Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

BNDES pode se basear no Pronampe para disponibilizar crédito a micros e pequenas empresas, argumenta FecomercioSP

Entidade vai pleitear recursos do banco em reunião nesta sexta-feira (7); sem ajuda, varejo paulista já perdeu 60 mil empresas em 2020

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) vai pleitear mais recursos para micros e pequenas empresas, em uma reunião na sexta-feira (7) com membros do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Também vai solicitar que a instituição disponibilize linhas de crédito com taxas, carências e parcelamentos condizentes com a situação delicada que as empresas vivem no contexto atual, que podem seguir o modelo do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe). Os pleitos da Entidade já são de conhecimento do banco desde a semana passada – quando um ofício foi enviado ao presidente, Gustavo Montezano.

No entendimento da FecomercioSP, o cenário turbulento que o País atravessa há alguns meses, com as incertezas da economia e o recrudescimento da crise de covid-19, faz com que seja imprescindível que o Poder Público adote medidas de proteção às micro e pequenas empresas, em especial àquelas que são de setores considerados não essenciais e que, assim, tiveram suas atividades restringidas nas últimas semanas. Nesse sentido, o crédito emergencial é o mecanismo mais eficaz para preservar empregos e incentivar a retomada econômica.

O contexto de agora, sem esse aporte, é de perdas significativas. Pesquisa da FecomercioSP indica que o varejo do Estado de São Paulo perdeu cerca de 60 mil empresas ao longo do ano passado: em um contexto de normalidade, o setor teria 410 mil empresas, mas fechou 2020 na marca de 350 mil – uma redução de 14%. O número representa, principalmente, aumento do desemprego no Estado: com menos agentes no mercado, o volume de pessoal ocupado caiu cerca de 16%, indo de 2,5 milhões de postos ativos de trabalho para 2,1 milhões.

Na reunião, o presidente da Federação irá reforçar o pedido de que, como forma de alcançar as micros e pequenas empresas paulistas que mais necessitam de apoio, o BNDES disponibilize os recursos por meio do Desenvolve SP, a principal agência púbica de fomento do Estado. Além disso, a Entidade sugere que o modelo das linhas de crédito se inspire no Pronampe, criado em maio do ano passado para que o governo federal ajude justamente esse tipo de negócio.

Em 2020, o dinheiro disponibilizado pelo governo federal – além das taxas, carências, tipos de parcelamento e prazos oferecidos a micros e pequenas empresas – foi fundamental para evitar uma crise ainda maior entre as empresas de menor porte. Não à toa, a FecomercioSP tem pleiteado, em paralelo, que o programa se torne permanente, e não apenas uma medida pontual no contexto da pandemia.

Sobre a FecomercioSP

Reúne líderes empresariais, especialistas e consultores para fomentar o desenvolvimento do empreendedorismo. Em conjunto com o governo, mobiliza-se pela desburocratização e pela modernização, desenvolve soluções, elabora pesquisas e disponibiliza conteúdo prático sobre as questões que impactam a vida do empreendedor. Representa 1,8 milhão de empresários, que respondem por quase 10% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro e geram em torno de 10 milhões de empregos.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo