Brasil,

Deal cresce 30% com mudança de portfólio focada em entregar valor end to end

Pandemia não foi um impedimento para a consultoria especializada em inteligência de dados e transformação digital, expandir atuação no Brasil. A expectativa para 2023 é de faturar 150 milhões

Um jovem de 26 anos com uma ideia inovadora e o objetivo de mudar o mercado de tecnologia. Foi assim que a Deal nasceu, e hoje, após 16 anos, é uma consultoria multinacional brasileira que atua com inteligência de dados e transformação digital. Fabio Hayashi é o CEO da empresa, e viu na prática de outsourcing uma oportunidade de solucionar as dores de um nicho específico, o mercado financeiro, por meio da prestação de serviços de profissionais especializados em tecnologia.

Mas o mercado mudou, e o mundo também. E em 2015, após mais de 10 anos de crescimento acelerado, o país passou por uma grande recessão, e Fabio Hayashi decidiu que precisaria se reinventar. O CEO entendeu que a jornada do consumidor estava migrando do canal analógico para o digital, e decidiu adquirir a startup Many to One, fortalecendo a experiência do consumidor no e-commerce. Outras reestruturações foram necessárias, já que Fabio Hayashi notou que as empresas estavam produzindo uma enorme quantidade de dados estruturados e não estruturados, e que seria fundamental organizar todas as informações, para analisar se as empresas estavam no caminho certo.

Com uma base consolidada, a Deal adquiriu em 2020 outras duas empresas, que agregaram conhecimento desde a fase inicial do negócio até o desenvolvimento. A primeira foi a CR2, com o objetivo de repensar o modelo de negócio das empresas, atuando no segmento martech (marketing e tecnologia), e a segunda foi a Blue Digital, que complementou o portfólio de DevOps (composto de desenvolvimento e operações com o objetivo de unir pessoas, processos e tecnologias para fornecer continuamente valor aos clientes).

A estratégia, que antes era baseada em interligar profissionais de TI da Deal para solucionar demandas específicas dos clientes, mudou para a otimização da experiência do cliente através de squads (equipes multidisciplinares), formadas por pelo menos quatro pessoas. A diferença é que as squads entendem o problema do negócio do cliente e propõem uma solução personalizada por meio da tecnologia, que pode ser um software ou app criado em conjunto, mesclando as equipes do cliente com as equipes da Deal, para complementar a inteligência do negócio; ou uma equipe fornecida completamente pela consultoria, que pode estar alocada no cliente, resultando na implementação das ideias, com os insights que foram gerados pela inteligência de dados.

O valor do negócio está nas pessoas

A Deal vem trabalhando com uma cultura centrada em pessoas há mais de um ano, e começou a fazer um mapeamento da jornada do colaborador para entender desde o momento em que ele chega à empresa, até o momento em que ele se torna um ex-colaborador da Deal. Com base nos ambientes culturais, físicos e tecnológicos, foi possível identificar as principais necessidades dos colaboradores, criar um programa de aprimoramento em conjunto, e melhorar o employee experience.

O resultado de toda essa dedicação foi a conquista da certificação Great Place to Work (GPTW), concedida às empresas reconhecidas como as melhores do Brasil para se trabalhar, a partir de avaliações feitas pelos próprios colaboradores, em diferentes áreas. A certificação só é entregue para as empresas que atingem 70% de favorabilidade. “Nós queremos reconhecer quem nos ajudou a construir tudo o que somos hoje. Temos um time engajado porque entendemos que, quando damos voz às pessoas, elas trabalham mais motivadas e se tornam protagonistas dentro de suas áreas de atuação. Na Deal, a soma dos esforços de cada um, é o que constrói a força maior da empresa”, ressalta Fábio Hayashi, CEO da Deal.

Além disso, com o lançamento de um portfólio integrado, focado na jornada do cliente, a Deal conseguiu contratar este ano mais de 100 funcionários, atingindo o objetivo de entregar uma real transformação digital, através de uma solução end to end. A consultoria espera chegar ao final de 2021 com 600 colaboradores.

“Todo o esforço que realizamos este ano para proporcionar a melhor experiência para os clientes do mercado financeiro, nos rendeu destaque em três quadrantes da ISG (Information Services Group) como líderes nas categorias Digital Business Consulting, Digital Customer Experience Services e Digital Product Lifecycle Services, validando a estratégia de negócios que estamos desenvolvendo para os próximos anos. Em meio a um ano difícil para todos, nós não podemos deixar de destacar que tudo isso só aconteceu graças ao nosso time, que mesmo trabalhando remotamente, cresceu e passou de 300 pessoas no início deste ano, para 400 pessoas até este momento. Na Deal não queremos ser estrelas, queremos ser constelação, ou seja, o brilho de todos juntos sempre será maior do que o brilho de um só”, enfatiza Hayashi.

Plano de expansão com base nos quatro pilares

A Deal possui quatro pilares principais para oferecer um diferencial ao mercado: estratégia digital, martech, delivery digital e data intelligence. A estratégia digital é feita com base na necessidade de negócio, e conta com profissionais especializados, que conseguem ter ideias visionárias e um método para testar o produto; martech vision é uma unidade de negócio que presta serviços de marketing e tecnologia, criando processos criativos, colaborativos e com empatia para ressignificar a jornada do cliente, uma vez que as dinâmicas de negócios mudam muito e as empresas precisam se adaptar às novas realidades; data intelligence faz o entendimento e a organização dos dados estruturados e não estruturados de maneira inteligente para transformá-los em informações de valor; e o delivery digital, que é a construção através das squads de todas as tecnologias relevantes para resolver o problema do negócio do cliente. Todos esses pilares encontram-se quando a empresa entrega o valor end to end.

Com todos os investimentos realizados em pessoas e novas empresas, a Deal cresceu 30% em 2020, e para 2021, a expectativa é de ampliar a área de atuação e começar a prestar consultoria para as médias e grandes empresas dos segmentos de varejo e seguros, além de começar a investir mais em marketing. Para 2020, a estimativa de faturamento é de 46 milhões, e o planejamento de crescimento visa atingir em 2023 um faturamento de 150 milhões.

“Para conquistar clientes com sensibilidade e respeito, é necessário torná-los apaixonados pelo serviço que você presta. E é exatamente isso que buscamos, reconhecer e valorizar nosso time para que eles façam o mesmo com as empresas que buscam uma consultoria de tecnologia com diferencial estratégico”, finaliza Hayashi.

Sobre a Deal

A Deal é uma empresa brasileira que entrega soluções tecnológicas como protagonistas de um mundo melhor. Ajuda na transformação digital dos das empresas através de design thinking, inteligência de dados e squads ágeis com foco na resolução de problemas. Great Place to Work e liderando diversos quadrantes do ISG, atualmente, a Deal conta com mais de 500 DealMakers no Brasil e operando no modelo de consultoria orientada ao sucesso dos clientes.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo