Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Ao menos metade dos brasileiros afirma que estavam sendo mais cuidadosos com a Covid-19 em comparação com doenças transmitidas por mosquitos

Com o verão em andamento, pesquisa da SC Johnson mostra os comportamentos do brasileiro em relação à proteção contra doenças como dengue, Zika e chicungunya

A SC Johnson anunciou os resultados de uma pesquisa recente que destaca o comportamento dos consumidores brasileiros em relação à proteção contra doenças transmitidas por mosquitos. Com o verão em curso, o aumento da temperatura e os dias de chuva levam à proliferação do mosquito Aedes Aegypti. Diante deste cenário, 93% dos brasileiros afirmaram estar preocupados com doenças transmitidas por mosquitos, como dengue, Zika e chikungunya.

O estudo também mostra que, embora quase 2 em cada 3 brasileiros (63%) tenham respondido que estavam sendo mais cuidadosos com a COVID-19 durante a pandemia, 74% se consideram bem informados no que diz respeito à proteção contra doenças transmitidas por mosquitos.

“É bom ver que, mesmo durante a pandemia da COVID-19, as pessoas não esqueceram que as doenças transmitidas por mosquitos também continuam sendo uma grande preocupação”, disse Tatiana Ganem, gerente geral da SC Johnson Brasil. “É muito importante que as pessoas tomem as medidas adequadas ao longo do ano para se protegerem dos mosquitos.”

Dados regionais

A pesquisa revelou mudanças de comportamento dos brasileiros das diferentes regiões do país. Embora as práticas de proteção tenham sido importantes para ajudar a proteger as famílias, o estudo também mostra que os participantes estão ansiosos por mais informações sobre a prevenção de doenças transmitidas por mosquitos.

Região Norte

97% dos brasileiros da região Norte afirmaram estar preocupados com doenças transmitidas por mosquitos, como dengue, Zika e chikungunya;
70% disseram estar bem informados sobre a prevenção de doenças transmitidas por mosquitos;
53% dos brasileiros da região afirmam que não costumam usar repelente para ir ao ar livre;
43% usam repelentes apenas durante os períodos mais propensos a surtos de doenças transmitidas por mosquitos;
77% responderam que estavam sendo mais cuidadosos com a Covid-19.

Região Nordeste

94% dos brasileiros da região Nordeste afirmaram estar preocupados com doenças transmitidas por mosquitos, como dengue, Zika e chikungunya;
77% disseram estar bem informados sobre a prevenção de doenças transmitidas por mosquitos;
64% dos brasileiros da região afirmam que não costumam usar repelente para ir ao ar livre;
43% usam repelentes apenas durante os períodos mais propensos a surtos de doenças transmitidas por mosquitos;
74% responderam que estavam sendo mais cuidadosos com a Covid-19.

Região Centro-Oeste

91% dos brasileiros da região Centro-Oeste afirmaram estar preocupados com doenças transmitidas por mosquitos, como dengue, Zika e chikungunya;
67% disseram estar bem informados sobre a prevenção de doenças transmitidas por mosquitos;
64% dos brasileiros da região afirmam que não costumam usar repelente para ir ao ar livre;
24% usam repelentes apenas durante os períodos mais propensos a surtos de doenças transmitidas por mosquitos;
63% responderam que estavam sendo mais cuidadosos com a Covid-19.

Região Sudeste

94% dos brasileiros da região Sudeste afirmaram estar preocupados com doenças transmitidas por mosquitos, como dengue, Zika e chikungunya;
76% disseram estar bem informados sobre a prevenção de doenças transmitidas por mosquitos;
62% dos brasileiros da região afirmam que não costumam usar repelente para ir ao ar livre;
40% usam repelentes apenas durante os períodos mais propensos a surtos de doenças transmitidas por mosquitos;
53% responderam que estavam sendo mais cuidadosos com a Covid-19.

Região Sul

89% dos brasileiros da região Sul afirmaram estar preocupados com doenças transmitidas por mosquitos, como dengue, Zika e chikungunya;
68% disseram estar bem informados sobre a prevenção de doenças transmitidas por mosquitos;
63% dos brasileiros da região afirmam que não costumam usar repelente para ir ao ar livre;
42% usam repelentes apenas durante os períodos mais propensos a surtos de doenças transmitidas por mosquitos;
56% responderam que estavam sendo mais cuidadosos com a Covid-19.

*A SC Johnson encomendou uma pesquisa online com 1.000 adultos no Brasil, que foi realizada entre 9 e 15 de setembro de 2020. A margem de erro para este estudo (n = 1.000) é de +/- 3,1%.

Sobre a SC Johnson

A SC Johnson é uma empresa familiar dedicada a produtos inovadores e de alta qualidade, à excelência no local de trabalho e ao compromisso de longo prazo com o meio ambiente e as comunidades onde atua. Com sede nos EUA, a empresa é um dos principais fabricantes mundiais de produtos de limpeza doméstica e produtos de armazenagem doméstica, purificadores de ar, controle de pragas e cuidados para calçados, além de produtos profissionais. A empresa comercializa marcas consagradas, como GLADE®, KIWI®, OFF!®, PLEDGE®, RAID®, SCRUBBING BUBBLES®, SHOUT®, WINDEX® e ZIPLOC® nos Estados Unidos e em outros países. Estão entre suas marcas fora dos EUA: LYSOFORM®, AUTAN®, TANA®, BAMA®, BAYGON®, BRISE®, KABIKILLER®, KLEAR®, MR. MÚSCULO® e RIDSECT®. Com 134 anos de história, a empresa gera USD 10 bilhões em vendas, emprega aproximadamente 13 mil pessoas em todo o mundo e vende produtos em quase todos os países.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo