Brasil,

Os reflexos da pandemia no mercado de TIC e as estratégias para driblar a crise

Por Elinton Lazzuri*

O ano de 2020 começou cheio de dúvidas, a então epidemia do novo coronavírus já assombrava o ocidente e muitas empresas se preparavam para o impacto que já se especulava no mercado internacional. De fato ele chegou, em fevereiro daquele ano, as fronteiras de inúmeros países começaram a se fechar e o mundo se blindou, na expectativa de barrar o efeito do vírus.

O segmento de TIC sofreu alguns impactos imediatos, porém por conta de algumas características, conseguiu melhor se adaptar e com maior rapidez ao novo cenário, uma vez que práticas como home office, reuniões remotas e assinatura eletrônica de documentos já eram usuais a muitas empresas deste segmento.

Como driblar a crise

A situação emergencial exigiu que as empresas que provedoras de soluções e serviços continuados, como grandes integradores, fossem demandadas a oferecer sua expertise para auxiliar outros negócios a se adequarem às novas obrigatoriedades exigidas pela situação.

Isso levou a geração de oportunidades de novos negócios, permitindo inclusive que os provedores de serviços registrassem crescimento em meio à pandemia.

A adoção e a evolução do trabalho remoto gerou uma demanda enorme por serviços de internet, o que levou a um aumento de 47% dos serviços de provedores de internet regionais, quando comparado ao ano de 2019, segundo levantamento da ABRINT (Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações). O estudo também apontou que há mais de 134 milhões de usuários conectados à internet hoje no Brasil.

O crescimento exponencial do e-commerce brasileiro foi também outra mudança significativa que tem auxiliado diversas empresas a driblar a crise, permitindo a abertura de uma janela de novas oportunidades de negócios. Segundo a ABCom (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), o setor faturou 56,8% a mais nos oito primeiros meses de 2020 em comparação ao mesmo período de 2019. O aumento de demanda por parte dos usuários finais atinge beneficamente todos os negócios que fazem parte do ecossistema de TIC.

Os números positivos falam por si só. Em março deste ano a Brasscom (Associação Brasileira de Empresas do setor de TIC) fez uma pesquisa que revelou um aporte de R$ 845 bilhões em investimentos que o setor de TIC deve injetar na economia brasileira até 2024, comprovando que hoje esse segmento deve ser observado com muitos bons olhos pelas lideranças governamentais e por investidores de todo o mundo. A chegada do 5G, a padronização para o Wi-Fi 6 e a migração cada vez mais acelerada para cloud computing, dentre outros desenvolvimentos tecnológicos de ponta, prometem manter a estabilidade do setor nos próximos anos.

Acreditamos que a resiliência deste mercado é fruto de um trabalho contínuo e árduo de inúmeros gestores, que assumiram no passado a vanguarda da inovação e permitiram com que hoje pudéssemos driblar estas circunstâncias da melhor maneira possível.

*Elinton Lazzuri é diretor geral do Grupo Binário


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo