Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Cadê as abelhas que estavam aqui?

Por Décio Luiz Gazzoni, Engenheiro Agrônomo, pesquisador da Embrapa Soja, membro do Conselho Consultivo Agro Sustentável e do Comitê Científico da ABELHA

Duas perguntas que intrigam a sociedade, alarmada como notícias como as relacionadas à Distúrbio do Colapso das Colônias (DCC, ou CCD, na sigla em inglês): Por que as abelhas estão desaparecendo? Como resolver o problema?

O assunto chamou tanta atenção, que a revista Time dedicou uma matéria de capa ao fenômeno, instigando com a manchete “Um mundo sem abelhas” (http://bitly.ws/smuV). O desaparecimento cíclico das abelhas é um enigma que persiste há 200 anos. Os cientistas continuarão a estudá-lo até elucidar o fato. De posse da resposta, será fácil encaminhar as soluções.

Até o momento, o que sabemos é que um conjunto de causas como perda de habitat, estresse de movimentação, distúrbios nutricionais, pragas e doenças das abelhas e produtos usados para o seu controle, assim como agrotóxicos usados indevidamente, são suspeitos de, atuando cumulativamente, serem responsáveis pelo desaparecimento das abelhas.

O fenômeno parece restrito ao Hemisfério Norte, principalmente localizado nos Estados Unidos, onde costuma ocorrer em intervalos variáveis, durando 2-3 anos, tornando a aparecer décadas depois. Não existe registro do fenômeno no Brasil.

Morte de abelhas

Mesmo em casos de mortalidade de abelhas não associadas ao DCC, as soluções não são fáceis. Exemplo: as colônias de abelhas da espécie Apis mellifera são atacadas por um ácaro devastador (Varroa destructor). Mas, os acaricidas que controlam o ácaro, também são perniciosos para as abelhas. Até surgir um acaricida seguro para as abelhas, será necessário usá-los, ou o ácaro as extermina.

A mera proibição de agrotóxicos não parece uma boa ideia. Pode até parecer que resolve o problema, mas pode criar outros, por vezes mais sérios. Proibir inseticidas neonicotinoides, como ocorreu na Europa, levou os agricultores a usarem pesticidas mais antigos, mais tóxicos para as abelhas e outros animais, incluindo o Homem. A emenda revelou-se pior que o soneto!

Existem diversas causas para a morte de abelhas, o mau uso de pesticidas é uma delas. Há questões sanitárias (pragas que atacam as abelhas), base genética estreita, mudanças climáticas, entre outras. Em nossa opinião, se há uma política pública que pode auxiliar a resolver o problema, esta seria a de proteger o habitat nativo das abelhas. Por conta da expansão das cidades, da infraestrutura, de rodovias e da agricultura, as abelhas estão perdendo o seu habitat nativo.

Recuperar essas áreas será fundamental, em especial com o uso de plantas que favoreçam os polinizadores. Nesse particular, a Embrapa está finalizando a publicação de um livro denominado “Plantas que os polinizadores gostam”, que estará disponível para o público em geral até dezembro de 2022.

O tema é complicado para cientistas e ainda mais para leigos. Recomendo desconfiar de novas informações, a menos que sejam de uma fonte lastreada em boa Ciência. Não confunda um blog adepto da teoria da conspiração ou contra o desenvolvimento tecnológico com dados científicos reais.

Também desconfie de um artigo científico isolado. Em Ciência só a repetitividade convence. A Ciência evolui: nosso conhecimento de abelhas mudou radicalmente em 10 anos. Muitas teorias foram descartadas conforme novas evidências surgiram. Mesmo tudo o que eu já escrevi pode mudar porque, para um cientista, a verdade é a última verdade comprovada. Os episódios de DCC não foram elucidados, mas não deverá desembocar em um grand finale ou um clímax. Muito provavelmente, descobriremos que se trata de um fenômeno multifatorial, complexo e cheio de personagens entrelaçados. De sua elucidação dependerá o encaminhamento dos estudos para sua solução.

Sobre o CCAS

O Conselho Científico Agro Sustentável (CCAS) é uma organização da Sociedade Civil, criada em 15 de abril de 2011, com domicilio, sede e foro no município de São Paulo-SP, com o objetivo precípuo de discutir temas relacionados à sustentabilidade da agricultura e se posicionar, de maneira clara, sobre o assunto.

O CCAS é uma entidade privada, de natureza associativa, sem fins econômicos, pautando suas ações na imparcialidade, ética e transparência, sempre valorizando o conhecimento científico.

Os associados do CCAS são profissionais de diferentes formações e áreas de atuação, tanto na área pública quanto privada, que comungam o objetivo comum de pugnar pela sustentabilidade da agricultura brasileira. São profissionais que se destacam por suas atividades técnico-científicas e que se dispõem a apresentar fatos, lastreados em verdades científicas, para comprovar a sustentabilidade das atividades agrícolas.

A agricultura, por sua importância fundamental para o país e para cada cidadão, tem sua reputação e imagem em construção, alternando percepções positivas e negativas. É preciso que professores, pesquisadores e especialistas no tema apresentem e discutam suas teses, estudos e opiniões, para melhor informação da sociedade. Não podemos deixar de lembrar que a evolução da civilização só foi possível devido à agricultura. É importante que todo o conhecimento acumulado nas Universidades e Instituições de Pesquisa, assim como a larga experiência dos agricultores, seja colocado à disposição da população, para que a realidade da agricultura, em especial seu caráter de sustentabilidade, transpareça. Mais informações no website: http://agriculturasustentavel.org.br/. Acompanhe também o CCAS nas redes sociais:


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo