Brasil,

'A indústria brasileira de plásticos precisa se unir para valorizar o produto', afirma presidente do Instituto SustenPlást

No debate final do 4º Congresso Brasileiro do Plástico (CBP), realizado nesta terça (08), com mediação de Alfredo Schimitt, especialistas e empresários do setor chegaram ao consenso de que há muitos desafios a serem superados, mas a cadeia produtiva do material precisa trabalhar unida para conscientizar a sociedade dos efeitos positivos da matéria-prima.

Ao longo do dia, o 4CBP reuniu palestrantes nacionais e do exterior para discutir sobre temas relacionados à indústria do plástico e outras temáticas envolvendo o material. Alfredo, que é presidente do Instituto SustenPlást, que promove o CBP, reforçou o motivo a escolha da data para o evento: o Dia Mundial dos Oceanos, na Semana do Meio Ambiente.

No chat ao vivo, o Alexander Turra, Professor Titular Instituto Oceanográfico da USP, o Marcos Iorio, Consultor Eco-Circular Projetos Regenerativos, o Nuno Aguiar, Diretor Técnico da APIP, o Albano Schimidt, CEO da Termotécnica, Manoel Lisboa, especialista em polímeros, Inovação e Novos Negócios, e Ronald Sasine, Consultor Principal da Hudson Windsor Assessoria Empresarial Limitada, falaram sobre variados temas, com destaque para os entraves ao avanço da Economia Circular no Brasil e a necessidade de valorização do plástico, pela própria indústria e pela sociedade.

Alfredo levantou o tema da carga tributária do Brasil, que limita em diferentes aspectos. Neste sentido, Sasine trouxe o exemplo dos Estados Unidos, onde existem as zonas de reciclagem, em que os impostos derivados da compra de maquinário, aquisição de terrenos e tudo o que se relaciona com a reciclagem recebe isenção de impostos durante um período. “Já é um grande incentivo ao avanço da reciclagem”, reforçou.

Sasine seguiu, falando sobre a percepção da sociedade sobre o plástico: “as pessoas preferem ver o plástico no fim de sua vida útil, como um problema, mas não valorizam os aspectos positivos que o envolvem.

Albano complementou: “quanto mais qualificadas as empresas brasileiras estiveram para atender a demanda local, mais competitivas serão no cenário internacional, mas temos um trabalho grande a fazer com relação aos nossos produtos, no sentido da valorização. É preciso fortalecer a indústria de transformação de plástico no Brasil, para competir com os gigantes mundiais”.

Já Marcos complementou, destacando a inovação como motor da geração de valor. “Temos que encarar que é um problema complexo. O Brasil ainda carece de iniciativas inovadoras, está defasado na geração e execução de ideias. Não falando só de embalagens, mas de processos e logística, temos que pensar no que queremos gerar de impacto positivo. Para o setor de plástico, o material é incrível, mas precisamos mostrar o real valor do material à sociedade”, frisou.

Por fim, Turra destacou iniciativas como a Bluekeepers, que incentiva ecossistemas de inovação em nível municipal, a partir de parcerias entre iniciativa privada, setor público e sociedade civil organizada. “O objetivo é ajudar que os processos sejam feitos de forma madura participativa diante da complexidade das situações de cada local e tem sido muito bem sucedida”, avaliou.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo