro de 2020, a representação de mulheres em cargos de vice-presidente sênior havia crescido de 23% para 28%, e a representação na diretoria havia passado de 17% para 21%. Notamos, que estamos crescendo, mas sabemos do longo trajeto que ainda temos que percorrer.

Ainda, que mais de uma em cada quatro mulheres considera, que antes era impensado: mudar de carreira ou deixar definitivamente o mercado de trabalho. Com isso quem perde? Com certeza as empresas, pois vão afundar anos de um trabalho árduo no progresso em direção à diversidade de gênero.

Sabemos que há muitas diferenças entre o mercado feminino e o mundo corporativo de lá para o brasileiro, mas nossa realidade não está longe, não só pelas demissões, mas também pelas duplas até triplas jornadas que temos que enfrentar diariamente por conta da pandemia, onde escolas e creches estão fechadas e o home-office está presente, além claro, de cuidar dos afazeres domésticos.

Só para citar dados do Brasil, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), de novembro passado, 897,2 mil trabalhadores perderam o emprego de março a setembro de 2020, por conta da pandemia e do isolamento social, sendo 588,5 mil mulheres, ou seja, 65% 6 dos demitidos.

Ainda, segundo os dados do IPEA, as categorias em que há mais mulheres trabalhando foram as que mais perderam os empregos, como em alojamento e alimentação categoria em que 58,3% dos profissionais são mulheres, a queda foi de 51%. Nos serviços domésticos, em que 85, 7% dos profissionais ocupados são mulheres, a queda foi de 46,2%. Em educação, saúde e serviços sociais, a queda foi de 33,4%. E, 76,4% dos profissionais da área são mulheres.

Sabemos que na crise, temos que construir oportunidade. Se as empresas fizerem investimentos significativos na construção de um local de trabalho mais flexível e empático, elas poderão reter essas profissionais mais afetadas pela crise, criando um ambiente mais igualitário e justo. Estamos em um momento muito difícil, ainda mais quando todos estamos vivenciando uma crise de saúde e um efeito devastador na economia. Precisamos nos cuidar e nos vacinar o mais rápido possível, para que esse efeito seja minimizado e para evitarmos que a desigualdade se aprofunde ainda mais no futuro, e que todas as mulheres possam viver dignamente, seja no mercado de trabalho ou empreendendo.

Sobre Jandaraci Araújo (http://www.linkedin.com/in/jandaraciaraujo)

Janda é executiva do Mercado Financeiro na área de Sustentabilidade, Co-fundadora do Conselheira 101, programa de incentivo à presença de mulheres negras em conselhos de administração e Conselheira do CIEE. Atuou como Subsecretária de Empreendedorismo, Micro e Pequenas Empresas do Estado de São Paulo também foi Diretora Executiva do Banco do Povo Paulista (primeira mulher deste a sua criação em 97 a ocupar o cargo). É Conselheira Emérita do Capitalismo Consciente Brasil. Também é palestrante, professora de Finanças Corporativas de pós-graduação e consultora. Em 2019, palestrou na TEDxSão Paulo. Em breve lançará o livro "Mulheres nas Finanças", pela editora Leader, onde contará sua trajetória e experiências.

Possui MBA em Finanças e Controladoria pela Fundação Getúlio Vargas, MBA Executivo pela Fundação Dom Cabral. Se especializou em Gestão Estratégica pela Business School e Inteligência Competitiva pela ESPM São Paulo. Janda é conselheira da Women in Leadership in Latin America (WILL), ONG voltada para o empoderamento feminino nas organizações.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo