Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Estudo da FGV EBAPE indica contraste de doações entre classes sociais

Pesquisa indica que pessoas mais pobres doam mais para o combate à fome e à falta de abrigo. Já os mais ricos preferem colaborar com atividades esportivas e culturais

Pessoas com alto poder aquisitivo doam menos para causas básicas (combate à fome e à falta de abrigo) enquanto os mais pobres preferem contribuir para essas causas mais urgentes. É o que indica a pesquisa da Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas (FGV EBAPE) da Fundação Getulio Vargas, "Classe Social e Alocação de Doações no Brasil". O estudo foi elaborado pelo pesquisador e doutor pela FGV EBAPE, Yan Vieites, em parceria com os professores da FGV EBAPE, Eduardo Andrade e Rafael Goldszmidt.

Premiado em sua versão inicial na conferência Society for Consumer Psychology, realizada em 2020 na Califórnia, o levantamento foi elaborado de 2017 a maio deste ano, tendo como base territorial o Rio de Janeiro, que apresenta um ambiente socioeconômico altamente desigual. Foram ouvidos moradores do complexo da Maré e da Zona Sul do Rio de Janeiro.

Um dos estudos funcionou da seguinte forma: potenciais doadores, ao realizar a doação, deveriam decidir como alocar seus recursos entre diferentes causas sociais. Os participantes receberam cinco notas de R$ 2, totalizando R$ 10. No momento em que recebiam o valor, as pessoas eram informadas de que poderiam ficar com o dinheiro ou doá-lo para causas de combate à fome (alimentos) ou para iniciativas culturais. Ao todo, 60% dos pesquisados fizeram alguma doação, cujo valor médio foi de R$ 4,96.

Entre os participantes do Compelxo da Maré, 86% fizeram alguma doação, com valor médio de R$ 5,57, sendo R$ 3,74 para alimentos e R$ 1,83 para ações culturais. Na Zona Sul, 43% dos participantes fizeram algum tipo de doação. O valor médio das doações foi de R$ 4,30, sendo R$ 1,28 para alimentos e R$ 3,02 para iniciativas culturais.

Nesse contexto, o trabalho da FGV EBAPE avaliou como a relativa "urgência" das causas para a sobrevivência humana molda as preferências de alocação de recursos das pessoas de classes sociais superiores e inferiores. A pesquisa indicou que, quando confrontada com duas opções de doações, uma direcionada a uma causa básica (alimentação ou abrigo) e outra a uma causa menos urgente (cultura ou esportes) as pessoas de classe baixa preferem doar para causas urgentes. Já as pessoas da classe alta tendem a contribuir para necessidades menos urgentes.

Essa diferença no padrão de doação das classes sociais, segundo o estudo, é explicada pelas diferenças em experiências vividas. "Por passarem ou testemunharem situações de escassez no acesso às necessidades básicas, as pessoas de baixa classe social se sensibilizam mais com causas consideradas urgentes. Em contrapartida, por viverem em contextos de relativa abundância, as pessoas de classe mais alta se sensibilizam menos com causas ligadas à fome e à falta de abrigo, por exemplo. Embora as diferenças de classe nas preferências por causas sociais possam ser alteradas, nossos resultados sugerem que aqueles que têm mais a dar não priorizam espontaneamente o que é mais urgentemente necessário na sociedade", sintetiza o pesquisador Yan Vieites.

A pesquisa, em inglês, pode ser baixada gratuitamente no link: https://yarererananxege.i-mpr.com/link.php?code=bDpodHRwcyUzQSUyRiUyRnBhcGVycy5zc3JuLmNvbSUyRnNvbDMlMkZwYXBlcnMuY2ZtJTNGYWJzdHJhY3RfaWQlM0QzODUxMzg5OjIwNzQ4OTU5OTphbGVzc2FuZHJhLmJpem9uaUBpbnNpZ2h0bmV0LmNvbS5icjo0M2UwYmE=

Serviço
Publicação: "Classe Social e Alocação de Doações no Brasil"
Artigo no link: https://yarererananxege.i-mpr.com/link.php?code=bDpodHRwcyUzQSUyRiUyRnBhcGVycy5zc3JuLmNvbSUyRnNvbDMlMkZwYXBlcnMuY2ZtJTNGYWJzdHJhY3RfaWQlM0QzODUxMzg5OjIwNzQ4OTU5OTphbGVzc2FuZHJhLmJpem9uaUBpbnNpZ2h0bmV0LmNvbS5icjo0M2UwYmE=


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo