Brasil, 14 de Agosto de 2018

TOKIO MARINE SEGURADORA

+ F O N T E -

Comparação faturamento dos semestres

Comparação faturamento dos semestres

Rating de Seguros – Comentário Econômico n∘ 563

Prezados Senhores,

Um fato curioso no mercado segurador brasileiro se refere a quando comparamos o faturamento em cada semestre.

O que se diz no setor é que, em geral, a receita do segmento é sempre maior no 2º semestre, pela própria disposição dos contratos, da aquisição de bens, 13º salário, declaração de imposto de renda, etc.

Nesse sentido, para verificar a consistência ou não desse comportamento, realizamos a seguinte conta:

1) Consideramos o faturamento do setor de seguros com alguns ajustes. Primeiro, excluímos o ramo DPVAT, que sofreu grandes alterações nos últimos anos, o que poderia levar a valores deturpados. Em segundo, tiramos o VGBL, pois existe um questionamento teórico sobre a sua inclusão como um produto de seguros, quando falamos em termos estritos. Por último, retiramos os dados da área de saúde, já que eles estão alocados na ANS, de mais difícil obtenção. Mesmo com esses ajustes, a conclusão a ser obtida permanece consistente.

2) Os números foram considerados de 2008 a 2017; ou seja, 10 anos. Assim, em cada ano específico, comparamos quanto que o faturamento no 2º semestre do setor de seguros foi maior do que o faturamento no 1º semestre.

3) O gráfico dessa relação está abaixo. Com relação a tais números, temos as seguintes observações:
a) De 2008 a 2012, o crescimento foi de 10 a 12%, de um semestre para outro. Depois, nos 5 anos seguintes, caímos para um patamar médio de 8%. Isso pode ser explicado que própria queda no crescimento do setor, pela crise econômica nos últimos anos. Ou seja, o segmento ficou menos acelerado.
b) Outro ponto a considerar consiste em descontar a inflação, ao comparar um semestre contra outro. Isto é, o crescimento seria somente uma conseqüência do efeito inflacionário. Nos últimos 10 anos citados, tivemos uma inflação média anual de 6%. Ou seja, em termos aproximados, uma variação média inflacionária de 3% em cada semestre. Como se vê, o valor da variação do seguro foi maior, não podendo o crescimento de cada semestre ser explicado somente pela inflação.

4) Em função desses números, e feitas as contas, contatamos que, de fato, temos um crescimento de faturamento de seguros nos segundos semestres em cada ano. Em média, em termos reais, de 5 a 10%, em relação à receita de cada primeiro semestre, dependendo de o ano ser pior ou melhor.

Cordialmente,

Francisco Galiza.

http://ratingdeseguros.com.br/wp/

http://twitter.com/ratingdeseguros

https://www.facebook.com/ratingdeseguros/

____________________________________________________

Iniciada em 2010, o objetivo principal da seção “Comentários Econômicos” é realizar a análise de alguma publicação ou fato – nacional ou internacional – que tenha relação (direta ou indireta) com o mercado de seguros. Em média, são enviados seis comentários por mês.

Leia este e outros comentários econômicos em: http://ratingdeseguros.com.br/wp/comentarios-economicos/


Publicidade

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

ADICIONE SEU COMENTÁRIO..::
Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Esta ferramenta é automatizada...Sucesso!


voltar ao topo