Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Entidade do Paraná Debate o Papel das Mulheres no Ambiente Profissional e Como Chefes de Família

  • Crédito de Imagens:Divulgação - Escrito ou enviado por  Seguro Gaúcho
  • Adicionar comentario
  • SEGS.com.br - Categoria: Seguros
  • Imprimir

A Associação das Mulheres do Mercado de Seguros (AMMS) de Curitiba realizou o evento virtual “Mulheres chefe de família, edição especial” dia 27 de novembro, no canal da AMMS no Youtube. Com a participação de executivas do mercado local e lideranças nacionais, a atividade abordou o papel da mulher como chefe de família no atual cenário.

Participaram da mesa redonda virtual a advogada e diretora de ensino da Escola de Negócios e Seguros (ENS), Maria Helena Monteiro; a diretora do Sincor-PR, Angélica Rocha; a gerente executiva da Tokio Marine e mãe de especial, Luciana Sobreda; a ex CEO da Swiss Re Resseguros do Brasil, Margo Black; e a presidente do Grupo Salto Alto e colaboradora da Allianz, Ana Nunes. A mediação do painel foi das conselheiras consultivas da AMMS, Fábia Carvalho e Simone Ramos.

Com o propósito de contribuir para um mundo mais justo e harmonioso, a AMMS tem por objetivo equilibrar as cadeias em cargos de liderança e diminuir as diferenças de gênero no âmbito da ocupação dos cargos de comando nas empresas, buscando equidade em favor das mulheres. Maria Helena Monteiro mencionou um estudo específico realizado na Escola de Negócios e Seguros (ENS), com dois demógrafos, para poder entender o que está acontecendo no Brasil no século XXI em termos demográficos.

“Pudemos compreender os resultados de todas as transformações econômicas, sociais e demográficas e como tudo isso afetou de forma tão significativa o número de mulheres chefes de família”, disse Maria Helena. Ela apresentou dados que comprovam as alterações no perfil da composição familiar. Uma dessas informações mostra que de 2001 a 2015 o número de mulheres que chefiam suas famílias mais do que dobrou.

“Em 2010 tínhamos um superávit feminino de quatro milhões de mulheres e nesse mesmo ano o público feminino já correspondia a 58% das pessoas com nível superior. No que diz respeito a população economicamente ativa, nos últimos 50 anos as mulheres passaram de 13,6% para 49%. Esse último dado também é referente a 2010. Vejam que existe uma curva extremamente ascendente do público feminino que participa da população economicamente ativa em nosso país”. Maria Helena ainda citou o aumento da violência doméstica durante esse prolongado período de confinamento das famílias por causa da disseminação do novo coronavírus.

Angélica Rocha explanou sobre o impacto do trabalho em home office na vida das mulheres que chefiam suas famílias. Angélica relembrou que conciliar casa e trabalho é uma rotina que faz parte do universo feminino em todo o mundo, mas que exige muito esforço e estratégia. “Entretanto, com aparecimento da Covid-19 e as recomendações de isolamento social, as mulheres passaram a viver essa realidade 24 horas por dia. E isso evidenciou ainda mais a sobrecarga e o acumulo de tarefas, tornando bastante difícil separar o trabalho, os cuidados com a casa e o relacionamento familiar”.

Ao citar uma pesquisa do Datafolha, Angélica apresentou um problema que se agravou depois que teve início o trabalho em home office: “para 64% de duas mil mulheres ouvidas pela pesquisa, os afazeres domésticos são os principais responsáveis por tirar a atenção delas e atrapalhar sua vida profissional”.

Já a explanação de Luciana Sobreda englobou sua vivência no mercado de seguros com a própria experiência de vida. Em sua avaliação ser mulher no mercado segurador não é fácil. Para ela a igualdade de gênero é algo que necessita sempre estar presente e que deve ser discutida e defendida continuamente. “Ainda vivemos em um mundo machista. Vejo que a modernidade e a responsabilidade estão nos consumindo ao mesmo tempo e me questiono como conseguimos dar conta de tudo isso”.

A gerente executiva relatou sua experiência na Tokio Marine, enfatizando que a Seguradora tem como um de seus pilares a promoção de um ambiente de trabalho diverso e plural. “Essa filosofia já rendeu até premiações para a Companhia. São ao mesmo tempo conquistas e uma práticas que ajudam a tornar nosso local de trabalho um lugar harmonioso para a mulher. Tenho o privilégio de fazer parte de uma empresa em que comemoro 24 anos de carreira com muito orgulho”.

A executiva relatou ainda que na vida pessoal desempenha as funções de pai e mãe. “Sou mãe especial de uma criança que não anda. Ela é cadeirante, mas graças a Deus tudo vem fluindo. Consigo conciliar a vida profissional com a vida pessoal. Trabalhar numa empresa e com um gestor que te apóiam independente do problema existente faz toda a diferença no universo.”

Ao abordar sobre o que as mulheres podem fazer para amenizar a diferença existente no mercado que ainda afeta o universo feminino, Ana Nunes destacou o papel fundamental que a mulher apresenta na vida das pessoas com quem convive, ressaltando que essa mesma mulher precisa constantemente buscar o próprio equilíbrio.

“Não podemos esquecer que necessitamos ter o nosso tempo para cultivar os cuidados pessoais, meditar e relaxar. Considero a meditação como uma prática incrível. E seu grande benefício é a respiração, pois ela tem o poder de afastar os pensamentos turbulentos e difíceis que temos tanto das atividades profissionais como da vida pessoal”, refletiu a presidente do Grupo Salto Alto.

Margo salientou que de uma maneira geral a população mais jovem não costuma pensar que um dia chegará à terceira idade, e por isso, não existe a cultura de um planejamento de longo prazo com o próprio dinheiro. Na sua avaliação o ideal é que as pessoas adquiram um plano de previdência privada o mais cedo possível. “Vários anos de contribuição poderão possibilitar uma renda que garantirá uma vida confortável na aposentadoria. Minha recomendação tanto para mulheres como para homens é que comecem logo a fazer um plano de previdência, pois certamente um dia vocês irão se aposentar”.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo