Edutubers: conheça os professores que transformaram o youtube em uma sala de aula

Crédito: divulgação Crédito: divulgação

Pesquisa aponta que nove em cada dez usuários brasileiros recorrem ao Youtube para aprender algo que ainda não sabem

Dar aulas em escolas tradicionais de ensino pode ser extremamente gratificante pelo contato pessoal e direto com os estudantes. Mas para se obter um impacto maior, é necessário recorrer a outros meios, como a internet. É nesse campo que estão inseridos os edutubers: professores que migraram suas aulas para um formato multimídia na internet e que conquistam jovens ao redor de todo país com conteúdo educacional de qualidade.

Os educadores criam uma comunidade em torno de si e passam a ministrar as suas próprias aulas com uma linguagem mais direta e voltada aos jovens. Disciplinas como matemática, física, química e biologia ganham uma nova roupagem, com animações e explicações voltadas a objetivos específicos, como a preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O alcance se torna exponencial - milhões de telespectadores passam a acompanhar um conteúdo que antes era limitado a um pequeno grupo de alunos em uma instituição de ensino. Para ter acesso às informações, é preciso apenas um computador ou smartphone conectados à internet.

De acordo com a plataforma YouTube Insights, criada pela própria empresa para elencar os principais motivos pelos quais as pessoas acessam o Youtube, os frequentadores do site se interessam pelos vídeos por quatro motivos: conexão (interação com outras pessoas), conhecimento (aprender algo novo ou se atualizar), entretenimento (humor, diversão e inspiração) e identidade (ganhar autoconfiança a partir das histórias de outras pessoas).

Conforme dados da Pesquisa Video Viewers Google/Provokers, de agosto de 2018, realizada no Brasil, nove em cada dez usuários recorrem ao Youtube para aprender algo que ainda não sabem. Para tanto, acessam vídeos de “faça você mesmo”, videotutoriais, documentários, palestras, cursos em vídeo, entrevistas, webinars, listas e até desenho animado. As alternativas são variadas e contemplam todo tipo de público - dos mais tradicionais aos que preferem um conteúdo mais interativo e com uma nova linguagem.

“Hoje, no YouTube, são milhares e milhares de visualizações em conteúdos de aprendizado todos os dias. E muitos deles são alimentados por uma comunidade incrível de educadores, profissionais e especialistas com os quais dificilmente teríamos contato de outra maneira”, diz o Youtube Insights. O professor Paulo Jubilut, é uma das figuras que se tornou tarimbada no Youtube, com o maior canal de biologia do país (Biologia Total, com quase 2 milhões de inscritos). Hoje o educador possui uma equipe de 20 funcionários.

Por causa desse boom de canais sobre educação, a própria plataforma criou um canal exclusivo em parceria com a Fundação Leman. O número de canais selecionados para essa plataforma, chamada YouTube EDU, mais do que dobrou de 2017 para 2018, passando de 150 para 350. A empresa faz uma curadoria de vídeos sobre os mais diversos assuntos: português, história, geografia, inglês, matemática, física, química, biologia, entre outros conteúdos especiais sobre datas e assuntos específicos.

O investimento da empresa com esses criadores é tanto que no ano passado a plataforma realizou o Educon, voltado apenas para criadores de conteúdo na área da educação. O evento contou com workshops variados sobre técnicas de filmagem, monetização, engajamento, entre outros temas. Foram 120 professores convidados - juntos, eles somam 30 milhões de inscritos.



Publicidade



Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: Comentários com Link são bloqueados automaticamente (Comments with Links are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo

NEWSLETTER SEGS