Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Dia Mundial da Higiene das Mãos: especialista alerta quais hábitos da pandemia devem permanecer

Vera Cruz Hospital intensificou campanha pioneira de higiene entre os profissionais de saúde

O dia 15 de outubro é o Dia Mundial da Higiene das Mãos, iniciativa liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF). Este ano, em meio à pandemia da Covid-19, o tema se torna ainda mais relevante segundo a coordenadora médica do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar Vera Cruz Hospital, Vera Rufeisen. “Apenas 60% da população mundial tem acesso a instalações básicas para lavar as mãos, e a pandemia criou um abismo ainda maior evidenciando a falta de saneamento básico que ainda existe no Brasil. Estamos falando da proteção mais eficiente que existe contra doenças e infecções”, afirma. Por outro lado, as mudanças adquiridas por outra parte da população, segundo ela, deverão se tornar rotina. “Certamente a Covid-19 veio para trazer algumas mudanças culturais. Além da intensificação da higiene, observamos o uso dos cotovelos para diversas atividades que antes usávamos as mãos, como empurrar portas, chamar um elevador e até para o cumprimento social. A pandemia serviu para mostrar que os riscos estão presentes, mas não eram levados a sério. A prova disso foi a queda de gripes e infecções respiratórias este ano”, explica.

O isolamento também mostrou sua eficácia, já que de acordo com a médica, as crianças são os maiores vetores de doenças transmissíveis. Um dado alarmante da OMS afirma que, atualmente, apenas 53% das escolas do mundo oferecem instalações básicas para os alunos, o que significa que 900 milhões de crianças não podem lavar as mãos. “Precisamos, portanto, lembrar que o retorno parcial da educação precisa absorver como rotina os hábitos criados nessa pandemia”, alerta.

O fato de Campinas ter avançado para a ‘fase verde’ e contar com leitos disponíveis não significa, no entanto, o relaxamento de medidas, segundo a infectologista. “Estamos observando uma segunda onda em todos os países da Europa, isso significa que o coronavírus não foi embora. O risco não passou e embora estejamos mais próximos de uma possibilidade de vacina, até que ela mostre sua eficácia, precisamos estar alertas, esse é o principal recado”, afirma.

Afinal, o que é uma boa higiene das mãos? Para a infectologista, pode ser fácil acreditar que nossas mãos estão aparentemente limpas quando, na verdade, elas tocaram várias superfícies em áreas compartilhadas com outras pessoas. Tossir e espirrar nas mãos também espalham doenças respiratórias, enquanto práticas inadequadas de lavagem das mãos após usar o banheiro podem espalhar doenças gastrointestinais. “Quando a sujidade está visível, sugerimos água e sabão, do contrário, o uso do álcool gel que é tão ou mais eficaz, especialmente quando formos manusear a máscara. Um hábito que certamente veio para ficar”, explica a coordenadora médica.

Campanha pioneira se intensificou na pandemia

A especialista coordena também uma campanha interna no Vera Cruz Hospital sobre higiene das mãos. “A saúde de muitas pessoas está sob nossa responsabilidade, portanto, reforçamos no ambiente hospitalar cinco momentos em que, inevitavelmente, o profissional da saúde deve refazer a higienização, como antes e após o contato com o paciente, sempre que qualquer procedimento for realizado, quando existe contato com fluídos corporais e até pós contato com áreas próximas ao paciente. Reforçamos, ainda, o local adequado para a assepsia e damos treinamentos contínuos”, explica a infectologista.

Além disso, segundo ela, os profissionais sempre são lembrados de que as luvas não substituem a higiene das mãos. “Dessa forma, afastamos o risco e cuidamos tanto da equipe, como do paciente. Esses protocolos já faziam parte da rotina do hospital e eram mensurados e avaliados. Tivemos melhora de até 80% do aproveitamento da oportunidade para higienização das mãos e ela é a maior medida de prevenção também no ambiente hospitalar. Durante a pandemia, observamos ainda que os próprios pacientes, familiares e setores administrativos intensificaram a higiene das mãos”, completa. O Vera Cruz Hospital dedicou o Vera Cruz Casa de Saúde somente para atendimento da Covid-19 nos últimos oito meses. Até o último dia 13, a unidade somava 490 altas.

Sobre o Vera Cruz Hospital

Em 76 anos de existência, o Hospital Vera Cruz é reconhecido pela qualidade de seus serviços, capacidade tecnológica, equipe de médicos renomados e por oferecer um atendimento humano que valoriza a vida em primeiro lugar. O Vera Cruz dispõe de 167 leitos distribuídos em diferentes unidades de internação, em acomodação individual (apartamento) ou coletiva (dois leitos), UTIs e maternidade. A Instituição conta também com setores de Quimioterapia, Hemodinâmica, Câmara Hiperbárica Monoplace, Radiologia (incluindo tomografia, ressonância magnética, densitometria óssea, ultrassonografia e raio-x), e laboratório com o selo de qualidade Fleury Medicina e Saúde. Em outubro de 2017, a Hospital Care tornou-se parceira do Vera Cruz. Em pouco mais de dois anos, a aliança registra importantes avanços na prestação de serviços gerados por investimentos em inovação e tecnologia. Em médio prazo, o grupo prevê expansão no atendimento com a criação de dois novos prédios erguidos na frente e ao lado do hospital principal, totalizando 17 mil m² de áreas construídas a mais. Há 30 anos, o Vera Cruz inaugurou e mantém a Fundação Roberto Rocha Brito, referência em treinamentos e cursos de saúde na Região Metropolitana de Campinas, tanto para profissionais do setor, quanto para leigos, e é uma unidade credenciada da American Heart Association.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo