Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Brasileiros estão entre os mais desapontados com 2017, mostra pesquisa Ipsos

Brasileiros estão entre os mais desapontados com 2017, mostra pesquisa Ipsos

Ano que acaba de ser encerrado foi ruim para quase metade da população mundial (48%), mas 76% acredita que 2018 será melhor

Quase metade da população mundial (48%) acredita que 2017 foi ruim. É o que revela a pesquisa Global Advisor da Ipsos que avalia 2017 e capta expectativas em relação a 2018. Os brasileiros estão entre os mais desapontados com o ano passado. Para 64%, não foi um ano bom, o que garante ao país o segundo lugar no ranking com 28 países entrevistados. O Brasil só está atrás da Turquia, mas melhorou em relação à última pesquisa realizada pela Ipsos com essa temática – para 67% dos brasileiros, 2016 havia sido um ano ruim e o país liderou o ranking naquela edição do estudo.

Para 76% dos entrevistados, 2018 será um ano melhor do que 2017. Colombia (93%), Peru (93%), Chile (88%), China (88%), México (87%), Índia (87%), Russia (85%) e África do Sul (85%) são os mais otimistas. Os brasileiros aparecem na quinta colocação com 84%. Só no Japão uma minoria (44%) desacredita que 2018 será melhor do que 2017.

Seis em cada dez (59%) entrevistados globalmente também estão otimistas que a economia global estará mais forte no ano que se inicia. Mercados emergentes como China (86%), Índia (83%) e Peru (81%) são os que têm mais expectativa positiva. O Brasil fica em quinto no ranking, com 67% dos entrevistados otimistas. Entre os menos confiantes estão Itália (43%), Japão (39%) e França (36%).

“O otimismo dos brasileiros com relação a 2018 pode traduzir o desejo de virar definitivamente a página de 2017 que foi um ano duro e desafiador para a maioria. Podemos ver também neste otimismo a timida retomada da economia com uma inflação controlada e um desemprego que não aumentou nos 3 últimos meses mas continua alto. Por fim, o brasileiro tende a ser mais otimista com relação ao futuro do que outros povos”, analisa Danilo Cersosimo, diretor de Public Affairs na Ipsos.

A tradição de fazer resoluções para o ano novo se mantém forte. Globalmente, 78% dos entrevistados criaram uma meta ou desejo pessoal para 2018. Essa tradição é mais forte entre os peruanos (93%), colombianos (93%), chilenos (93%), chineses (92%), mexicanos (90%) e argentinos (90%). Entre os brasileiros, 84% realizaram resolução de ano novo. Os que menos seguem essa tradição são os japoneses (44%) e os suécos (35%).

Expectativas para 2018

A pesquisa também questionou os entrevistados em relação a temas importantes de política, economia e meio ambiente. A maioria dos respondentes pensa que o aquecimento global aumentará (71%). Esta previsão é particularmente alta na Sérvia (87%), Turquia (82%), Colômbia (82%), Chile (81%) e Malásia (81%). Para 73% dos brasileiros, essa afirmação também é verdadeira. Os menos propensos a acreditar no aumento do aquecimento global são os russos e os americanos (ambos com 56%).

Apesar do relacionamento tenso entre os EUA e a Coreia do Norte, as pessoas estão divididas sobre a prossibilidade de os dois países entrarem em guerra. Quatro em cada dez (42%) pensam que é provável número semelhantes aos que 40% que pensam que é improvável (40%). Os entrevistados da Coreia do Sul são os mais propensos a pensar que isso não vai acontecer - 66% dizem que é improvável. Nos EUA, 47% acreditam que pode ocorrer e 33% que não pode.

A permanência de Angela Merkel como chanceler da Alemanha é vista como mais provável do que o presidente Trump sofrer uma acusação que leve a abertura de um processo de impeachment em 2018. Metade (48%) dos entrevistados no mundo pensa que Angela Merkel permanecerá chanceler da Alemanha (incluindo 57% dos alemães), em comparação, com os 35% que pensam que Trump enfrentará um processo de impeachment, percentual semelhante ao dos EUA (33%).

A última pesquisa da Ipsos Global @dvisor foi realizada de 27 de novembro a 8 de dezembro de 2017 em 28 países em todo o mundo (Argentina, Austrália, Bélgica, Brasil, Canadá, Chile, China, Colômbia, França, Alemanha, Grã-Bretanha, Hungria, Índia, Itália, Japão, Malásia, México, Peru, Polônia, Rússia, Arábia Saudita, Sérvia , África do Sul, Coreia do Sul, Espanha, Suécia, Turquia e Estados Unidos). A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais.

Sobre a Ipsos
A Ipsos é uma empresa independente global na área de pesquisa de mercado presente em 88 países. A companhia tem mais de 5 mil clientes e ocupa a terceira posição na indústria de pesquisa. Maior empresa de pesquisa eleitoral do mundo, a Ipsos atua ainda nas áreas de publicidade, fidelização de clientes, marketing, mídia, opinião pública e coleta de dados. Os pesquisadores da Ipsos avaliam o potencial do mercado e interpretam as tendências. Desenvolvem e constroem marcas, ajudam os clientes a construírem relacionamento de longo prazo com seus parceiros, testam publicidade e analisam audiência, medem a opinião pública ao redor do mundo. Para mais informações, acesse: https://www.ipsos.com/pt-br , www.ipsos.com, https://youtu.be/QpajPPwN4oE, https://youtu.be/EWda5jAElZ0 e https://youtu.be/2KgINZxhTAU.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo