Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Câncer de mama: como lidar com os efeitos adversos do tratamento?

Constipação é comum, mas pode ser evitada com o acompanhamento médico e nutricional correto - Envato Elements Constipação é comum, mas pode ser evitada com o acompanhamento médico e nutricional correto - Envato Elements

Náuseas, constipação e anemia estão entre as reações mais comuns, mas podem ser evitadas

O Outubro Rosa coloca em pauta a importância do acompanhamento preventivo para o câncer de mama. É um dos meses de conscientização mais emblemáticos do calendário da saúde, principalmente por causa da incidência desse tipo de tumor no Brasil. Segundo estimativa do Instituto Nacional de Câncer (Inca), serão mais de 66,2 mil novos casos em 2020, com taxa de mortalidade superior a 25%. “O câncer de mama é o que mais acomete mulheres, mas o rastreamento adequado permite a identificação de lesões menores, que talvez precisem de tratamentos menos intensivos”, explica o coordenador do Serviço de Oncologia do Hospital Santa Cruz, Dr. Guilherme Stelko (CRM-PR 29.049, RQE 1.584).

Há alguns anos, a cirurgia de retirada completa das mamas, por exemplo, já não é a abordagem mais indicada para a maioria dos casos. Nem todo mundo precisa fazer quimioterapia ou protocolos muito extensos de radioterapia. “Existem mais de 100 tipos de tratamento, cada um com suas indicações e reações. Ainda contamos com um arsenal enorme de terapias de apoio que ajudam a amenizar os impactos e tornam mais leve a realização dos procedimentos”, destaca o médico. Toda essa evolução tem papel muito importante no combate ao câncer, pois ajuda as pacientes a se manterem fortes na luta contra a doença.

Durante o tratamento, no entanto, é importante procurar entender as rotinas e os efeitos colaterais de cada intervenção. Quanto mais cedo o médico souber de desconfortos ou intercorrências, mais cedo será possível intervir e adaptar a abordagem terapêutica. Por isso, o diálogo é fundamental. “Parece óbvio, mas a maioria das pessoas acredita que os efeitos são os mesmos para todo mundo. Isso não é verdade”, enfatiza Dr. Guilherme. Pensando nisso, listamos aqui os principais pontos de atenção e como encara-los ao longo do caminho até a cura:

Náuseas e vômitos

Comuns durante os protocolos de quimioterapia, podem perdurar por dias após a aplicação. Segundo Dr. Guilherme, existem medicamentos muito eficientes e capazes de abrandar esses problemas, mas que precisam ser indicados pelo médico e tomados corretamente, antes e depois das sessões. O efeito não é imediato, por isso o uso precisa ser programado de forma adequada e preventiva.

Constipação

Também é bastante comum e pode estar relacionada ao uso dos remédios para prevenção de náuseas e vômitos. “É importante informar ao médico com rapidez para que as doses sejam ajustadas e o intestino volte a funcionar”, explica o oncologista. Além disso, aumentar o consumo de água, sucos naturais e manter uma dieta rica em fibras, em especial nos dias que antecedem a quimioterapia, pode aliviar os sintomas.

Alterações sanguíneas

A quimioterapia age sobre o tumor, mas também pode afetar o sistema de defesa e as células de defesa do sangue. Para evitar o problema, existem medicamentos de suporte que ajudam a impedir a queda excessiva dessas células e a necessidade de mais intervenções, como transfusões de sangue e uso de antibióticos.

Alergias

Alguns tipos de quimioterapia podem gerar crises alérgicas, principalmente em pacientes que já apresentam histórico de hipersensibilidade ou reações na pele e mucosas. “Essas reações infusionais podem acontecer, mas são mais comuns em classes específicas de medicamentos de quimioterapia. Antes de decidir quais remédios serão usados, é preciso investigar alergias, considerar ocorrências prévias e até mesmo incluir antialérgicos na rotina da paciente”, explica Dr. Guilherme.

Mucosite

É uma inflamação na mucosa da boca que acaba gerando lesões parecidas com aftas. Segundo do. Dr. Guilherme, surgem como efeito colateral de alguns medicamentos quimioterápicos específicos e demandam cuidados locais, com apoio de dentista especializado, pois podem prejudicar a alimentação.

Sobre o Hospital Santa Cruz

Fundado em 1966, o Hospital Santa Cruz está localizado no bairro Batel, em Curitiba (PR), e, desde junho de 2020, é unidade integrante da Rede D'Or São Luiz - maior rede de hospitais privados do país com atuação no Rio de Janeiro, São Paulo, Distrito Federal, Pernambuco, Maranhão, Bahia, Sergipe e Paraná. O Hospital Santa Cruz é considerado um centro de alta complexidade no atendimento das áreas de Oncologia, Cardiologia, Cirurgia Geral, Neurologia, Ortopedia, Pronto-Atendimento, Checkup e Maternidade. Com estrutura e equipe multidisciplinares, equipamentos de última geração e um moderno centro cirúrgico, oferece cuidado de alta qualidade centrado no paciente, segurança assistencial e humanização do atendimento. É reconhecido com o selo de Acreditação com Excelência Nível III, entregue pela ONA, sendo a instituição acreditada nesta categoria por mais tempo no Estado. Mais informações em www.hospitalsantacruz.com.

Sobre a Rede D'Or São Luiz

Fundada em 1977, a Rede D'Or São Luiz é a maior rede de hospitais privados do Brasil, com presença em São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Distrito Federal, Pernambuco, Maranhão, Sergipe, Bahia e Ceará. O Grupo opera com 52 hospitais, sendo 51 próprios e um hospital sob gestão. Atualmente a Rede D'Or contabiliza 7 mil leitos operacionais, e tem planos de chegar a 11 mil até 2022. São, ao todo, 51,1 mil colaboradores e 87 mil médicos credenciados, que realizaram 1,2 milhão de atendimentos de emergência, 254 mil cirurgias, 32 mil partos e 383 mil internações nos últimos 12 meses, além de 9,6 mil cirurgias robóticas desde o início do serviço, há cinco anos. A Rede D'Or São Luiz também conta com a Oncologia D'Or, rede de clínicas especializadas em tratamento oncológico em que está presente oito estados brasileiros.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo