Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Rally da Safra chega ao Sul do Mato Grosso do Sul, Oeste e Norte do Paraná

RallydaSafra2021 - Eduardo Monteiro RallydaSafra2021 - Eduardo Monteiro

Por conta da forte seca durante o ciclo de desenvolvimento das lavouras, as três regiões deverão registrar as mais baixas produtividades dos últimos anos

Os técnicos do Rally da Safra vão a campo nesta segunda-feira, dia 14 de junho, para percorrer dois importantes polos produtores de milho segunda safra severamente afetados pela seca durante o ciclo de produção. As equipes 25 e 26 visitarão as principais regiões de produção localizadas no Sul do Mato Grosso do Sul (MS), Oeste e Norte do Paraná (PR). No MS, os técnicos passarão por Dourados, Rio Brilhante, Naviraí, Sidrolândia, Maracaju, entre outros. Já no Paraná, irão percorrer lavouras em Toledo, Cascavel, Assis Chateaubriand, Ubiratã, Goioerê, Campo Mourão e Maringá. As duas equipes encerram a etapa em Maringá (PR), no dia 19 de junho.

O Rally da Safra já avaliou lavouras de milho segunda safra nas regiões Médio-Norte, Oeste e Sudeste do Mato Grosso, Sudoeste de Goiás e Norte do Mato Grosso do Sul. “O cenário que vimos até agora foi ruim e devemos entrar na próxima semana numa região bastante castigada pela seca. É possível que encontremos condições piores do que projetamos anteriormente nesses dois próximos trechos”, explica André Debastiani, coordenador da expedição.

Por conta do alongamento do ciclo da soja, quase 80% do plantio do milho segunda safra realizado no Mato Grosso do Sul e no Paraná ocorreu em março, fora da janela ideal de plantio. Além da semeadura mais tardia, em comparação com os anos anteriores, essas regiões registraram volumes de chuvas inferiores à média histórica durante o desenvolvimento das lavouras.

No Mato Grosso do Sul, a falta de umidade no solo impactou a produtividade das lavouras localizadas principalmente no Sul do Estado. As estimativas pré-largada desta etapa do Rally da Safra apontavam queda de 26% de produtividade no Mato Grosso do Sul, com média de 62 sacas por hectare.

Já o Paraná é uma das regiões mais prejudicadas com a seca. O Estado começa agora a colheita - a maior parte das lavouras ainda segue no campo finalizando o ciclo. “Um dos desafios a serem encontrados pelas equipes de campo será estimar o percentual de lavouras que não serão colhidas em função das condições extremas”, afirma Debastiani. A estimativa pré-largada de milho segunda safra do Rally apontava queda de 29% de produtividade nas lavouras do Paraná, com média de 60 sacas por hectare.

A Agroconsult, organizadora da expedição, estima produção nacional de 66,2 milhões de toneladas, em uma área plantada de 14,4 milhões de hectares, com produtividade média de 73,4 sacas por hectare, 19,6% inferior à da temporada 2019/20.

Nas avaliações das lavouras do milho segunda safra, os técnicos vão apurar informações como rendimento das primeiras áreas, capacidade de recuperação das lavouras afetadas pela seca, impacto da seca na formação das espigas, condição climática durante a colheita, manejo de pragas e doenças e nível de tecnologia utilizado no milho segunda safra.

O Rally da Safra 2021 chega à 18ª edição com patrocínio do Banco Santander, Phosagro, FMC e Rumo, e o apoio da Plant UP, Unidas Agro, FIESP e Universidade Federal de Mato Grosso.

O trabalho das equipes e o roteiro completo da expedição poderão ser acompanhados pelo http://bit.ly/RallyRedesSociais

EQUIPE 25 (Sul MS) e (Norte PR)

DATA SAÍDA UF

13/junho Campo Grande MS Concentração da Equipe

14/junho Dourados MS Pernoite

15/junho Ponta Porã MS Pernoite

16/junho Guaíra PR Pernoite

17/junho Toledo PR Pernoite

18/junho Ubiratã PR Pernoite

19/junho Maringá PR Final-dispersão Equipe

EQUIPE 26 (Sul MS) e (Norte PR)

DATA SAÍDA UF

13/junho Campo Grande MS Concentração da Equipe

14/junho Dourados MS Pernoite

15/junho Naviraí MS Pernoite

16/junho Assis Chateaubriand PR Pernoite

17/junho Goioerê PR Pernoite

18/junho Campo Mourão PR Pernoite

19/junho Maringá PR Final-dispersão Equipe


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo