Brasil,

Alteração na Lei da Nacionalidade Portuguesa dificulta obtenção da cidadania por parte dos judeus sefarditas

Embora tenha beneficiado netos, cônjuges e companheiros brasileiros, as regras mais recentes do governo português acabaram dificultando o processo de cidadania para descendentes de judeus sefarditas portugueses

A nona alteração à lei da nacionalidade portuguesa, publicada no dia 10 de novembro de 2020, veio para facilitar o acesso à cidadania, principalmente para netos, cônjuges e companheiros brasileiros de nacionais portugueses, já que não precisam mais comprovar laços de efetiva ligação com Portugal. Mas por outro lado, a alteração do regulamento acabou não sendo nada favorável para os requerentes descendentes de judeus sefarditas portugueses.

Isto porque, o Decreto-Lei nº 26/2022, publicado no dia 18 de março, passou a exigir a comprovação de vínculos efetivos à comunidade sefardita portuguesa para aquisição da nacionalidade dos descendentes de judeus sefarditas. Para comprovar tais vínculos, agora o requerente além de demonstrar sua descendência direta ou relação familiar na linha colateral de progenitor comum a partir da comunidade sefardita de origem portuguesa, deverá preencher alguns requisitos objetivos para comprovar sua ligação com Portugal.

É o caso de:

· Deslocações regulares à Portugal ao longo da vida;

· Herança sob imóveis;

· Direitos pessoais de gozo ou de participações sociais em sociedades comerciais ou cooperativas sediadas em Portugal;

· Sobrenome;

· Idioma familiar;

· Genealogia;

· Memória familiar.

Importante lembrar também que o requerente não pode ter sido condenado, com trânsito em julgado da sentença, em pena de prisão igual ou superior a três anos, por crime punível segundo a lei portuguesa.

As novas regras deverão reduzir o número de requerentes e entrarão em vigor 6 meses após a publicação, ou seja, em setembro de 2022.

Rebeca Albuquerque, sócia do escritório ALM Advogadas Associadas e especialista em compliance e em processo legislativo, explica, no entanto, que a Lei nº 37 já previa a necessidade de comprovação de vínculos, mas que na prática eram presumidos pelo parecer de Comunidade Israelita como a de Lisboa (CIL). “O que mudou foi o detalhamento dos requisitos comprobatórios de vínculos para além do Relatório Comprovatório de Descendência da CIL”, disse Rebeca.

“Neste primeiro mês de vigência da nova regulamentação circularam muitas informações equivocadas em relação à nacionalidade portuguesa para os descendentes de judeus sefarditas, muitos pensaram que a lei tinha revogado o direito de requerer a cidadania, mas o que de fato ocorreu foi um endurecimento da norma e as novas regras só serão válidas a partir de setembro.”, disse Vanessa Lopes, sócia do escritório ALM Advogadas Associadas, residente em Portugal.

A comunidade Judaica no Brasil é considerada a segunda mais importante da América Latina, atrás apenas da Argentina e à frente do México, com 120 mil judeus, de acordo com a Confederação Israelita do Brasil (CONIB).

Sobre o ALM Advogadas Associadas

O ALM Advogadas Associadas é um escritório com sede no Brasil, Portugal e Itália, que auxilia estrangeiros na busca pela cidadania europeia. Comandada pelas advogadas no Brasil, na Itália e em Portugal, Karla Leal Macedo, mestre em direito pela Universidade de Bolonha, que se dedica principalmente aos processos no Tribunal de Roma, Rebeca Albuquerque, especialista em compliance e em processo legislativo, e Vanessa Lopes, especialista em direito civil, atuante em direito imigratório, com mais de 10 anos de experiência em cidadania portuguesa, o ALM Advogadas Associadas nasceu para ser o elo entre história e o futuro, entre o Brasil e a Europa, e para auxiliar no processo que envolve histórias, documentos, pesquisa e aspectos jurídicos ligados ao processo de reconhecimento da cidadania.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo