Brasil,

Brasil cria 2.730.597 postos de trabalho com carteira assinada em 2021

  • Crédito de Imagens:Divulgação - Escrito ou enviado por  Beatriz Candido Di Paolo
  • Adicionar comentario
  • SEGS.com.br - Categoria: Demais
  • Imprimir

Setor de serviços representa quase metade dos empregos formais criados

Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e Previdência, o Brasil criou 2.730.597 postos de trabalho formais em 2021. As informações foram divulgadas esta semana.

Os salários iniciais médios mais altos de 2021 foram pagos para ocupações em serviços de informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, administrativas e profissionais. Vale lembrar que os salários médios se referem ao valor de remuneração dos trabalhadores contratados no ano e não podem ser usados como base como média salarial da ocupação.

Entre os cinco cargos com maiores salários de contratação, estão:

Diretor de Crédito (Exceto Crédito Imobiliário): R$ 37.134,38
Diretor de Riscos de Mercado: R$ 34.718,47
Diretor de Produtos Bancários: R$ 34.385,11
Dramaturgo de Dança: R$ 30.219,01
Diretor de Serviços de Informática: R$ 28.050,65

Praticamente metade das vagas com registro na carteira de trabalho criadas em 2021 foram originadas no setor de serviços, que foi responsável por 1.226.646 novos postos de trabalho criados no ano passado.

“O reaquecimento do mercado vem avançando com a retração das restrições antes causadas pelas covid-19. Com a diminuição de casos da doença e de óbitos, a retomada da atividade econômica e, consequentemente, da abertura de novos postos de trabalho tende a aumentar”, comenta Thomas Carlsen, COO e co-fundador da mywork, empresa especializada em controle de ponto online e gestão de rotinas do departamento pessoal.

O saldo de 2021 foi de 20.699.802 admissões e 17.969.205 demissões, o que representa o maior saldo positivo registrado para anos fechados em toda a série histórica do Caged, que se iniciou em 2010.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo