Brasil, 23 de Outubro de 2019

TOKIO MARINE SEGURADORA

Tribunais e planos de saúde firmam acordo para estimular conciliação com clientes

Imagem: pixabay.com_CC0 Creative Commons Imagem: pixabay.com_CC0 Creative Commons

Tribunal de Justiça de São Paulo instalará centro para agilizar soluções de conflitos entre beneficiários e operadoras

O número de ações judiciais que envolvem a área de saúde aumentou 130% no Brasil entre 2008 e 2017, segundo levantamento divulgado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em março deste ano. Esse grupo inclui demandas ao SUS e aos planos de saúde, com pedidos de medicamentos e procedimentos de alta a baixa complexidade, entre outras. Na ocasião do lançamento do estudo, o ministro Dias Toffoli, presidente do CNJ e do Supremo Tribunal Federal, alertou que o número de intervenções judiciais no setor precisa cair a um nível racional e que “não pode o magistrado administrar o orçamento da saúde”. Para buscar melhorar esse quadro crítico, tribunais e entidades de saúde privada estão promovendo ações com o objetivo de baixar a alta taxa de litigiosidade na saúde e para incentivar a solução amigável de conflitos.

No dia 9 de setembro, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) celebrou um acordo de cooperação com a Associação Brasileira de Planos de Saúde (Abramge) e a Amil, que se comprometeram a trabalhar para a instalação do Centro Judiciário de Soluções de Conflitos e Cidadania (Cejusc) – Setor de Saúde Privada. Ele funcionará no 2º andar do Fórum João Mendes Júnior e reunirá as sessões de conciliação e mediação cujo objeto do litígio trate exclusivamente sobre questões de direito à saúde que se refiram às partes. Para o cumprimento do acordo, a Abramge e a Amil comprometeram-se a participar das sessões de mediação e conciliação com prepostos treinados em práticas de composição e com efetiva capacidade de negociação para a solução amigável de conflitos.

O diretor jurídico da Amil, Eduardo Gil, ressalta a importância da conciliação no setor de saúde. "A judicialização excessiva é um dos maiores desafios da sociedade brasileira. Precisamos buscar a solução amigável de conflitos como a primeira solução para a pacificação. O litígio deve ser sempre o último recurso das pessoas e das empresas. Trabalhamos, continuamente, com a intenção de fortalecer as boas práticas de conciliação e de diminuir o número de processos no Poder Judiciário", afirma Eduardo Gil.

Desde 2017, a Amil vem realizando um trabalho consistente de mutirões de conciliação junto a tribunais de diversos estados do país. Os mutirões alcançaram um alto índice de resolução de conflitos e esse trabalho levou a Amil a ser primeira operadora de saúde do Brasil a receber o Selo Empresa Amiga da Justiça, concedido pelo TJSP, em setembro de 2017, e o Selo de Qualidade do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT). A empresa também foi premiada pelo CNJ, em fevereiro de 2018, com uma menção honrosa do Prêmio Conciliar é Legal, que reconhece nacionalmente boas práticas de soluções de conflitos.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: Comentários com Link são bloqueados automaticamente (Comments with Links are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo

Notícias ::

NEWSLETTER SEGS