Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Mensagem... Descobrindo diamantes

Descobrindo diamantes

Quando aquele rico empresário adquiriu um dos mais famosos hotéis de Paris, o revitalizou totalmente.

E celebrou com uma grande festa.

Tudo ia bem até ele descobrir um garçom de cor negra, num dos salões. De imediato, pediu ao filho que providenciasse a sua retirada.

Ele não desejava deslustrar a grandeza daquele momento.

O filho obedeceu. Mas, depois, disse ao pai: Você sabe quem era aquele garçom? Ele serviu durante mais de trinta anos ao Rei Eduardo VIII, da Inglaterra.

No dia seguinte, o empresário chamou Sidney Johnson, para uma entrevista.

E descobriu que, aos dezesseis anos, foi contratado pelo Duque de Windsor, quando esse era Governador das Bahamas.

Quando retornou para a Europa, trouxe Johnson consigo e o promoveu.

Seu trabalho era ajudar o casal de Windsor nas tarefas diárias e acompanhá-los nas viagens ao Exterior.

Naturalmente, ele não estava habituado à etiqueta e a tudo que era exigido para servir a um rei que renunciara ao trono britânico.

Mas, como ele mesmo confessou, o exilado rei o ensinou, com paciência e gentileza.

Suas responsabilidades somente foram crescendo. Johnson lhe escolhia as roupas para cada dia, com base em um sistema numérico que criaram juntos.

Tornaram-se próximos, ao longo dos anos. Além de ensinar as tarefas que deveria executar, o Duque melhorou sua formação, oferecendo-lhe livros de grandes autores ingleses para leitura: de Charles Dickens a Shakespeare e Rudyard Kipling.

Com a morte do Duque, Johnson foi trabalhar como garçom no Hotel Ritz.

O grande empresário, que lhe ouvia o relato, o contratou como seu mordomo pessoal, em sua casa, em Paris.

Precisou de algum tempo para aceitá-lo, por causa dos seus preconceitos raciais. No entanto, descobriu a riqueza que era aquele homem.

Quando, mais tarde, ele decidiu restaurar a casa do Duque e da Duquesa de Windsor e assumiu o contrato de arrendamento da mansão, transformando-a em um museu repleto de mobília real, confessou a grande ajuda de Johnson.

Ao Jornal New York Times, revelou: Johnson é um dicionário. Ele é um homem muito culto. Tirou todas essas coisas de caixas, cofres e depósitos, e conhece a história de cada um deles.

O antigo valete do Rei Eduardo, Duque de Windsor, viveu para ver a reabertura da Villa Windsor.

Pouco mais de um mês após, ele morreu, aos sessenta e nove anos de idade.

E nós pensamos: uma ação precipitada, julgando pelo preconceito racial, quase perde uma joia inigualável!

* * *

Duas grandes lições nesses fatos. Primeiro, a disposição de Johnson em aprender, em se aprimorar, ao receber a oportunidade.

Segundo, quando se julga somente pela aparência, sem conhecer a riqueza interior da pessoa, sempre incorremos no risco de desprezar diamantes preciosos.

Entendamos que se Deus optou para que tivéssemos cores de pele diferentes, conformações físicas diversas, é para tornar este mundo ainda mais extraordinário, multicor.

E o que nos define não é, absolutamente, nossa origem, a cor da epiderme, mas o que somos na intimidade.

Aprendamos a descobrir as pedras preciosas em nossos relacionamentos.

Redação do Momento Espírita
Em 10.2.2023.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

voltar ao topo