Entenda por que muitos usuários estão deixando de comprar iPhone

Crédito: divulgação Crédito: divulgação

Menor fidelidade e mais tempo de uso do aparelho são alguns dos motivos

A Apple lançou o iPhone em 2007 e se tornou sinônimo de smartphone com tela sensível ao toque. Em quatro anos, a companhia já tinha vendido cerca de 73,4 milhões de unidades. Entre 2007 e 2018, foram lançados 18 novos modelos, fator que ajudou a difundir a marca em todo mundo. Mas recentemente a empresa de Cupertino viu o número de vendas de um dos seus principais produtos retrair e impactar negativamente os resultados trimestrais.

A venda de iPhones no primeiro trimestre de 2019 teve declínio de 17% em relação ao mesmo período do ano anterior, a maior redução de todos os tempos. O resultado negativo também impactou o lucro trimestral da companhia, com uma diminuição de 16% em relação a 2018. A retração também foi estendida para o segundo trimestre de 2019 - de acordo com o The New York Times, houve uma redução de 12% nas vendas de iPhone neste período. Mas o que faz com que usuários desistam de comprar o celular da maçã?

São vários os fatores relacionados com a queda do número de vendas de iPhones no mundo. Uma pesquisa feita pelo BankMyCell com um conjunto de dados de mais de 38 mil indivíduos, mostrou que a fidelidade dos usuários com a marca atingiu o menor patamar em 2019. Em 2017, 92% dos usuários pretendiam continuar com o iPhone no futuro. No primeiro trimestre de 2019, esse número caiu para 73%, o menor desde 2011.

Segundo o estudo, 24,5% dos proprietários migraram para as principais concorrentes da Apple, que utilizam o sistema operacional Android. Desses, 13,8% compraram celulares da Samsung, 8,2% optaram por modelos da LG e 2,5% adquiriram modelos da Motorola.

Outro desafio encontrado pela Apple é fazer os usuários trocarem seus smartphones antigos. Apesar de novas funcionalidades serem apresentadas em modelos recentes, as estatísticas mostram que os proprietários de iPhone ainda preferem continuar com o mesmo aparelho por um bom tempo. De acordo com dados da própria companhia, metade dos celulares vendidos estão em uso, o que também contribuiu para uma queda de 5% nas receitas em seu grande trimestre das festas de fim de ano, segundo o CEO, Tim Cook.

Se não bastassem os problemas internos de fidelidade e maior tempo de uso do mesmo smartphone, a Apple também enfrenta uma forte concorrência de outros fabricantes, além de estar em meio a uma guerra comercial entre os Estados Unidos e a China. De acordo com os relatórios das consultorias Strategy Analytics e Counterpoint Research, referentes à venda de smartphones no segundo trimestre de 2019, todas as quatro maiores fabricantes melhoraram a participação de mercado em relação a 2018, com exceção da Apple.

Segundo os dados disponibilizados pelas empresas de consultoria, a empresa de Cupertino enviou entre 36,4 e 38 milhões de celulares no período de abril a junho, enquanto os dados oficiais da companhia indicam que no mesmo período de 2018 esse número foi de 41,3 milhões de unidades. QUem tem a maior fatia de mercado é a Samsung, com 22,3% de participação de mercado, seguida pela Huawei, com 17,2%.

As fabricantes chinesas possuem uma estratégia mercadológica agressiva, com celulares intermediários com configurações avançadas e quase a preço de custo. Essa estratégia, por si só, fez com que a Huawei e outras se consolidassem no mercado interno chinês e neutralizassem a participação das rivais, como a Samsung e a Apple. No caso da empresa norte-americana, buscou-se oferecer descontos de até 50 dólares na China por meio dos revendedores. Deu certo: em pouco menos de um mês as vendas deram um salto de até 83%. Já a Samsung apostou na criação de modelos intermediários com recursos mais avançados, acabando de vez com a linha Galaxy J.



Publicidade



Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: Comentários com Link são bloqueados automaticamente (Comments with Links are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo

NEWSLETTER SEGS