Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Pequenas empresas confiam mais em fintechs que em instituições financeiras tradicionais

Pesquisa realizada pela plataforma de busca e comparação de softwares Capterra mostra ainda que 51% das empresas consultadas utilizam os serviços das startups de finanças; soluções de pagamento e de gestão financeira são as mais usadas entre as PMEs.

As pequenas e médias empresas (PMEs) que adotam fintechs confiam mais em suas instituições financeiras do que aquelas que continuam utilizando os serviços de corporações tradicionais.

É o que aponta pesquisa realizada pela plataforma de busca e comparação de softwares Capterra sobre a adoção das startups inovadoras da área financeira entre as PMEs brasileiras. Para o levantamento, o Capterra ouviu 349 gerentes responsáveis pelas áreas financeira e de contabilidade ou envolvidos diretamente na tarefa nas empresas em que trabalham.

Segundo o estudo, 71% das PMEs que utilizam fintechs têm um nível de confiança alto (55%) ou muito alto (16%) nos serviços contratados, que entre as empresas que usam instituições financeiras tradicionais cai para 28% e 4%, respectivamente.

Do total de entrevistados, 51% afirmaram que os seus negócios utilizam os serviços de uma fintech para uma ou mais das sete seguintes áreas: pagamentos, gestão financeira/contabilidade, empréstimo/negociação de dívidas, investimentos, blockchain e bitcoin, seguros e financiamento coletivo.

As fintechs de pagamento (60%) e de gestão financeira/contabilidade (61%) são as mais usadas entre as pequenas empresas.

Boom de fintechs

O Brasil vive um verdadeiro boom de fintechs nos últimos anos. Segundo o último Mapa de Fintechs do Brasil, publicado pelo Finnovation no ano passado, o número de empresas do tipo em operação no país pulou de 377 em 2018 para 504 em 2019, um aumento de 34%.

As fintechs são inclusive a maioria entre as startups brasileiras que alcançaram o status de unicórnios, com valor de mercado de US$ 1 bilhão ou mais, de acordo com a Associação Brasileira de Startups.

Clientes mais satisfeitos

Ainda segundo a pesquisa, o nível de satisfação dos clientes também é maior entre aqueles que adotam fintechs: 57% dizem estar satisfeitos com os serviços contratados e 18%, muito satisfeitos. Entre as empresas que usam instituições financeiras tradicionais, os números baixam a 14% e 2%, respectivamente.

Três de cada quatro entrevistados aponta a praticidade como o principal motivo de sua empresa ter migrado para uma fintech em alguma das áreas analisadas e mais da metade (56%) destaca a menor burocracia para contratar serviços. Por outro lado, apenas um de cada três ressaltou a variedade de serviços oferecidos por essas instituições como motivo da escolha.

“Grandes instituições financeiras, como bancos, têm a capacidade de operar em diversos setores e oferecer uma maior variedade de produtos. Como podemos ver a partir dos dados, as fintechs utilizam a seu favor o fato de contarem com operações mais enxutas para focar em serviços destinados a atender demandas pontuais dos clientes de maneira mais ágil”, comenta o analista do Capterra responsável pela pesquisa.

Nos últimos meses, o Capterra tem investigado as mudanças tecnológicas no setor financeiro, como a adoção de pagamentos com o celular entre os consumidores. Nas próximas semanas, a plataforma divulgará uma pesquisa global sobre o tema.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo

Notícias ::

Mais Itens ::