Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Levantamento da MCassab comprova que o alto desempenho aumenta as exigências nutricionais, que quando não supridas, reduzem a longevidade reprodutiva

  • Crédito de Imagens:Divulgação - Escrito ou enviado por  Giovanna Borielo
  • Adicionar comentario
  • SEGS.com.br - Categoria: Agro
  • Imprimir

Levantamento da MCassab comprova que o alto desempenho aumenta as exigências nutricionais, que quando não supridas, reduzem a longevidade reprodutiva

Estudo com plantel total de 64 mil matrizes constatou a necessidade de ajustar os pacotes nutricionais para que as matrizes possam expressar seu máximo potencial reprodutivo por um maior número de ciclos

O aumento dos desafios do plantel de reprodução é uma característica marcante da suinocultura atual. Essa questão torna-se especialmente importante em um momento de oscilação de preços do suíno vivo, elevação dos custos de produção, escassez de insumos para alimentação e piora na qualidade de matérias-primas essenciais, como o milho. A MCassab Nutrição e Saúde Animal utiliza a pesquisa e a ciência para buscar uma solução para a queda do desempenho reprodutivo, que seja economicamente viável para os suinocultores. A empresa avaliou os dados que representam um total de 64 mil matrizes, sendo metade nos estados de Minas Gerais e São Paulo e a outra na região Sul do país. “Foram feitas análises sanitárias, hematológicas, bioquímicas, nutricionais e de escore corporal, com o uso de cáliper e aparelho de ultrassom. Constatamos desgaste maior devido ao alto catabolismo dos animais, processo que está provocando maior mortalidade de fêmeas nas granjas”, afirma a médica veterinária Carolina Fernandes, consultora técnico comercial da MCassab Nutrição e Saúde Animal.

A especialista explica que o problema se dá devido, entre outros fatores, à alta produtividade, que gera dificuldades na mantença da matriz suína. Com o aumento do número de leitões por gestação, ela precisa direcionar mais nutrientes para a produção de leite e alimentação da leitegada, tornando-se mais difícil atender à sua própria exigência nutricional.

“Além de impedir a recuperação adequada no período pós-parto, a longevidade das matrizes acaba sendo afetada. Dessa forma, as fêmeas que deveriam chegar com alta produtividade ao sétimo parto, estão muitas vezes chegando somente até o quarto ou o quinto, o que reduz a eficiência reprodutiva da granja, com prejuízos econômicos claros para os suinocultores”, explica a consultora da MCassab.

Com as informações obtidas no estudo, a equipe técnica da MCassab traçou estratégias para recuperar a expressão máxima do potencial genético das matrizes de forma mais adequada e duradoura. A empresa elaborou dois programas para acompanhamento das matrizes: o Plantel Sadio com o Diagnóstico 360o, responsável por todo o suporte sanitário da granja, identificando os problemas que podem estar levando à mortalidade das fêmeas. Para isso, realiza exames, analisa o manejo, avalia composição de rações e oferece treinamento aos funcionários das granjas para realizar as tarefas de forma mais adequada.

Finalizado o diagnóstico, a MCassab entra com o programa Maxpig Multi, focado na nutrição das fêmeas do plantel, de modo a cumprir um protocolo nutricional completo, que vai desde a preparação das marrãs, até a recuperação de matrizes já comprometidas e manutenção das fêmeas que estão em seu melhor estado produtivo. A empresa oferece suporte à formulação de rações e desenvolvimento de programas sob medida para cada cliente. A MCassab conta ainda com o Supreme Multi, uma das principais estratégias do programa Maxpig Multi, que é um conjunto de aditivos que promove a modulação do metabolismo, suplementação nutricional e saúde intestinal das fêmeas.

“Nossa estratégia nutricional foi pensada para atender a todas as necessidades das granjas de suínos”, explica Carolina Fernandes. “O resultado dos nossos clientes é o nosso principal objetivo e colocamos toda a estrutura técnica e de pesquisa para contribuir para o seu sucesso econômico”.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo