Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Covid gera sintomas emocional e físico na área de enfermagem

Nova sondagem avalia a saúde mental dos profissionais de enfermagem durante a pandemia do coronavírus - Divulgação Nova sondagem avalia a saúde mental dos profissionais de enfermagem durante a pandemia do coronavírus - Divulgação

Mais de 70% dos profissionais do estado de São Paulo apresentam sintomas físicos e 64,5% sintomas emocionais

Nova sondagem sobre a saúde mental dos profissionais de enfermagem durante a pandemia do coronavírus, feita em agosto deste ano com mais de 10 mil participantes, mostra que 70,2% apresentam sintomas físicos e 64,5% têm sintomas emocionais. Outro dado relevante é o de que 52,7% não buscam ajuda diante do medo de julgamento ou da mudança de setor. O Conselho Regional de Enfermagem do Estado de São Paulo (Coren-SP) vem monitorando a situação da categoria frente à Covid-19 desde o início da disseminação da doença no ano passado, através de seu Grupo de Trabalho Mental que tem o envolvimento de pesquisadora vinculada à Unoeste, a professora mestre em ciências Mariana Carolina Vastag Ribeiro de Oliveira.

Na abertura da Jornada de Saúde Mental do Coren-SP, que ocorre de 10 de setembro, Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, a 10 de outubro, Dia Mundial da Saúde Mental, Mariana fez a apresentação dos dados obtidos na segunda sondagem juntamente com a vice-presidente do Conselho, a também professora universitária mestre em ensino das ciências da saúde Erica Chagas Araújo. A jornalista Brisa Albuquerque, no começo do cerimonial, citou que os profissionais de enfermagem (técnicos, auxiliares e enfermeiros) formam a maior categoria de profissionais da saúde no Brasil. O presidente do Coren-SP, James Francisco Pedro dos Santos, disse que são mais de 2,4 mil de trabalhadores no país e 550 mil inscritos ativos no órgão de classe em São Paulo.

Crise gera crise

A coordenadora do Grupo de Trabalho de Saúde Mental, Dra. Maria do Perpétuo Socorro de Sousa Nóbrega, citou os 17 meses de pandemia para dizer que toda crise sanitária é também uma crise de saúde mental. Ao iniciar a apresentação da sondagem “Percepção do sofrimento mental dos profissionais de enfermagem em meio à pandemia da Covid-19”, Mariana citou os dois momentos, para dizer que no início da pandemia havia desconhecimento sobre a doença e isso representou um impacto drástico, não somente com relação à saúde mental, mas também por conta de algumas situações de péssimas condições de trabalho. A nova sondagem ocorreu de 10 a 22 de agosto e em relação ao perfil do trabalho foi reafirmado que 87% são do sexo feminino.

Outro dado relevante em relação ao perfil é que quase a metade (42%) são trabalhadores em idades extremamente produtivas, de 34 a 43 anos. Mais da metade (55%) atua na rede pública e 46,6% na rede privada, sendo que alguns nos dois níveis de atenção. Dentre os dados, está o de que 62,1% passam por sofrimento mental desde o início da pandemia que corroborou para aumentar os sintomas de ansiedade. São 70,2% apresentando sintomas físicos: fraqueza, tonturas, dores em geral, problemas para respirar, dormência, formigamentos, dificuldades de concentração, esgotamento físico ou cansaço. São 64,5% com sintomas emocionais: medos, sentimentos de culpa, pânico, esgotamento mental ou pensamentos ruins.

Políticas públicas

Para 71,4% os sintomas estão relacionados à sobrecarga de trabalho; 40,1% às condições de trabalho; 38,4% à ausência de local adequado para descanso; e 28,5% às agressões verbais. Com todos esses problemas, 52,7% não pedem ajuda; 41,8% por medo de julgamento ou de mudança de setor; 41,4% conseguem lidar com o sofrimento sem ajuda dos outros; 31% têm vergonha de falar dos problemas; e 26,2% não sabem a quem recorrer. Por outro lado, 47,3% pedem ajuda, dos quais 58,9% procuram tratamento especializado; 41,5% recorrem à família; 36,2% recorrem à instituição de trabalho; e 31,9% a amigos. O Coren-SP tem usado os dados para trabalhar com prevenção, os quais estão disponibilizados no seu site e podem, perfeitamente, orientar políticas públicas e ações institucionais.

Dentre os resultados da sondagem está o de que a presença de níveis de ansiedade ou estresse podem vulnerabilizar o profissional de enfermagem quanto aos transtornos mentais. Portanto, o estudo aponta a necessidade de intervenções imediatas de prevenção e promoção do bem-estar aos profissionais expostos à Covid-19, por se encontrarem na linha de frente, o que exige atenção especial. A literatura científica sobre o assunto assegura que diante do enfrentamento e da implementação de habilidades como empatia, iniciativa e motivação é possível criar mecanismos protetores para a saúde mental. Ao final da apresentação foi feito apelo para que os profissionais de enfermagem busquem ajuda junto ao Coren-SP, através da Ouvidoria, e que participem das frequentes palestras com acesso pelo site e nas redes sociais.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo