Brasil, 22 de Novembro de 2019

TOKIO MARINE SEGURADORA

FenaSaúde apresenta propostas para tornar planos de saúde mais acessíveis e garantir a sustentabilidade do setor

5º Fórum FenaSaúde reúne representantes do Executivo, Legislativo e Judiciário para discutir os rumos da saúde suplementar

Da esquerda para a direita: o presidente da FenaSaúde, João Alceu Amoroso Lima; o presidente da CNseg, Marcio Coriolano, e a diretora-Executiva da FenaSaúde, Vera Valente

Com o objetivo de ampliar o acesso dos brasileiros aos planos de saúde privados e favorecer a sustentabilidade do setor, a Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde) promove nesta quinta-feira, 24 de outubro, o seu 5º Fórum, o primeiro realizado em Brasília. O evento reúne autoridades como o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Luís Felipe Salomão e o secretário especial da Previdência Social do Ministério da Economia, Rogério Marinho.

A programação está dividida em dois momentos. O primeiro avalia a legislação que regulamenta o setor (lei 9.656/98) e o segundo debate formas para ampliar o acesso aos planos de saúde. “A legislação em vigor trouxe benefícios, mas depois de 20 anos, precisa de aprimoramentos”, defende a diretora executiva da FenaSaúde, Vera Valente. Durante o Fórum, a FenaSaúde vai apresentar a agenda “Mais Saúde”, um conjunto de medidas para atrair novos beneficiários e reforçar a sustentabilidade do sistema de saúde suplementar. “O crescimento da saúde suplementar é bom para todos e contribui para desafogar o SUS”, diz Valente.

O desafio do sistema de saúde

A queda dos recursos para o SUS e a redução do número de beneficiários dos planos privados são grandes desafios para o sistema de saúde brasileiro. Cerca de 3 milhões de pessoas deixaram de contar com a cobertura da saúde suplementar desde 2014, onerando ainda mais o atendimento público. Atualmente, apenas um terço da população tem pelo menos um tipo de cobertura, seja médico-assistencial ou odontológico, e 80% dos planos são coletivos.

Há ainda o efeito de mudanças estruturais, que geram impactos diretos sobre os custos e oneram o sistema, tanto público, quanto privado.

A incorporação de novas tecnologias representa um avanço para a saúde, mas produz, em contrapartida, aumentos significativos nas despesas com tratamentos.

O envelhecimento da população é outro fator. No Brasil, em 1998, as pessoas com mais de 60 anos representavam 8% da população, hoje já são 13,4% e devem alcançar 22,4% em 2038, segundo o IBGE. Neste período, a expectativa de vida do brasileiro também aumentou quase sete anos. Isso resulta, ainda, no aumento da incidência de doenças crônicas, que exigem mais cuidados e demandam mais exames, internações e procedimentos.

As propostas do setor

Para Vera Valente, há praticamente um consenso entre operadoras, prestadores de serviço, contratantes, beneficiários, reguladores e legisladores sobre o diagnóstico dos problemas da saúde no Brasil. “Sabemos o que é preciso mudar para que mais brasileiros possam ter acesso à saúde de qualidade, para que quem hoje só tem o SUS possa ter a assistência de qualidade do sistema suplementar”, afirma.

A agenda das operadoras inclui a volta da oferta dos planos individuais; a modulação de coberturas, com mais opções de produtos e escolhas para os beneficiários; o incentivo à atenção primária; o combate a fraudes e desperdícios; o maior rigor na incorporação de novas tecnologias; e a adoção de novas formas de remuneração de prestadores, baseadas, sobretudo, na geração de valor para os pacientes, na forma de melhores desfechos.

A solução para os atuais desafios passa necessariamente pelo aperfeiçoamento da legislação do setor – em vigor há 21 anos –, que precisa ser adaptada à nova realidade. Ou seja, para oferecer planos de saúde acessíveis a um maior número de brasileiros, é necessário ampliar as opções de cobertura conforme a necessidade de cada indivíduo e a sua capacidade orçamentária.

Satisfação dos beneficiários

O plano de saúde é o terceiro item de desejo dos brasileiros, perdendo apenas para a casa própria e a educação, segundo pesquisa realizada pelo Ibope neste ano, a pedido do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS). Cerca de 80% dos entrevistados manifestaram estar satisfeitos ou muito satisfeitos com os planos de saúde. Esses resultados se repetem há três anos, desde quando teve início a avaliação dos beneficiários sobre os serviços prestados pelas operadoras.



Publicidade



Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: Comentários com Link são bloqueados automaticamente (Comments with Links are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo

Notícias ::

Mais Itens ::

NEWSLETTER SEGS