Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

Tecnologia para o agronegócio - ‘Túnel de vento’ inovador transfere precisão e custo acessível a análises sobre deriva decorrente de adjuvantes agrícolas

Equipamento integrado ao Programa Adjuvantes da Pulverização atende demandas de fabricantes de adjuvantes que perseguem qualidade técnica; modelo importado custa acima de US$ 1 milhão, segundo informa pesquisador

Um equipamento aparentemente simples, capaz de produzir resultados semelhantes aos obtidos com os modelos importados de última geração, que valem acima de US$ 1 milhão, o ‘túnel de vento’ do programa Adjuvantes da Pulverização atrai fabricantes de adjuvantes agrícolas do País, em busca da certificação de funcionalidade para seus produtos. O aparelho 100% nacional foi desenvolvido no laboratório do programa, na cidade paulista de Jundiaí, e avalia com precisão a interferência dos adjuvantes na ‘deriva’ de agroquímicos como herbicidas, fungicidas, inseticidas e acaricidas.

Deriva remete a uma quantidade de agroquímico que “escapa” do alvo de uma aplicação, no ato da pulverização. Vários fatores ocasionam esse fenômeno, desde a ação do vento até o acréscimo de adjuvantes inapropriados à calda da pulverização de um agroquímico, segundo explica o coordenador do programa Adjuvantes da Pulverização e pesquisador Hamilton Ramos.

“Adjuvantes têm por função agregar efeitos como espalhante, umectante e penetrante. Produtos de baixa qualidade e funcionalidade não comprovada causam deriva e trazem problemas ambientais, agronômicos e à saúde do trabalhador rural, entre outros”, exemplifica Ramos. Segundo ele, o túnel de vento do programa representa um avanço ao conhecimento atrelado à relação entre adjuvantes e deriva. “Simplificado em sua estrutura de engenharia, o equipamento possibilita análises altamente confiáveis e a custo acessível.”

De acordo com Ramos, as principais características do túnel de vento são o formato cilíndrico – há outros no País com estrutura retangular -, diâmetro de aproximadamente 1 metro e 8,40 m de comprimento. Estão acoplados ao equipamento pontas de pulverização e também um reservatório, para armazenagem da calda de pulverização e do adjuvante, além de um mecanismo para ‘aspiração’ dos produtos em estudo e a medição de deriva.

Legislação e selo – Hamilton Ramos esclarece que ao contrário do que ocorre na indústria de agroquímicos ou defensivos agrícolas, cujos insumos são alvo de rigorosas etapas de testes e pesquisas para registro e fiscalização, adjuvantes agrícolas produzidos no Brasil não passam pela regulação oficial. “Essa brecha legal abre espaço para uso incorreto e inseguro de defensivos agrícolas e também de adjuvantes.”

Ramos enfatiza também que no final de 2021 o programa Adjuvantes da Pulverização lançou o selo CEA-IAC, com a finalidade de certificar a funcionalidade de adjuvantes agrícolas informada nos rótulos destes produtos, pelos fabricantes. Até agora oito empresas já obtiveram a certificação. Outras cinco estão em fase de cadastramento.

O pesquisador ressalta ainda que o programa Adjuvantes da Pulverização constitui uma iniciativa sem fins lucrativos, mantida com recursos privados, nas dependências do Centro de Engenharia e Automação (CEA), do Instituto Agronômico (IAC), órgão da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de SP sediado há mais de 50 anos na cidade de Jundiaí.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo