Quatro destinos nordestinos que você precisa conhecer neste inverno

São Luís. Crédito: divulgação São Luís. Crédito: divulgação

Dos vinhos de Petrolina à arquitetura histórica de São Luís: o Nordeste pode oferecer mais do que apenas as praias

As praias nordestinas arrastam multidões do Sudeste e até de outros países, como Argentina e Chile, para a região durante o verão no Hemisfério Sul. No entanto, quando chega o inverno, apesar das temperaturas ainda altas, esse público tende a buscar por destinos de inverno mais próximos -- os paulistanos viajam a Campos do Jordão, São Francisco Xavier ou Monte Verde (MG), os cariocas vão a Petrópolis e os curitibanos descem a serra em direção a Morretes.

No entanto, existem destinos alternativos na região que, para além de pontos turísticos para qualquer brasileiro, contam histórias sobre a própria cultura nordestina, seja na religião, no folclore ou na alimentação.

Um exemplo disso é Petrolina, em Pernambuco, já na divisa com a Bahia. Às margens do Rio São Francisco, é uma das cidades mais admiradas do Brasil por instituições internacionais, que colocaram o município na lista dos 20 locais do “futuro” do país. Para além dos reconhecimentos, pouca gente sabe que é uma região produtora de vinho – cujas uvas são irrigadas com as águas do rio – e que inclusive já ganhou prêmios pela produção da bebida.

A seguir, indicamos quatro destinos localizados no Nordeste para visitar no inverno -- que começou no último dia 21

Juazeiro do Norte (CE)

Cidade na região do Cariri, no Ceará, seu peso religioso na região nordestina que faz com que, a cada ano, milhões de pessoas se desloquem de várias partes da região e de outros estados brasileiros para visitá-la.

Em 1969, mais de 30 anos após a morte de Padre Cícero – um dos maiores religiosos da história do país –, uma estátua de 27 metros foi inaugurada no alto da colina ao lado do município para homenageá-lo. É a terceira maior armação em concreto do mundo e recebe cerca de 2,5 milhões de pessoas por ano, que, além da construção, também visitam a igreja e o museu que integram o complexo.

Segundo estudos da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Juazeiro é também a cidade com o maior número de pessoas envolvidas em atividades culturais, como grupos folclóricos, religiosos, literatura de cordel, xilografia e, claro, o tradicional forró.

Petrolina (PE)

Na divisa entre os estados do Pernambuco e Bahia, nas margens do Rio São Francisco, fica uma das maiores cidades do interior nordestino: Petrolina, que, além do rótulo de grandeza, é considerada um dos pólos de desenvolvimento econômico e social da região. Em 2010, a revista estadunidense National Geographic a colocou na lista dos 20 “municípios do futuro” brasileiros.

Uma das maiores atrações de Petrolina é a sua produção de vinhos a partir da irrigação com as águas do Rio São Francisco, que resulta em bebidas tropicais, aromáticas e bastante ácidas – características próprias do cultivo local. Em 2012, o vinho Testardi, elaborado por meio da uva Syrah, em Petrolina, foi eleito o melhor do país.

O vinho é tão importante na economia da cidade que algumas agências de turismo elaboraram passeios específicos a vinícolas da região, que ainda inclui as cidades de Lagoa Grande, em Pernambuco, e Casa Nova, já na Bahia. De quebra, quem viaja a Petrolina, pode conhecer outra grande cidade do interior nordestino: a baiana Juazeiro, do outro lado do Rio São Francisco. A cidade fica a 700 km da capital pernambucana -- os turistas podem ir aos postos de aluguel de carros em Recife que permitem entregar os veículos no destino final.

Feira de Santana (BA)

A baiana Feira de Santana é, ao contrário da calmaria de Petrolina, uma experiência histórica. Maior cidade do interior nordestino e a sexta maior entre os municípios interioranos brasileiros, é repleta de construções antigas, como a Catedral Metropolitana de Sant’Ana, a Igreja Senhor dos Passos e o Paço Municipal Maria Quitéria, que faz parte de uma bonita praça de mesmo nome. Conhecida pelo seu carnaval fora de época, organizado entre abril e maio – quando milhões de pessoas viajam à Feira –, é a cultura que mobiliza o turismo local.

Além das igrejas e praças, a cidade tem um potencial cultural: além dos museus com obras de importantes artistas brasileiros, ela, como um dos retiros do escritor baiano Jorge Amado, foi visitada por intelectuais como Jean-Paul Sartre e sua mulher, Simone de Beauvoir, em 1962, um dos principais acontecimentos da história do município.

São Luís (MA)

Também construída entre uma baía e o encontro de vários rios, São Luís dá acesso a um dos destinos turísticos mais famosos do mundo: o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, localizado a 260 km da cidade. Nos últimos anos, porém, cresceu também a procura por visitantes interessados em explorar as particularidades da única capital brasileira fundada por franceses, no século 17, e invadida por holandeses e por portugueses nos anos seguintes.

Em 1997, uma parte do centro histórico de São Luís foi declarada Patrimônio Imaterial da Humanidade pela Unesco, órgão da ONU para a cultura. Entre os prédios mais visitados estão o Palácio dos Leões, residência oficial do governador do Maranhão, o Palácio de La Ravardière, que serve como sede da prefeitura, a Catedral de São Luís, o Palácio Episcopal, o Museu Histórico e o Convento das Mercês.

No entanto, se a busca é por uma experiência mais moderna, a cidade possui uma área nova, do outro lado do Rio do Anil, ligada pela Ponte José Sarney, onde na década de 1990 começaram as construções de arranha-céus, shoppings centers, restaurantes sofisticados que servem pratos típicos como o arroz-de-cuxá e bares ao redor da charmosa Lagoa da Jansen - onde acontece o agito noturno.

Compartilhar::

Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...: https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

Separador
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
Separador
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar que voce sera atendido. - Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta totalmente automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
Separador

Adicionar comentário
Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Esta ferramenta é automatizada...Sucesso!


voltar ao topo