Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Boeing 737 MAX: até agora, um grande fracasso

Vivaldo José Breternitz

O Boeing 737 MAX é, potencialmente, um dos maiores fracassos tecnológicos e comerciais de todos os tempos.

Anunciado como um avião revolucionário em termos de tecnologia aeronáutica e de custo operacional, fez seu primeiro voo comercial em 2017; 387 unidades foram entregues às companhias aéreas e outras 400 já estão prontas, aguardando entrega - parecia ser um sucesso também em termos comerciais. A brasileira Gol está entre as compradoras.

Rumores dão conta que a Boeing tomou medidas pouco convencionais para conseguir a rápida liberação do MAX pelas autoridades aeronáuticas americanas, de forma a poder competir com o Airbus A320neo, que chegou ao mercado nove meses à frente do modelo da Boeing.

Mas, dois acidentes muito parecidos, acontecidos em outubro de 2018 e em março de 2019, que mataram 648 pessoas, levaram a uma proibição do avião continuar voando; os MAX haviam feito 500 mil voos e os dois acidentes fizeram com que a taxa de acidentes para cada milhão de voos ficasse em 4, um número muito alto em relação às gerações anteriores do Boeing 737, que têm uma taxa de 0.2 acidentes a cada milhão de voos.

Investigações apuraram que problemas de projeto, de componentes e de software faziam com que em determinadas situações o avião mergulhasse abruptamente, muitas vezes impedindo que os pilotos conseguissem retomar o controle.

Depois que a Boeing afirmou ter resolvido todos esses problemas, as autoridades aeronáuticas americanas estão liberando o avião, que fez voos de teste em meados deste ano. As autoridades europeias informam que provavelmente adotarão postura semelhante nas próximas semanas.

Além da perda de vidas, os problemas com o MAX e a quase paralisação do tráfego aéreo durante a pandemia, geraram imensos prejuízos à Boeing, que acabou demitindo mais de 30 mil empregados.

Apesar da liberação, ainda há muitos afirmando que é impossível corrigir os erros no projeto do avião e que novos acidentes ocorrerão a despeito das medidas tomadas. Esperamos que estejam errados.

Em tempos de pandemia, é impossível que não surja uma dúvida: será que grandes companhias estão tomando medidas pouco convencionais, similares às tomadas pela Boeing, para conseguir a rápida liberação de vacinas? Esperamos que não.

Vivaldo José Breternitz é Doutor em Ciências pela Universidade de São Paulo, é professor da Faculdade de Computação e Informática da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Sobre a Universidade Presbiteriana Mackenzie

A Universidade Presbiteriana Mackenzie está na 103º posição entre as melhores instituições de ensino da América Latina, segundo a pesquisa QS Quacquarelli Symonds University Rankings, uma organização internacional de pesquisa educacional, que avalia o desempenho de instituições de ensino médio, superior e pós-graduação. Possui três campi no estado de São Paulo, em Higienópolis, Alphaville e Campinas. Os cursos oferecidos pelo Mackenzie contemplam Graduação, Pós-Graduação Mestrado e Doutorado, Pós-Graduação Especialização, Extensão, EaD, Cursos In Company e Centro de Línguas Estrangeiras.

Em 2021, serão comemorados os 150 anos da instituição no Brasil. Ao longo deste período, a instituição manteve-se fiel aos valores confessionais vinculados à sua origem na Igreja Presbiteriana do Brasil.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo