Habitações populares ganham energia solar para reduzir gasto das famílias no interior de São Paulo

Crédito: divulgação Crédito: divulgação

Cidade de Monte Azul Paulista conta com 278 novas moradias populares com o sistema

A Secretaria de Estado da Habitação de São Paulo, por meio da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), entregou 278 novas moradias em Monte Azul Paulista, na região de Barretos, no mês de setembro. Uma das principais novidades do projeto foi a implementação de sistemas geradores de energia solar fotovoltaico, o que faz com que os moradores tenham menos gasto de energia elétrica e, consequentemente, de dinheiro no final do mês.

As residências são populares e voltadas para a população de baixa renda. Para construir todas as unidades, foram investidos R$ 33,6 milhões. As habitações possuem 56,67 metros quadrados, dois dormitórios, sala, banheiro, cozinha e área de serviço. As moradias seguem padrões de qualidade estabelecidos pela CDHU, como azulejos no banheiro e na cozinha e estrutura metálica no telhado.

Quem for contemplado pode quitar o imóvel em até 300 meses. As prestações são subsidiadas pelo governo e calculadas com base na renda familiar de cada indivíduo. Dessa forma, pessoas que ganham até três salários mínimos desembolsam, por exemplo, no máximo 15% dos rendimentos. Mas essa não é a única iniciativa de moradia popular com foco na sustentabilidade e na utilização de painéis solares como alternativa de energia renovável.

O programa do governo federal “Minha Casa Minha Vida” também pode passar por transformações. O Ministério do Desenvolvimento Regional trabalha em uma proposta para apresentar ao executivo até o final de novembro, para ser anunciada ainda em dezembro de 2019. Nela, consta uma proposta para diminuir a conta de luz em até 70%.

Isso só seria possível por meio da utilização de placas de energia solar fotovoltaica. A redução de até 70% na conta de luz faz parte de um estudo realizado em parceria com a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), Furnas e a Federação de Indústrias de São Paulo (FIESP) . Além de reduzir o custo de vida em moradias populares, a proposta tem como objetivo gerar mais empregos na área e Auxiliar o desenvolvimento da indústria de energia solar brasileira.

Como a energia solar ainda não é uma alternativa viável para grande parte da população, existem outras medidas que podem ser utilizadas para tornar uma residência ainda mais sustentável. O uso consciente de equipamentos eletroeletrônicos está no topo da lista: hoje já existem modelos com diferentes funcionalidades, inclusive com menos impacto ao meio ambiente e consumo de energia, como é o caso do ar condicionado split com tecnologia inverter.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: Comentários com Link são bloqueados automaticamente (Comments with Links are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo

NEWSLETTER SEGS