Brasil,

Como a tecnologia pode ajudar a trazer o público de volta aos restaurantes?

Por Wanderson Leite

Não há nada como estar em um restaurante. Durante a pandemia, surgiram diversas estratégias para que esses estabelecimentos mantivessem suas atividades e a satisfação dos clientes à distância. Entregas por aplicativo, kits do tipo “monte seu prato em casa” – tudo para tentar chegar o mais próximo da sensação de estar sentado à mesa, degustando um prato recém-preparado.

Mas não há nada como ter os cinco sentidos aflorando durante a experiência em um bom restaurante. Em casa, muita gente percebeu que não basta sentir o sabor da sua comida favorita: é preciso algo mais, que só a presença física pode saciar. Especialmente aqueles restaurantes especializados em slow food, a qualidade do produto entregue em casa não consegue ser a mesma.

Agora, que a pandemia parece estar finalmente dando uma trégua, é hora dos restaurantes mudarem sua estratégia mais uma vez, tendo sempre em mente o que o cliente deseja neste momento. Serviços de alimentação estão entre as atividades mais prejudicadas pela pandemia, perdendo somente para os setores de atividades artísticas e de transportes, segundo dados oficiais. É hora de mudar esse cenário!

Mesmo de portas abertas e operando com restrições de segurança, muitas pessoas ainda não se sentem seguras para sair de casa e frequentar um restaurante novamente. Portanto, o primeiro passo é recuperar essa confiança, mostrando que o espaço é ainda mais seguro e acolhedor do que antes. Os empreendimentos devem agir como verdadeiros anfitriões.

Pense no exemplo: quando uma pessoa vai à sua casa, você quer que ela se sinta o mais confortável possível, certo? Irá tomar todo o cuidado para que ela aproveite ao máximo os momentos em que está lá. Agora, bares e restaurantes deverão agir da mesma maneira. Zelo nunca é demais, e é um direito dos clientes ter todas as informações sobre como aquele local está agindo para manter todos em segurança. Mais do que nunca, a experiência do cliente é decisiva, inclusive pela saúde dele e de seus familiares.

O caminho para esse acolhimento pode ser o mesmo encontrado para atender os clientes à distância: a tecnologia. Além de implementar todas as recomendações de segurança, como o distanciamento entre mesas, aferição da temperatura, álcool em gel disponível e redução da capacidade para 40%, que são exigências para funcionar, os restaurantes precisarão fazer mais se quiserem deixar uma experiência realmente satisfatória. E o segredo está no atendimento, a principal queixa dos consumidores mesmo antes da pandemia.

Apostar na tecnologia para garantir agilidade no atendimento é positivo tanto para os clientes quanto para o estabelecimento. Com o aplicativo YES Menu, lançado recentemente nas principais plataformas digitais, o cliente pode acessar um menu virtual e fazer o pedido diretamente do próprio celular, eliminando o contato com cardápios de mesa, que, muitas vezes, não são higienizados corretamente ou na frequência adequada – isso sem falar naqueles feitos de papel, que simplesmente ficariam inutilizáveis após a primeira limpeza. Desta forma, o restaurante oferece uma opção mais segura e que garante a autonomia do cliente ao evitar o máximo de contato com itens compartilhados.

Além disso, com a digitalização do cardápio, o cliente fica menos tempo em contato com os atendentes, preservando a saúde de ambos. Ao invés do funcionário ter que receber o consumidor, anotar o pedido e circular pelo restaurante, ele pode se dedicar a outras tarefas, como ajudar a equipe interna. Com mais rapidez na escolha e na entrega do pedido, as mesas ganham mais rotatividade, o que é essencial para aumentar os lucros quando a capacidade de lotação está reduzida.

Outra vantagem está na eliminação dos cardápios como solução ecológica, eliminando o uso de papel. Hoje, já não se fala mais em cartões de visita, pois entende-se a necessidade de preservar o meio ambiente. Nos restaurantes, não há motivo para ser diferente. Isso sem falar na facilidade de incluir uma promoção, alterar um item no cardápio ou mudar o preço de um prato no cardápio digital.

Nos últimos meses, muito se discutiu sobre o que é prioridade: economia ou segurança. Mas, questiono: por que não ambas? É possível oferecer soluções que não demandem tanto investimento e contribuam para a segurança de todos. Hoje, a saúde individual impacta na coletiva. Cuidar de um é cuidar de todos. Por isso, entender como a tecnologia e opções sustentáveis financeiramente podem contribuir para a segurança de todos é fundamental – inclusive, para recuperar o tempo e os clientes perdidos com a pandemia. Ao encontrar esse equilíbrio, todos saem ganhando.

Wanderson Leite é o idealizador do YES Menu. Formado em administração de empresas, ele também está à frente da Prospecta Obras, Big Data capaz de mapear obras em andamento e a iniciar em todo o país; da ProAtiva, app de treinamentos corporativos digitais; e da ASAS VR, startup que leva realidade virtual para as empresas.

Sobre o YES Menu

O YES Menu é um aplicativo de autoatendimento e cardápio digital. Com ele, o restaurante ganha agilidade na operação e oferece uma experiência mais segura e agradável para os clientes. Disponível para download gratuito nas lojas de aplicativo de sistemas iOS e Android.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo