Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Prorrogação do Pemer pode desacelerar aumento do desemprego no País, defende FecomercioSP

PL que prorroga o programa até o fim do ano segue em tramitação no Senado

Um dos impactos mais graves da crise de covid-19 para a economia brasileira tem sido o desemprego. Segundo dados mais recentes da Pesquisa do Emprego no Estado de São Paulo (PESP), da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), já são 47,6 mil empregos formais perdidos só nos setores de serviços e do comércio paulistas entre março de 2020 e fevereiro deste ano.

No ano passado, segundo outro levantamento da Federação, 60 mil negócios fecharam no Estado, diminuindo em 14% o volume de empresas. Isso significou, no total, uma queda de 16% no número de pessoas empregadas – de 2,5 milhões de postos ativos de trabalho, em 2019, para 2,1 milhões no ano seguinte.

Dados como esses reforçam, no entendimento da FecomercioSP, a necessidade de extensão da validade de medidas adotadas em 2020 para ajudar as empresas a passar pelo momento turbulento, como o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda (Pemer), o Programa Emergencial de Acesso a Crédito (Peac) e o Programa Emergencial de Suporte a Empregos (Pese).

Desses, o primeiro é o que está mais perto de ser prorrogado: o projeto deve ser votado no Senado, no escopo do Projeto de Lei (PL) 1.058/2021, para, então, ser aprovado pelo Executivo.

Por meio do Pemer, o governo federal permitiu que as empresas diminuíssem as jornadas e os salários de forma proporcional, quando não suspendessem temporariamente os contratos de trabalho. Em outubro, no entanto, o programa foi ajustado para vigorar apenas durante o estado de calamidade pública, que se encerrou no último dia de 2020. Além disso, muitas empresas pelo País estão fragilizadas há, pelo menos, três meses e meio, o que significa mais demissões e, na pior das hipóteses, o fechamento das suas portas.

Para a FecomercioSP, o programa deve ser prorrogado até o fim do ano para dar conta das dificuldades que estes negócios estão enfrentando no auge da pandemia, quando muitos deles estão sob os impactos das medidas de restrições sociais. No entendimento da Entidade, a decisão é fundamental para sustentar a atividade econômica nacional e preservar postos de trabalho até que uma projeção de recuperação se vislumbre.

O PL 1058/2021, que prevê esta prorrogação até 31 de dezembro de 2021, segue em tramitação desde o início de março, no Senado, e deve ser votado ainda nesta semana. A FecomercioSP enviou à Casa suas sugestões e manifestou apoio à aprovação do projeto.

Sobre a FecomercioSP

Reúne líderes empresariais, especialistas e consultores para fomentar o desenvolvimento do empreendedorismo. Em conjunto com o governo, mobiliza-se pela desburocratização e pela modernização, desenvolve soluções, elabora pesquisas e disponibiliza conteúdo prático sobre as questões que impactam a vida do empreendedor. Representa 1,8 milhão de empresários, que respondem por quase 10% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro e geram em torno de 10 milhões de empregos.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo