Brasil,

TOKIO MARINE SEGURADORA

UFMT: sustentabilidade na cadeia produtiva de Mato Grosso

  • Crédito de Imagens:Divulgação - Escrito ou enviado por  Ministério da Educação
  • Adicionar comentario
  • SEGS.com.br - Categoria: Agro
  • Imprimir

Projetos da Universidade Federal de Mato Grosso, selecionados no PDPG Amazônia Legal, estudam solo, bacias hidrográficas, biodiversidade e produção animal e vegetal.

Monitorar e modelar a flora e a fauna de rios e matas de galeria, no sul da Amazônia, observando como são modificadas por atividades humanas e uso do solo. Este é um dos projetos desenvolvidos pela Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT), selecionados no Programa de Desenvolvimento da Pós-Graduação (PDPG) na Amazônia Legal da CAPES.

As atividades da proposta, que envolve profissionais com diferentes formações, acontecerão em áreas de grande expansão da fronteira agrícola no norte do Mato Grosso. “Uma das mais ricas em biodiversidade, por estar na zona ecotonal, entre o Cerrado e a Amazônia”, explica Jackson Resende, pró-reitor da UFMT. Ele conta que os resultados da pesquisa poderão subsidiar métodos e práticas sustentáveis para a região e futuras avaliações em áreas expostas à expansão do setor agropecuário.

Paralelamente haverá um trabalho de recuperação e remediação em áreas degradadas, envolvendo organismos aquáticos e de solo. Para Resende, o que torna sua proposta inédita é a possibilidade de “criação de protocolos de ação conjunta, para maximizar o alcance de dados de bioindicação e implantar biomonitoramento”.

Esse trabalho vai integrar ações dos programas de pós-graduação (PPGs) em Ciências Ambientais, Zoologia e Ecologia e Conservação da Biodiversidade. Além da aplicação científica, deve formar profissionais qualificados para se fixarem na região, promovendo o desenvolvimento local a partir de parcerias público-privadas.

Produção animal e vegetal renováveis

Na segunda proposta da UFMT, os pesquisadores da área de Agrárias querem melhorar a produção animal e vegetal sustentável no bioma Amazônia. Uma das linhas da pesquisa analisa o uso de biochar – biomassa de origem vegetal que, quando aquecida em condições específicas, torna-se rica em carbono. Esse produto pode ser usado como condicionador do solo e fertilizante, ajudando na recuperação de pastagens degradadas e na produção de mudas frutíferas.

A outra vertente do trabalho avalia subprodutos do etanol feito a partir do milho. Segundo Resende, o Mato Grosso é o principal produtor desse tipo de álcool, que melhora o funcionamento das usinas de bioenergia. Ele explica que esse processo industrial gera grãos destilados que têm grande potencial de uso em alimentação de aves, suínos e bovinos: “Uma linha ainda incipiente no Brasil, essa pesquisa pode resultar na diminuição de impacto ambiental da pecuária, com a redução da emissão de metano por ruminantes”.

Nesse projeto atuarão pesquisadores dos PPGs em Ciência Animal, Agricultura Tropical, Zootecnia, Agronomia e Engenharia Agrícola. O pró-reitor destaca que a ação da CAPES no desenvolvimento de Programas inseridos em áreas estratégicas como a Amazônia, “consolida ainda mais sua posição institucional no avanço da pós-graduação”.

PDPG Amazônia Legal

O Programa incentiva propostas do Plano de Desenvolvimento de Programas de Pós-Graduação (PPGs) Stricto Sensu recomendados pela CAPES, em áreas estratégicas da Amazônia Legal, para consolidar e promover o desenvolvimento científico e tecnológico daquela região, contribuindo para o equilíbrio regional da pós-graduação brasileira.


Compartilhe:: Participe do GRUPO SEGS - PORTAL NACIONAL no FACEBOOK...:
 
https://www.facebook.com/groups/portalnacional/

<::::::::::::::::::::>
IMPORTANTE.: Voce pode replicar este artigo. desde que respeite a Autoria integralmente e a Fonte...  www.segs.com.br
<::::::::::::::::::::>
No Segs, sempre todos tem seu direito de resposta, basta nos contatar e sera atendido. -  Importante sobre Autoria ou Fonte..: - O Segs atua como intermediario na divulgacao de resumos de noticias (Clipping), atraves de materias, artigos, entrevistas e opinioes. - O conteudo aqui divulgado de forma gratuita, decorrem de informacoes advindas das fontes mencionadas, jamais cabera a responsabilidade pelo seu conteudo ao Segs, tudo que e divulgado e de exclusiva responsabilidade do autor e ou da fonte redatora. - "Acredito que a palavra existe para ser usada em favor do bem. E a inteligencia para nos permitir interpretar os fatos, sem paixao". (Autoria de Lucio Araujo da Cunha) - O Segs, jamais assumira responsabilidade pelo teor, exatidao ou veracidade do conteudo do material divulgado. pois trata-se de uma opiniao exclusiva do autor ou fonte mencionada. - Em caso de controversia, as partes elegem o Foro da Comarca de Santos-SP-Brasil, local oficial da empresa proprietaria do Segs e desde ja renunciam expressamente qualquer outro Foro, por mais privilegiado que seja. O Segs trata-se de uma Ferramenta automatizada e controlada por IP. - "Leia e use esta ferramenta, somente se concordar com todos os TERMOS E CONDICOES DE USO".
<::::::::::::::::::::>

Adicionar comentário

Aja com responsabilidade, aos SEUS COMENTÁRIOS em Caso de Reclamação, nos reservamos o Direito, a qualquer momento de Mudar, Modificar, Adicionar, ou mesmo Suprimir os comentarios de qualquer um, a qualquer hora, sem aviso ou comunicado previo, leia todos os termos... CLIQUE AQUI E CONHEÇA TODOS OS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO. - O Nosso muito obrigado - Ferramenta Automatizada...IMPORTANTE: COMENTÁRIOS com LINK são bloqueados automaticamente (COMMENTS with LINKS are automatically blocked.)...Sucesso!


voltar ao topo