Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Open banking elimina fronteiras e cria mais opções de serviços para clientes, dizem Capco, Tecban e Midway

• Webinar reuniu executivos da Tecban, Midway/Riachuelo e da Consultoria Capco para discutir os desafios e potencialidades da implantação do open banking no Brasil

• Centralização de fato no cliente, novas ofertas e parcerias, cuidados com segurança, avanço do mercado de APIs, integração com varejo e marketplaces entram de vez na agenda de bancos, financeiras, fintechs e outros players não-tradicionais

Em cerca de 45 dias, entra em operação a segunda fase do open banking, quando os clientes poderão permitir às instituições financeiras com que trabalham que compartilhem seus dados com outras entidades, para compararem produtos e serviços e escolher quais vão comprar. Esse processo está rapidamente ganhando corpo em bancos, fintechs, varejistas e outros players não-tradicionais, abrindo um horizonte de oportunidades e desafios em termos estratégicos, tecnológicos e estruturais para as empresas. No entanto, para o consumidor as vantagens ficam cada vez mais evidentes: o aumento substancial da concorrência entre os provedores de serviços financeiros pode aumentar a inclusão bancária efetiva, o sortimento de produtos e serviços financeiros, a facilidade na comparação das ofertas e a melhoria da experiência.

Esses foram alguns dos pontos discutidos no "Capco Talks: Open Banking - Impactos e Oportunidades no Mercado Brasileiro", webinar promovido pela Capco, consultoria global de gestão e tecnologia dedicada ao setor de serviços financeiros, com apoio do Inovabra Habitat. O evento teve a participação de Rogerio Melfi, especialista em Novas Plataformas/Open Banking da Tecban, Alexandre Borges, Gerente de Tecnologia Sênior do grupo Midway/Riachuelo, e de Luciano Sobral, diretor executivo da Capco. A mediação ficou a cargo de Manoel Alexandre Bueno e Silva, Head do Capco Digital Lab São Paulo.

"O Brasil ainda temo um alto volume de pessoas desbancarizadas. Me refiro não apenas a ter conta, mas ao acesso efetivo a produtos e serviços financeiros. O open banking será uma janela de oportunidade para inclusão e oferta de novos produtos e serviços financeiros, aliado ao aumento de concorrência", disse Luciano Sobral, diretor executivo da Capco.

Para Alexandre Borges, da Midway/Riachuelo, "além do varejo, os clientes serão os grandes beneficiados. Eles realmente estarão no centro e soberanos no compartilhamento de seus dados. Com isso, a análise de crédito também será mais assertiva e haverá uma melhora na oferta, que será mais rápida, barata e personalizada". O executivo completou ainda que com o open banking, espera um crescimento do ‘bank as a service’ e a oferta de produtos financeiros de diferentes provedores em marketplaces financeiros para o varejo.

Já Rogério Melfi, da Tecban, ressaltou o impacto na área de APIs (Interface de Programação de Aplicações, em português). "Vejo o surgimento de um marketplace de APIs, no qual várias indústrias trocam informações e serviços". Segundo ele, a mudança regulatória já impulsionou o uso de APIs de alguns grupos, mas as instituições poderão identificar ainda outros dados e serviços que podem ser compartilhados e monetizados. Por exemplo, se uma instituição financeira perceber que é mais forte na análise de dados e escoring de crédito, poderá compartilhar com o mercado justamente essas atividades e não apenas os APIs dos consumidores, disse. Isso permitiria às instituições que tiverem acesso aos dados dar um crédito mais justo pelo maior conhecimento do cliente, oferecendo também investimentos mais adequados e criando uma melhor experiencia. "Quando você pensa em PMEs, as oportunidades são maiores ainda em termos de produtos e serviços. Esse olhar do setor financeiro para o e-commerce e varejo fomenta um novo mercado de conectividade., disse Melfi.

O diretor executivo da Capco, Luciano Sobral, trouxe experiências de outros países com o open banking. Para ele, quatro fatores se destacam: primeiro o foco na melhoria da experiência do cliente desde o início. "Além da questão regulatória, o open banking dá margem a novos modelos de negócios", afirmou. O segundo ponto é a alta complexidade do programa open banking. "Nunca subestime a complexidade de implementação do open banking, pois envolve estruturas, tecnologias, políticas de governança e vários stakeholders. Por fim, tenha estratégias de API, ou seja, se vai criar uma plataforma, buscar os parceiros certos, seja para desenvolvimento interno ou para uso de tecnologias já existentes", afirmou.

Mudanças tão substanciais trazem, evidentemente, grandes desafios. O primeiro é colocar o sistema no ar, ainda mais levando em consideração a agenda acelerada de implantação e a falta de profissionais especializados no mercado. "Estamos falando de tecnologias que não são commodities e que têm elevado nível de padronização de APIs. Temos que colocar essa fundação no ar e ainda ir operando de maneira integrada. O segundo desafio é a estratégia, ou seja, o que se vai fazer com o open banking para melhorar a vida do cliente e como gerar renda para a instituição", disse Alexandre Borges. Durante o webinar, os participantes apontaram ainda a questão da atenção à regulação não apenas do open banking, mas também da LGPD, à segurança cibernética e aos riscos comportamentais dos consumidores - como ocorre nos golpes com o Pix -, além da escolha dos parceiros certos.

Para Manoel Alexandre Bueno e Silva, Head do Capco Digital Lab São Paulo, as fronteiras entre diferentes setores, como o financeiro e o varejo, estão ficando cada vez mais tênues. Os clientes hoje buscam soluções completas, intuitivas e personalizadas, focadas em suas jornadas. "Este movimento depende de uma montanha de mudanças, inclusive de segurança e planejamento, por isso a parceria talvez seja a grande palavra do sucesso. O open banking vai trazer muita gente para o sistema financeiro e é uma grande oportunidade de personalização".

O vídeo completo do evento está disponível em https://videos.netshow.me/t/hOtteN5g_00.

Sobre a Capco

A Capco é uma consultoria global de gestão e tecnologia dedicada ao setor de serviços financeiros. Nossos profissionais aliam pensamento inovador e conhecimento incomparável no setor para oferecer aos nossos clientes expertise em consultoria, integração de pacotes e tecnologias complexas, entrega de transformação e gestão de serviços, para o avanço de suas organizações. Com nossa abordagem eficiente e colaborativa, ajudamos nossos clientes a inovar, aumentar receitas, gerir riscos e mudanças regulatórias, reduzir custos e aprimorar métodos de controle. Somos especializados particularmente em serviços bancários, mercados de capitais, gestão de patrimônio e investimentos, finanças, seguros, risco e compliance. Nos EUA, também temos prática em consultoria no setor de energia. Atendemos nossos clientes de escritórios nos principais centros financeiros das Américas, Europa e Ásia-Pacífico. Para saber mais, visite nosso site website https://www.capco.com ou siga-nos no Twitter, Facebook, YouTube, LinkedIn, Instagram e Xing.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo