Brasil,

Criação de app próprio gera independência e autonomia aos estabelecimentos

Por Allan Panossian, CEO e fundador do Delivery Direto.

Com as novidades do mundo tecnológico, os aplicativos passaram a fazer parte da vida cotidiana das pessoas. E com a pandemia e o aumento da variedade de smartphones o número de aplicativos disponíveis também cresceu, junto aqueles de entrega de refeições, bebidas e outros produtos necessários para o consumidor.

Dessa forma, se você é um empreendedor que preza pelo contato com seu público, deve ficar atento. Esse crescimento no uso de smartphones e aplicativos também afeta seus clientes. E, como as empresas devem ir até onde seu público está, investir em um aplicativo pode trazer grandes resultados.

Quando olhamos para o mercado e marketplaces - e-commerce que possibilita que o cliente acesse um site e compre itens de diferentes varejistas, pagando tudo junto, em um só carrinho - e analisamos o perfil dos clientes que fazem pedidos por essas plataformas, de 60 a 70% dos pedidos que chegam ao restaurante, por exemplo, são de clientes recorrentes. Essa prática é um comportamento comum no brasileiro, já que eles são fiéis aos estabelecimentos que já conhecem. Além disso, os marketplaces cobram uma taxa de comissão de 12 a 20% do pedido, fazendo com que o restaurante trabalhe com uma margem de lucro muito apertada. Para que o cliente conheça seu estabelecimento, é aceitável pagar 12% no primeiro pedido, mas após a fidelização e o retorno daquele mesmo cliente, não há mais necessidade de arcar com esse custo.

Isso acontece porque o marketplace não compartilha os dados do cliente com o estabelecimento e assim, o cliente acaba sendo do marketplace e não do estabelecimento. Os restaurantes que aparecem nas primeiras opções do aplicativo, por exemplo, acabam recebendo um número de pedido superior aos outros restaurantes e os empreendedores não têm controle da posição que ficam na busca do app. Ou seja, em uma semana o restaurante X está nas 10 primeiras posições e recebe muitos pedidos e por um desejo do marketplace na semana seguinte, ele fica na posição 20ª, o número de demanda para ele vai cair do dia para a noite, assim, ele perde o controle das demandas.

É nesse momento que apresentamos, por exemplo, a nossa plataforma de gestão e de aplicativos próprios para ajudar todos os tipos de estabelecimentos. Esse é um canal que permite que o cliente faça pedidos diretamente para os estabelecimentos, sem intermediários, fazendo com que ele crie independência e total controle das suas demandas. Junto com o app próprio, precisamos criar incentivos corretos para o cliente fidelizar no estabelecimento. Por isso é importante fazer programas de fidelização, premiação por compras, descontos e cupons, além da campanha de migração, que é trazer o cliente do aplicativo do marketplace para o aplicativo próprio do estabelecimento. Para isso, o empreendedor pode continuar utilizando o app do marketplace como vitrine e após a venda, apresentar e fazer a migração para o próprio app.

Um outro ponto que vale ressaltar sobre independência é a facilidade de uso da plataforma, já que ela tem uma interface simples e intuitiva. É possível configurar a loja, o cardápio, área de entrega e até enviar comunicação para a base de clientes em questão de minutos. Dessa forma, não é preciso investir muito tempo na configuração e nem é necessário ter um profissional especializado para fazer isso, o que torna o app próprio acessível e reforça a independência do empreendedor.

Sobre o autor:

Allan Panossian é CEO e fundador do Delivery Direto, unidade de negócios que faz parte do Grupo Locaweb. Fundador do Kekanto, é graduado em Engenharia da Computação, pela USP, com especialização em Gerenciamento de Projetos, pela FIA, além de extensão em Liderança e Inovação Executiva pela Stanford University. Foi estagiário em Harvard, no centro de Estudos para a América Latina. É investidor anjo em diversas startups como TerraMagna, Swap e Bossabox, além de mentor para a aceleração de startups, no Google.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo