Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Revendedora: conhecer um pouco de marketing faz a diferença

Foto: Artem Podrez/Pexels Foto: Artem Podrez/Pexels

Noções de marketing ajudam revendedores de moda íntima diante de um cenário em que a venda pela internet vem crescendo ao longo dos anos.

O segmento de moda íntima feminina é um dos mais abrangentes do mercado têxtil e revender lingerie é uma atividade com potencial, por lidar com peças essenciais no dia a dia das mulheres. A revendedora encontra aí uma alternativa de negócio, tanto para obter renda extra no final do mês quanto para tornar esta sua atividade profissional principal.

Em um mundo cada vez mais digital, a presença na internet pode ajudar a impulsionar as vendas, especialmente agora quando o número de pessoas que compram on-line vem crescendo. De acordo com dados divulgados no relatório Webshoppers da Ebit/Nelsen e do Bexs Banco, o faturamento do e-commerce, incluindo a compra e a venda de produtos, cresceu 41% em 2020, atingindo a marca de mais de 194 milhões de pedidos feitos por consumidores nacionais no ano.

No entanto, se inserir no meio digital nem sempre é uma tarefa tão simples quanto parece para quem compra lingerie no atacado. O conhecimento em marketing digital pode fazer a diferença, oferecendo alternativas estratégicas para tornar a experiência de revenda mais lucrativa, principalmente para quem deseja se destacar diante da concorrência.

Por onde começar?

Para aumentar o número de vendas e ganhar destaque no mercado de revenda de lingerie, não é preciso ser uma expert em marketing digital, mas o conhecimento em algumas ferramentas pode trazer resultados e facilitar a construção de diferenciais para atrair mais clientes.

Pense na identidade da marca

O ponto de partida para quem trabalha com revenda de lingerie é pensar na identidade visual da marca. Esse fator ajuda o público a identificar a revendedora diante das demais e é a primeira impressão que a marca passa para as clientes. De acordo com o Sebrae, a identidade visual da marca "deve abranger todas as etapas e materiais envolvidos no ato da venda".

O primeiro passo é pensar em um nome e criar uma logo. A partir desses dois aspectos, a revendedora deve incorporá-los em detalhes como nas etiquetas, por exemplo. Depois que a revenda começar a apresentar mais lucros, a imagem também pode aparecer em embalagens, cartões e etc.

Aposte em uma plataforma de e-commerce

Por meio da plataforma de e-commerce será possível gerenciar e visualizar toda a loja no meio digital, como adicionar as informações necessárias para os clientes, atualizar os produtos disponíveis no estoque, ajustar os preços, entre outras ações.

Atualmente, existem diferentes opções para criar o próprio canal de e-commerce de revenda de lingerie. Vale avaliar a qualidade e as ferramentas que cada uma oferece. Será por meio da plataforma que os clientes conseguirão acessar o catálogo e realizar a compra das lingeries.

Esteja presente nas redes sociais

Segundo estudo realizado pela Hootsuite em parceria com a WeAreSocial, mais de 4,2 bilhões de pessoas utilizam as redes sociais pelo mundo, o que representa 53,6% da população mundial. Por esse motivo, mais do que nunca os revendedores de lingerie precisam estar inseridos em aplicativos estratégicos para se estabelecer no mercado.

Instagram, Facebook, Twitter, TikTok e WhatsApp são algumas das plataformas mais usadas e que podem servir de vitrine para marcas de moda íntima. As redes são boas ferramentas para interagir com o público, construir a imagem da marca e conquistar mais clientes. Em algumas é possível investir em patrocínio de posts para que os produtos alcancem ainda mais pessoas.

Produza conteúdo

Por meio das redes sociais é possível apostar na produção de conteúdos relevantes no segmento de moda íntima. Além de informar sobre os produtos, também é importante investir em informações sobre a saúde feminina, curiosidades sobre o universo da lingerie, entre outros.

Apostar em conteúdo digital ajuda a marca a se colocar como autoridade nos assuntos relacionados e também a criar uma relação mais forte com os clientes. O Sebrae alerta que o conteúdo deve reforçar a identidade do negócio, tendo-se o cuidado com a qualidade das informações e das imagens divulgadas.

Pense em promoções e descontos

Um dos aspectos que chamam a atenção dos clientes são as promoções e descontos. Eles são atrativos permanentes para quem trabalha no varejo de moda e podem fazer parte de ações específicas, como por exemplo, queima de estoque em finais de temporadas, como orienta o Sebrae.

Além dos descontos e promoções, também é interessante pensar em estratégias com brindes, como pequenos brincos, pulseiras ou chaveiros simples. Esse tipo de abordagem faz o consumidor se sentir querido pela marca, aumentando as chances de uma futura venda.

Aposte em marketing de influência

As redes sociais trouxeram ainda uma nova oportunidade de divulgação para as marcas. O trabalho dos influenciadores digitais é um meio para levar a revenda de lingerie para mais pessoas na internet. Com o marketing de influência, eles conseguem falar diretamente com o público, gerando mais identificação e visibilidade para o negócio.

Atualmente é possível apostar também em micro influenciadores, pessoas que apesar de não terem muitos seguidores, conseguem divulgar produtos, alcançando pessoas da região onde a marca atua.

Varie as formas de pagamento

Um dos fatores que mais influenciam na compra de um produto é a forma de pagamento oferecida pela revendedora. Ao decidir trabalhar com revenda de lingeries, é preciso estar atento às principais escolhas das clientes, para que seja possível agradar cada uma delas.

De modo geral, indica-se investir em diferentes formas de pagamento, uma vez que algumas preferem pagar no boleto à vista e outras usam o cartão no débito ou crédito.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo