Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

OPAS/OMS assina acordo inédito com hospitais privados Anahp em programa de redução de mortalidade materna

Em evento online e gratuito, entidades formalizaram a parceria e convidaram especialistas para debaterem o tema

Com o intuito de promover melhores práticas e compartilhar protocolos na luta pela redução da mortalidade materna, a Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) anunciou, na noite desta quinta-feira (15), a assinatura de um acordo de cooperação técnica com a Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp).

"Não podemos continuar perdendo mulheres que estão dando origem a novas vidas. Para nós, da OPAS, é uma honra assinar esse acordo e estreitar nosso contato. A qualidade dos profissionais que atuam nesses hospitais privados vai nos ajudar a difundir as melhores práticas", celebrou Socorro Gross, médica e representante da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) no Brasil.

A assinatura do acordo aconteceu no encontro online "Desafios na redução da mortalidade materna durante o enfrentamento da pandemia de COVID-19", que deu continuidade ao programa previamente firmado entre a Anahp e a OPAS/OMS para levar às maternidades privadas associadas a estratégia Zero Morte Materna por Hemorragia (0MMxH).

"Agradeço, em nome dos nossos hospitais, todo o acolhimento da OPAS. Em pouco tempo, vamos poder comemorar a redução da mortalidade materna", comentou Eduardo Amaro, presidente do Conselho de Administração da Anahp.

O evento contou com a moderação de Monica Siaulys, coordenadora médica do Centro de Ensino de Pesquisa e Inovação no Grupo Santa Joana; e a participação de Antônio Rodrigues Braga Neto, diretor do departamento de Ações Programáticas e Estratégicas da Secretaria de Atenção Primária em Saúde do Ministério da Saúde; Rita Sanchez, coordenadora do setor de Medicina Fetal do departamento Materno-infantil do Hospital Israelita Albert Einstein e do Programa Parto Adequado; e Suzanne Serruya, diretora do Centro Latino-Americano de Perinatologia (CLAP/OPAS).

Durante o debate, os participantes destacaram a dificuldade da separação de fluxos nas maternidades e da manutenção do pré-natal como os principais desafios em tempos de covid. "Apesar da pandemia, não tivemos aumento de mortes maternas por sepse, mas registramos um número maior de internações e óbitos por hipertensão, o que demostra que muitas gestantes deixaram de fazer o acompanhamento durante o período de isolamento social", salientou Rita.

Zero Morte Materna por Hemorragia

Em 2019, a Anahp e a Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) firmaram uma parceria para levar às maternidades privadas associadas a estratégia Zero Morte Materna por Hemorragia (0MMxH).

O programa - composto por um cronograma de implementação anual, que contempla atividades como reuniões de trabalho e oficinas para qualificação de profissionais das instituições associadas - precisou ser temporariamente suspenso, em março deste ano, em função do momento atípico que o País tem passado com a pandemia.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo