Brasil,

A cidade sob os pés

Vista do Rooftop do Blume Apartments - Projeção - imagem meramente ilustrativa Vista do Rooftop do Blume Apartments - Projeção - imagem meramente ilustrativa

Vista privilegiada da cidade vira tendência nos novos edifícios residenciais, com a implantação dos rooftops no último andar dos edifícios. Bairro centralizado com maior altitude da capital, o Setor Serrinha se torna o lugar ideal para quem gosta de curtir a vida ou trabalhar nas alturas

Telhado, essa é a tradução literal do inglês para rooftop, uma palavra que tem estado em voga ultimamente. No entanto, o termo é usado no Brasil para descrever um espaço de lazer para uso comum das pessoas no alto de um edifício. O espaço tem ganhado o coração dos goianienses e promete se expandir ainda mais. Além de destinar o último andar para essa finalidade, incorporadoras têm buscado localizações estratégicas para proporcionar uma vista de encher os olhos. É o caso do desenvolvimento imobiliário no Setor Serrinha, que está recebendo diversos lançamentos.

“O Serrinha destaca-se por ser uma das áreas mais altas da cidade e estar localizado em um ponto bem no centro da urbanização, na região Sul da capital. O bairro tem áreas entre 850 e 855 metros de altitude. O topo do morro da Serrinha está acima da cota de 890 metros”, diz o agrimensor Arismar Guimarães, que atua com topografia na construção civil há 29 anos, para quem o topo dos prédios traz uma sensação de liberdade. “É estar no meio da selva de pedra e ter uma visão de tudo, a cidade fica pequena a seus pés”, define.

Ele relata que até existem outras áreas com altitudes iguais ou mais altas em Goiânia, como partes do Jardim Cerrado (região Oeste), Jardim Itaipú (região Sudoeste) e áreas rurais a leste da cidade, próximas a condomínios horizontais, mas todas são mais afastadas da região de maior concentração habitacional.

Ele acaba, por exemplo, de assessorar a Tapajós Engenharia no desenvolvimento de um exemplo de projeto que vai agregar todo o potencial do rooftop no bairro: o Blume Apartments. O projeto realizado em parceria com Town Incorporadora, terá em seu rooftop, que ficará no 33º pavimento, um Espaço Bistrô Gourmet, com terraço gourmet, churrasqueira a carvão e chopeira de torre e o Terraço Bar/Café. Além dos espaços de lazer, contará ainda com áreas de trabalho, sendo uma sala de reuniões e duas salas para videoconferência ou coworking. “Ele estará a 96 metros do chão, em uma altitude de 850 metros acima do nível do mar”, informa o especialista em topografia.

Mais do que lazer

O arquiteto Alexandre Leite, responsável pelo projeto do Blume Apartments no Setor Serrinha, destaca os benefícios da localização, que ainda não conta com muitos prédios altos nos arredores. “É uma região alta, com muita iluminação e ventilação, até por ter poucas torres em volta”, complementa. Outro ponto importante do rooftop é que ele privilegia todos os moradores de um prédio e não apenas aqueles que moram nos últimos andares.

Para o local, ele projetou um espaço para coworking e home office, com duas salas de videoconferência, pensados para que o espaço possa ser usufruído ao máximo, ampliando as possibilidade e o tempo de uso, principalmente para o cenário de pandemia, em que os espaços de lazer e uso comum abertos e ventilados se tornaram essenciais. “A área gourmet é mais usada à noite e aos finais de semana, então pensamos em um ambiente multiuso, para não ficar parado durante o dia. É algo dinâmico e positivo, para potencializar os espaços para todas as pessoas”, destaca o arquiteto Alexandre Leite.

O Blume será erguido em torre única e contará com três metragens de apartamentos: 112 m² com três suítes e varanda com churrasqueira a carvão; 89 m² com três suítes; 75 m² com duas suítes ou três quartos com uma suíte, ou seja, planta flexível. Para proporcionar mais conforto para quem passou a ficar mais tempo em casa foi adotada a integração de ambientes. O objetivo, nesse caso, é proporcionar mais interação e contato entre as famílias, mesmo que cada integrante esteja fazendo uma atividade diferente.

Na história

O conceito de rooftop está, na verdade, voltando à cena. Na arquitetura, ele nunca saiu de cena e, hoje, retorna como a “tendência” nos mais modernos projetos arquitetônicos.

Nas décadas de 1940 e 50, já se falava em rooftop no Brasil. Um exemplo é o famoso Edifício Itália, em São Paulo, que começou a ser construído nessa época e possui um restaurante em sua cobertura, o qual ficou famoso pela vista que proporciona da cidade.

Nos EUA, durante a década de 1980, os terraços permitiam shows, apresentações, encontros e o próprio lazer ao ar livre na área mais privilegiada dos prédios. Ao longo do tempo, esses espaços ganharam novos usos e transformaram-se num refúgio da agitação das grandes cidades.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo